Mulher foi atrapalhar comitiva de Bolsonaro nos EUA e foi presa pela polícia #boato

Boato – Vídeo que mostra mulher sendo presa com truculência pela polícia dos Estados Unidos é de um protesto de uma esquerdista contra a comitiva do presidente Jair Bolsonaro.

Muitas das informações falsas que circulam na internet estão relacionadas a vídeos retirados de seu contexto original para exaltar uma figura política do Brasil. No caso de hoje, um vídeo está sendo compartilhado de forma errônea para colocar o presidente Jair Bolsonaro como protagonista.

No vídeo que está circulando em redes sociais e não será exibido aqui, uma mulher realiza uma espécie de protesto e é detida pela polícia dos Estados Unidos. Com força desproporcional (afinal, era apenas uma mulher com um cartaz), alguns homens a imobilizam enquanto ela grita. Junto ao vídeo, mensagens exaltavam a ação dos policiais e apontavam que a intenção da mulher era “atrapalhar a comitiva de Bolsonaro” nos Estados Unidos. Leia algumas versões da história que circula online:

Versão 1: Da série: esquerdopata caviar passando vergonha. Mulher tenta atrapalhar a comitiva do Presidente Jair Messias Bolsonaro e lida com os policiais americanos Versão 2: A mulher foi atrapalhar a comitiva do presidente do Brasil nos Estados Unidos. Olha a polícia de lá resolvendo

Mulher foi atrapalhar comitiva de Bolsonaro nos EUA e foi presa pela polícia?

Tanto pelo protagonismo de Bolsonaro como pela exaltação da ação da polícia, a história circulou com muita força online. Só que, além de a exaltação ser (no mínimo) questionável, a informação que aponta que se tratava de um protesto contra Bolsonaro é falsa.

Para chegar à veracidade da informação, resolvemos buscar mais detalhes sobre a história (que vem em uma mensagem com características de fake news como o tom alarmista, os erros de português e a falta de citação de fontes confiáveis). Descobrimos que o vídeo é recente, mas não tem relação com protesto contra Bolsonaro.

Na realidade, a mulher fazia uma manifestação pró-aborto próximo à comitiva do presidente Joe Biden na cidade de Los Angeles. As matérias que tratam sobre o assunto destacam a truculência policial e não falam em nenhum momento que Bolsonaro estava na comitiva ou era alvo dos protestos.

Resumindo: ao contrário do que apontam as mensagens, a mulher que foi detida com violência extrema pela polícia dos EUA não tem qualquer relação com comitiva do presidente Jair Bolsonaro ou mesmo tinha intenção de protestar contra ele. Além de a mensagem passar uma ideia errada sobre um assunto, está com informações erradas também.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet