Moro decreta que Lula não é o dono do tríplex no Guarujá #boato

Boato – Após divulgação de relatório da Polícia Federal (PF), o juiz Sérgio Moro decretou, finalmente, que Lula não é o dono do tríplex no Guarujá.

Em meio à “largada” das eleições, uma das situações mais peculiares é a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como Lula (candidato inscrito pelo PT) foi condenado e está preso em Curitiba, é provável que ele tenha a candidatura impugnada. Mesmo assim, ele ainda tenta esticar “ao máximo” o registro para “repassar” votos para Fernando Haddad.

Com tudo isso, as redes sociais (como sempre) estão pegando fogo. Correligionários favoráveis e contrários a Lula tentam, cada um ao seu modo, fazer pressão para “puxar a sardinha para a sua brasa”. E um dos últimos instrumentos de pressão de alguns simpatizantes do ex-presidente está em um vídeo que começou a viralizar em redes sociais.

A filmagem não identifica quem é a mulher que está no vídeo (já, já a gente explica). No vídeo, ela aponta que a coluna do Fernando Rodrigues no UOL publicou “há poucos instantes” que a Polícia Federal concluiu a fase da operação Triplo X e indiciou a “dona do Triplex” no dia 12 de agosto. No final do vídeo, ela diz que Moro pediu a publicação na íntegra da decisão e que seria a prova de que Lula não é o dono do tríplex no Guarujá.

Junto ao vídeo (publicado em 2018 em um canal do Youtube claramente de apoio a Lula), há a seguinte informação: “MORO DECRETA FINALMENTE: LULA NÃO É DONO DO TRIPLEX”. No Facebook, a história publicada como “Relatório final da Polícia Federal comprova que o ex-presidente Lula e sua família não são donos do Triplex do Guarujá, e o juizeco tucano Sérgio Moro decreta finalmente: LULA NÃO É DONO DO TRÍPLEX”. Assista ao vídeo (já descobriu quem é?):

Moro decretou que Lula não é o dono do tríplex no Guarujá?

Claro que bastou o vídeo viralizar para que as pessoas começassem a compartilhar a informação loucamente nas redes sociais. Mas será mesmo que o juiz Sérgio Moro “decretou” que Lula não é dono do tríplex? Se você ficou empolgado (ou enraivecido) com a informação, calma aí porque ela não procede. Vamos aos fatos.

Antes de analisar o conteúdo em si, vamos fazer uma análise mais geral do caso. É óbvio que uma notícia impactante como essa (que poderia acarretar na anulação de toda condenação de Lula) viraria manchete na TV, rádio, jornal, internet e trends em todas as redes sociais.

Porém, nada (além das postagens em redes) encontramos ao procurar sobre o assunto nas notícias recentes. Não é estranho?

Isso se explica com detalhes do vídeo. A filmagem é da senadora (candidata à reeleição) pelo Amazonas Vanessa Grazziotin (PCdoB). E aí temos o primeiro erro: a data. Apesar de muita gente achar que o vídeo é atual, a filmagem foi feita em 18 de agosto de 2016 (exatamente há dois anos). Ou seja: ele não trata de um evento de 2018. Assiste aí a publicação no Facebook da senadora (preste atenção na data).

Temos aí o primeiro erro: o vídeo está sendo tratado como atual, mas é antigo. Mas as coisas não param por aí. Além disso, houve um erro de interpretação na época. Na realidade, o juiz Sérgio Moro nunca (nem em 2016, nem em 2017, nem em 2018) afirmou que o tríplex (aquele) não é de Lula (afinal, toda a condenação ao ex-presidente foi sob a acusação de que o apartamento era fruto de corrupção).

Neste caso, a resposta está no artigo de Fernando Rodrigues citado no vídeo. Na época, Rodrigues (que não está mais com o blog no UOL e atualmente comanda o site Poder 360) publicou uma nota sobre a Operação Triplo X e sobre um tríplex no Guarujá. Porém, o apartamento em questão não era o atribuído a Lula (na reportagem, nada é dito sobre isso). De fato, uma primeira leitura pode levantar dúvidas. Porém, o próprio jornalista tratou de esclarecer que o apartamento não é de Lula quatro dias após a publicação original (e depois da gravação de Grazziotin). Leia:

Como informa a reportagem, as supostas irregularidades envolvendo o ex-presidente Lula continuam sob apuração em outro procedimento de investigação, que também tramita na 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba (PR). Nelci Warken admitiu ser a verdadeira dona de um tríplex (o 163-B), que estava em nome de uma empresa offshore. Já o tríplex atribuído à família do ex-presidente Lula é o 164-A, no mesmo edifício.

Temos aí um erro em dois níveis. O primeiro foi na interpretação (em 2016) de que a Operação da Polícia Federal (a Triplo X) era do famigerado tríplex de Lula. Neste caso, não dá para dizer se houve dolo na informação errada. O segundo foi em utilizar o vídeo (em 2018) para “aferir” que Moro decretou a inocência de Lula (neste caso, não dá para dizer que foi “sem querer”).

De uma forma ou outra, o fato é que o juiz da Lava Jato não decretou a inocência do ex-presidente ou mesmo que o tríplex da condenação não é dele. O vídeo é antigo e a informação que circula online é falsa. Não vale a pena compartilhar.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Leia também:

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)