Lula aumenta auxílio-reclusão de R$ 1.212 para R$ 1.754,18, mais do que o salário-mínimo #boato

Boato – O presidente Lula resolveu aumentar o auxílio-reclusão de R$ 1.212 para R$ 1.754,18. O valor é maior do que o aumento do salário-mínimo, que foi zero.

As pautas “econômicas” são algumas das principais fake news que têm circulado nos últimos tempos. Hoje vamos falar de mais uma delas, que remonta um “clássico”: a que aponta para um aumento de um auxílio para lá de criticado por conservadores.

Mensagens que estão circulando na internet apontam que Lula e sua equipe econômica resolveram dar um aumento substancial no auxílio-reclusão (benefício dado a famílias de pessoas que estão presas e contribuíram ao INSS). Os textos apontam que o benefício aumentou de R$1.212 (valor do salário-mínimo) para R$ 1.754,18. É dito, ainda, que o salário-mínimo está sofrendo um ajuste muito menor (exatamente zero). Leia duas versões da história:

Confira o desmentido em vídeo:

Confira também: Janja tirou foto com traficante? Saiba a verdade aqui!

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

Versão 1: URGENTE: Governo Lula pública aumento ao Auxílio-reclusão. Beneficiários que antes recebiam até R$ 1.212 por mês, agora vão receber até R$ 1.754,18. salário-mínimo não terá aumento. ESTÁ INCENTIVANDO O CRIME? Versão 2: URGENTE: Governo Lula pública aumento ao Auxílio-reclusão. Beneficiários que antes recebiam até R$ 1.212 por mês, agora vão receber até R$ 1.754,18. salário-mínimo não terá aumento.

Lula aumenta auxílio-reclusão de R$ 1.212 para R$ 1.754,18, mais do que o salário-mínimo?

Com direitos a comentários indignados, a história se espalhou muito entre bolsonaristas. Porém, a informação que aponta que Lula deu o tal aumento do auxílio-reclusão maior do que o salário-mínimo é falsa.

Na realidade, a balela surgiu com a junção de duas coisas: 1) A atualização da tabela de benefícios do INSS. 2) Um governo petista (isso porque os reajustes foram dados durante todo o governo de Bolsonaro e ninguém falou nada). E o fato é que o reajuste não foi de R$ 1.212 para R$ 1.754,18 e foi maior do que o salário-mínimo.

Lá em 2014, o Boatos.org desmentiu uma fake news muito parecida. Na época, foi dito que o auxílio-reclusão sofreu um “super reajuste” e que o resto nada havia sofrido de reajustes. Explicamos que a interpretação em questão era distorcida.

O INSS não deu um “reajuste” do auxílio-reclusão reclusão. Na realidade, o valor é um salário mínimo. O que houve, na realidade, é o aumento da faixa de contribuição que tem direito ao benefício. Este o valor que foi para R$ 1.754,18.

Ou seja: se a pessoa contribuía em cima do valor salarial de R$ 1.754,18 e foi preso em 2022, ele não teria direito ao benefício. Agora, em 2023 ele terá direito a este benefício.

Agora a segunda balela: o reajuste do teto não foi de R$ 1.212 para R$ 1.754,18. Na realidade, o reajuste foi da inflação (5,93%). Em 2022, o valor estava em R$ 1.655,98. O reajuste foi idêntico a outros benefícios do INSS.

O salário-mínimo de 2022 para 2023 ainda não foi definido, mas a tendência é de que o reajuste seja de cerca de 9%. O valor era de R$ 1.212 e deve passar para R$ 1.320. Ou seja: não será menor do que o valor do auxílio-reclusão.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que o governo de Lula reajustou o auxílio-reclusão de R$ 1.212 para R$ 1.754,18 e que a mudança foi maior do que a do salário-mínimo. Não se trata de reajuste, a mudança na tabela não têm estes valores e esta atualização é menor do que a do provável reajuste do salário-mínimo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet