Manuela D’Ávila declara guerra a Moro e é corrigida por internauta #boato

Boato – Manuela D’Ávila (PCdoB) declara guerra ao juiz Sérgio Moro, faz publicação no Twitter e é corrigida por internauta.

As eleições já acabaram, mas a disseminação de notícias falsas segue movimentando as redes sociais. A prova disso está na informação de que Manuela D’Ávila “declarou guerra” ao juiz Sérgio Moro por meio de uma publicação no Twitter.

Circula na internet a informação de que a deputada estadual Manuela D’Ávila teria postado uma declaração de guerra ao juiz Sérgio Moro (recentemente anunciado como ministro da Justiça) e foi corrigida por um internauta. Na publicação, Manuela fala em pegar armas para fazer revolução “igual a 59 anos atrás”, enquanto um internauta dá “aula de português” e sugere que ela “pegue em livros”. A “prova” seria um print da publicação. Leia:

Manuela D’ávila: Declaro Guerra contra Sérgio Moro e sua bancada, agora pegaremos em armas para fazer revolução igual a 59 anos atrás. #LulaLivre. Internauta: Sra ex candidata a vice presidente, para tempo transcorrido usa-se “há” e não “a” e esse atrás é desnecessário, por favor, antes de pegar em armas, pegue em livros. 

Manuela D’Ávila declara guerra a Moro e é corrigida por internauta?

É claro que a informação causou um verdadeiro rebuliço na internet, com direito a críticas e muita “zueira”. Mas será mesmo que Manuela D’Ávila declarou guerra a Moro, escorregou no português e foi corrigida por um internauta? A resposta é não. Entenda os porquês.

Para começar, a história segue as principais características de boatos: possui informações vagas (não apresenta o contexto em que ela ocorreu), erros de português (inclusive, na correção do “espertalhão”) e, apesar de citar como fonte a própria Manuela, não dá nenhum link para a postagem original.

Mas não para por aí. Ao buscar informações sobre a declaração atribuída a Manuela, não só não encontramos nada, como chegamos ao desmentido da informação. A tal declaração, em abril, foi pauta no serviço de verificação “É isso Mesmo” do jornal O Globo (antecessor do Fato ou Fake da emprsa).

Aliás, nos últimos dias, a história voltou a ser desmentida pela Agência Lupa. Em ambos os casos, a verificação se sustentou no fato de que não foram encontrados nenhum registro da publicação, algo confirmado pelo Boatos.org. Por fim, a cereja do bolo: a própria Manuela desmentiu a informação. Em sua conta no Twitter, a deputada do PCdoB afirmou que nunca escreveu essas palavras e que sua luta é na política. Leia:

Parece q a máquina das fake news não foi desmontada. Foi aparecer a informação de que Moro comporia o novo governo que essa falsificação contra mim voltou a circular. Eu, obviamente, nunca escrevi essas palavras. A luta que faço é na política.

Ou seja, Manuela não disse, por meio de publicação no Twitter, que vai declarar guerra a Moro e tampouco foi corrigida. A postagem é falsa, foi desmentida no começo do ano e desmentida novamente na última semana, inclusive pela própria deputada.

Em tempo: se fossemos levar a coisa ao pé da letra, “Sra.” é uma abreviatura e tem que levar ponto, “ex-candidata” possui hífen, assim como “vice-presidente”. O “usa-se” deveria ser “se usa” por estar no meio de frase e a frase antes do “por favor” deveria terminar com um ponto e não com uma vírgula (dica para dar fluência no texto). Afinal, correção por correção, a gente também faz a nossa.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.