Sérgio Moro foi reprovado cinco vezes no exame da OAB #boato

Boato – O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, tentou cinco vezes o exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Foi reprovado em todas as tentativas.

Parece que no “filme da política brasileira”, o capítulo “Lava Jato” está chegando em um dos momentos mais importantes. Depois que o Sérgio Moro decretou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diversos sentimentos eclodiram. Alguns comemoraram e outros se revoltaram. Para o “segundo grupo”, o juiz da Lava Jato voltou a ser alvo.

Um comentário que há tempos circula em redes sociais voltou circular na web. Trata-se de uma tese que aponta que Moro teria sido reprovado por cinco vezes no exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Em uma versão, o comentário é o seguinte: “Moro tentou prova da OAB 5 vezes e foi reprovado!”.

Outra versão, mais recente, diz o seguinte: “SÓ PRA SABER : COMO SÉRGIO MORO, QUE TOMOU PAU 5 VEZES NA OAB E NÃO SABE FALAR PORTUGUÊS CORRETAMENTE, CONSEGUIU SE TORNAR JUIZ?”. Há até uma versão com “piadinha”. “Sabe por que o Moro nunca passou na OAB? Ele não gosta de provas”.

A tese “ele não tem carteira da OAB” chegou até a depoimentos da Operação Lava Jato. Em um dos depoimentos, o antigo advogado de Antonio Palocci (hoje advogado de Lula), Antonio Batochio falou “Vossa Excelência preste exame da Ordem dos Advogados do Brasil”. Na ocasião, recebeu como resposta de Moro um “faça concurso para juiz”.

Sérgio Moro foi reprovado por cinco vezes no exame da OAB?

A tal tese circulou por muito tempo na internet. Mas hoje chegou a hora de colocar um fim nela (pelo menos aqui no Boatos.org). Sim, porque a informação que aponta que Moro foi reprovado cinco vezes no exame da Ordem dos Advogados do Brasil é falsa. Vamos aos fatos.

Para resolver a questão, temos que fazer uma retrospectiva na trajetória do juiz. Ele se formou na Universidade Estadual de Maringá em 1995. Antes de se tornar juiz federal (ele passou em um concurso público em 1996), Moro conseguiu o registro da OAB em 1995.

No site da OAB, constam as seguintes informações: “CONSULTA DE ADVOGADOS – OAB/PR – 21694 – SERGIO FERNANDO MORO – Situação: CANCELADO -Subseção de MARINGÁ – Inscrito desde 25/04/1995”. A informação pode ser conferida com uma busca aqui. Detalhe: o registro está como cancelado porque juízes não precisam dele para trabalhar e, obviamente, não podem advogar.

Vamos racionar: Moro se formou em 1995 e conseguiu o registro da OAB em 1995. É impossível que ele tenha sido reprovado por cinco vezes entre a formatura e a obtenção da “carterinha” da OAB.

Já deu para ver que a tese não faz sentido. Mas só para terminar, precisamos falar o mesmo de sempre: quando Moro foi “acusado” de ter sido reprovado cinco vezes na OAB, a tese foi simplesmente “jogada no ar”. Sem um registro das reprovações, nem uma fonte confiável (e, principalmente, neutra) endossou a história. Ou seja, boato.

Resumindo: a história que aponta que o juiz Sérgio Moro foi reprovado cinco vezes no exame da OAB é falsa. Com um mínimo de consciência é possível perceber que a data de obtenção do registro é tão próxima de sua formatura que seria impossível ele “bombar” cinco vezes.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

13 comentários em “Sérgio Moro foi reprovado cinco vezes no exame da OAB #boato

  • 27/07/2018 em 00:15
    Permalink

    Mais uma vez a boatos.org disseminando mais boatos. O fato dele ter registro na ordem em 1995 não significa nada. Nunca ouviu falar em fraude? Quero ver uma declaração da ordem…

    Resposta
  • 24/04/2018 em 13:24
    Permalink

    Foi o moro que levou uma “enquadrado” do advogado porque queria saber o que a testemunha achava, e testemunha não acha nada, ou sabe ou não sabe.
    Esperando vocês editarem, ou também são coxinhas????
    Aqui o vídeo

    https://youtu.be/xj5GZZ8IMyk

    Resposta
    • 27/04/2018 em 12:47
      Permalink

      Zé roela esquerdopatético baba ovo de bandido comunista,idiota util de Lênin….e do bebum ladrão de nove dedos……kkkkk mortadela do “é gópi” detectado…kkkkkk

      Resposta
  • 10/04/2018 em 13:10
    Permalink

    Na verdade, com certeza, Sérgio Moro sempre foi um aluno brilhante pois, somente os alunos talentosos estudam na universidade Harvard. Ninguém é admitido ali por causa do poder financeiro mas pelo histórico escolar.
    Parabéns Sérgio Moro

    Resposta
  • 09/04/2018 em 18:18
    Permalink

    Acho que esse boato deveria ser reavaliado. Ao que me parece, existe a possibilidade de que Moro não tenha mesmo sido aprovado no exame da OAB, como afirmam os ditos “boatos”: 1) é possível prestar exame da OAB ainda quando estudante; 2) também é possível a inscrição na OAB sem prévio exame de ordem (vejam jurisprudência no site JusBrasil).

    Resposta
  • 09/04/2018 em 12:46
    Permalink

    Não é impossível, porque a partir do 8o. Período o estudante já pode prestar o exame da OAB. LOgo, entre 1993 e 1995, houveram 9 exames realizados.

    Resposta
    • 25/04/2018 em 20:03
      Permalink

      O site diz que Moro se formou em 1995 e conseguiu o registro da OAB em 1995, o que acho estranho: formou-se em Dezembro, prestou exame e já foi aprovado antes que terminasse o ano?
      Segundo, como observa alguém acima, não foi Moro quem deu a resposta. Ao contrário, foi o advogado que respondeu ao moro. É estranho que o juiz nada tenha respondido, deixou passar batido (?)
      Última questão: de fato, pesquisei pelo link que a página fornece, e o registro dele consta como cancelado, mas como é possível conseguir o registro desde o tempo de estagiário e esse registro é válido por dois anos, podendo ser prorrogado por mais um ano, não fica claro que tipo de registro ele tinha e porque foi cancelado. Fica a dúvida.

      Resposta
  • 07/04/2018 em 13:42
    Permalink

    A data não é do cancelamento registro, quando um formado em direito se torna juiz ele ñao pode advogar e o cancelamento da OAB é colocado tem ele ou não é a data é aleatória

    Resposta
    • 04/06/2018 em 22:54
      Permalink

      “quando um formando em direito se torna juiz ele não pode advogar…” Temos que avisá-lo disso pq está na cara que ele advoga para o PSDB-PMDB e é anti-PT.

      Resposta
  • 07/04/2018 em 10:11
    Permalink

    Só que não foi morto quem respondeu o advogado e sim o advogado que respondeu o moro. Arrumem para continuarem com meu bom conceito.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)