Marco Antonio Villa foi demitido da Jovem Pan após pedido de Bolsonaro #boato

Boato – Após críticas ao governo federal, comentarista Marco Antonio Villa foi afastado da Jovem Pan a pedido de Jair Bolsonaro.

Nos últimos dias, a notícia do afastamento do comentarista e historiador Marco Antonio Villa, da rádio Jovem Pan, foi um dos assuntos mais comentados no meio da comunicação. Conhecido por suas críticas contra o Partidos dos Trabalhadores (PT) e a ex-presidente Dilma Rousseff, durante o processo de impeachment, em 2016, Villa foi afastado por 30 dias da emissora de forma conturbada.

E, de acordo com publicações nas redes sociais, esse seria o real motivo para o afastamento do comentarista teria sido um “pedido especial”. Segundo mensagens, o próprio presidente Jair Bolsonaro teria solicitado a saída de Marco Antonio Villa do quadro de comunicadores da rádio Jovem Pan. Confira uma das versões do texto:

“Censura! Bolsonaro pede e Jovem Pan demite Marco Antonio Villa. Crítico do governo Jair Bolsonaro, o apresentador da Jovem Pan Marco Antonio Villa foi demitido da emissora. O afastamento seria decorrente das críticas à gestão do atual presidente e membros como o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o escritor Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro. Com a demissão, a Jovem Pan torna-se explicitamente bolsonarista”.

Marco Antonio Villa foi demitido da Jovem Pan após pedido de Bolsonaro?

O afastamento de Marco Antonio Villa gerou bastante burburinho nas redes sociais. Após a saída do comentarista, diversas teorias começaram a pipocar na internet (inclusive a história de hoje). Porém, será que o afastamento de Marco Antonio Villa teria ocorrido após um pedido direto do presidente Jair Bolsonaro? Bem, a história não é lá como parece e os detalhes você confere a seguir.

Vamos lá! É provável que o comentarista Marco Antonio Villa teve um problema com a rádio Jovem Pan por causa das críticas do comentarista ao atual governo de Bolsonaro (essa tese é endossada pelo próprio posicionamento da emissora e por matérias como essa, do Buzzfeed Brasil). Porém, o afastamento de Villa não teve nada a ver com um pedido do presidente Jair Bolsonaro.

A explicação se encontra nas declarações do próprio Marco Antonio Villa e dos diretores da rádio Jovem Pan. O comentarista explicou que, no dia 24 de maio de 2019, a direção da rádio teria pedido para que ele não prestasse mais seus serviços pelo período de um mês. Na ocasião, Villa disse que seria leviano afirmar que sua saída teria sido um pedido do presidente Jair Bolsonaro. O próprio comentarista publicou um vídeo na internet explicando o motivo de seu afastamento (afirmando que seu contrato não foi encerrado).

Após a tese viralizar na internet, a rádio Jovem Pan também desmentiu a informação por meio do diretor de jornalismo da emissora, Felipe Moura Brasil, durante a edição ‘Os Pingos nos is’, no dia 28 de maio de 2019. De acordo com o diretor, a saída (tratada como “férias”) não tem nada a ver com um pedido do Planalto.

O último ponto que derruba a tese está nos próprios textos que deram origem para a tese do “pedido de Bolsonaro”. Como é possível ver no texto destacado em vermelho, o título fala em pedido de Bolsonaro, mas o conteúdo nem toca no assunto. Algo típico de um caça-clique.

Em resumo: a história que diz que Marco Antonio Villa teria sido afastado da rádio Jovem Pan após um pedido direto do presidente Jair Bolsonaro não procede! O afastamento do comentarista e historiador Villa pode até ser relacionado à linha editorial da emissora. Entretanto, não podemos relacionar o afastamento a um pedido direto de Bolsonaro. Os textos que endossam a tese não provam nada e a participação do governo foi desmentida por Villa e pela Jovem Pan. Por enquanto, é apenas um boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)