Mulher assediada por Pedro Guimarães é militante do PSOL, CUT e já esteve com Haddad #boato

Boato – A mulher que acusou o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, de assédio sexual, é Maria Rita Serrano. Ela e outras acusadoras são do PSOL, da CUT, apoiam Lula e foram flagradas com Fernando Haddad.

Um dos assuntos que mais movimentou o mundo político na última semana foi o da enxurrada de acusações de assédio sexual e moral contra o então presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães. O episódio gerou mais desgaste ao governo, a exoneração de Pedro Guimarães e, agora, uma série de ataques.

Um deles aponta para uma “bomba”. A mulher que acusou Pedro Guimarães de assédio sexual seria, na realidade, Maria Rita Serrano. Junto com a informação, começaram a circular fotos dela com Fernando Haddad, informações que a acusadora era do PT, PSOL e CUT e, ainda, comparações sexistas dela com a esposa do ex-presidente da Caixa.

Começaram a circular também imagens de mulher com camisetas de apoio a Lula e do PSOL realizando um protesto junto com a informação de que elas seriam “as mulheres assediadas” por Pedro Guimarães. Leia algumas das mensagens que viralizaram por aí:

Versão 1: ESSAS SÃO AS FUNCIONÁRIAS QUE DENUNCIARAM O PRESIDENTE DA CAIXA POR ASSÉDIO. JA SEI QUE ELE É INOCENTE… NEM PRECISA INVESTIGAR. Versão 2: Essa é uma das supostas vítimas de assédio do presidente da Caixa. Caso seja verdade, ele deve ser internado para tratamento, e não preso! Versão 3: … então essa que foi ” assediada “pelo Presidente da caixa? – pera aí.. é Haddad do PT com ela?? Anhhh… ENTENDI Versão 4: A esposa do Pedro Guimarães e a assediada! Essa psolista tá d sacanagem! Armaram para o maior Gestor q a CEF teve em 161 anos d história! Versão 5: A “assediada”: Maria Rita Serrano, militante da CUT no Conselho da CAIXA. É armação ou não é?

Mulher assediada por Pedro Guimarães é militante do PSOL, CUT e já esteve com Haddad?

Esse amontoado de mensagens está circulando com dois objetivos: “passar pano” (é assim que fala, né) para Pedro Guimarães e acusar a esquerda de conspiração contra o governo de Jair Bolsonaro. Só tem um “detalhezinho”: as mulheres apresentadas nas imagens não são as que fizeram a acusação de assédio contra o ex-presidente da Caixa.

Antes de falar sobre o assunto em si, precisamos apontar para os indícios de fake news contidos na história. As mensagens que circulam online têm algumas das principais características de boatos online como o tom vago, alarmista, os erros de português e a falta de citação de fontes confiáveis.

Com desconfianças, resolvemos buscar por mais detalhes em relação “ao causo”. Logo descobrimos que as mulheres apresentadas nas mensagens não são as que acusaram Pedro Guimarães de assédio sexual.

As mulheres com camisetas de Lula e do PSOL são bancárias que participaram de uma manifestação contra Pedro Guimarães no dia 29 de junho. Nenhuma reportagem que falou sobre o caso apontou que elas seriam as “assediadas sexualmente”. Na realidade, são funcionárias que foram convocadas pelo Sindicato dos Bancários para protestar e prestar solidariedade em relação ao caso.

Já Maria Rita Serrano, a mulher que estava com Fernando Haddad em uma ocasião e é chamada de “militante do PSOL/CUT”, não é a mulher que acusou Pedro Guimarães de assédio sexual. Ela é, na realidade, a única pessoa que representa os empregados no Conselho de Administração da Caixa Econômica Federal (algo previsto nas normas da empresa).

O nome dela surgiu após, em uma entrevista ao portal Metrópoles, ela acusar Pedro Guimarães de cercear o seu trabalho por ser uma voz destoante do resto do Conselho (que é indicado pelo governo). Porém, em nenhum momento é dito que ela é uma das vítimas de assédio sexual pelo então presidente da Caixa.

As mulheres que denunciaram Pedro Guimarães eram, de acordo com a matéria, assessoras dele (e não bancárias). Por questões óbvias, a identidade delas está sendo mantida em sigilo, assim como a preferência política delas.

Resumindo: ao contrário do que apontam mensagens que circulam por aí, Maria Rita Serrano não é a mulher que denunciou Pedro Guimarães por assédio sexual, assim como as manifestantes que aparecem em outra imagem não são as denunciantes. As mensagens não passam de mais uma campanha de desinformação que circula por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet