Lewandowski quer sessão secreta do STF no dia 26/11 para julgar Lula #boato

Boato – O ministro do STF Ricardo Lewandowski quer que a sessão que vai julgar o pedido de liberdade de Lula no dia 26/11 seja secreta.

No dia 5 de novembro, a defesa de Lula entrou com um novo pedido de liberdade para o ex-presidente, que está preso em Curitiba desde o dia 7 de abril deste ano, no STF. Bastou o pedido ser aceito pelo ministro Edson Fachin e remetido à 2ª Turma do STF para uma história voltar a circular.

De acordo um texto que está viralizando no WhatsApp e no Facebook, o ministro Ricardo Lewandowski pediu para que a sessão que vai apreciar o pedido de liberdade de Lula seja secreta. A mensagem tem até data para o pedido. Leia a mensagem que circula online:

LEWANDOWSKI QUER SESSÃO SECRETA NO DIA 26/11/2018 sessão que vai julgar libertação do Lula Pela 1a. vez desde que a TV Justiça foi criada, acontecerá uma sessão plenaria SECRETA no STF; Lewandowski solicitou que ela seja fechada ao publico e não seja televisionada.

Segundo Lewandowski, o povo esta sendo insuflado para odiar o STF. Sem motivos, já que todas as decisões são baseadas na Constituição e o povo é ignorante, não tem capacidade para discernir o que decidem. Vamos aceitar isso calados ? Compartilhemos para atingir o maior número possível de pessoas.

Lewandowski quer sessão secreta do STF no dia 26/11 para julgar Lula?

A história circulou (novamente) muito na internet e fez muitas pessoas ficarem “indignadas” com o “golpe do STF” para soltar Lula. Mas será mesmo que Lewandowski pediu uma sessão secreta para o julgamento do habeas corpus de Lula? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O mesmo texto (com exceção do “novembro”) circulou em junho deste ano. Como tudo que foi dito é válido para a versão atual, veja o que escrevemos na época para desmentir o assunto:

Alguns pontos nos deixaram com a “pulga atrás da orelha” ao vermos a mensagem. O primeiro deles está no próprio texto: vago, alarmista, com erros de ortografia, pedido de compartilhamento e sem citar fontes confiáveis. Ou seja, o pacote completo da boataria.

A partir daí fomos checar o que há de errado na informação. De fato, a TV Justiça não deve (a não ser que abra uma exceção) transmitir o julgamento. Só que o motivo é simples e não tem nada a ver com pedido de ministro. Ao contrário do que o texto aponta, a sessão será apenas na 2ª Turma do STF e não em Plenário. E a TV Justiça não transmite, via de regra, sessões das turmas.

Além disso, a assessoria do STF apontou, em apuração da nossa colaboradora Carol Lira, que a sessão não será secreta. Ao contrário, o público poderá acompanhar a sessão. “Todas as sessões de julgamento do STF são públicas. As sessões das turmas nunca foram transmitidas por TV e internet”, declarou a assessoria.

Já sabemos que o texto está cheio de informações erradas, mas e aí? Será que, pelo menos, o ministro Ricardo Lewandowski deu a tal declaração? Tentamos procurar qualquer informação a respeito do assunto em fontes confiáveis (como a Globo News, citada no texto), e como é de se imaginar, nada encontramos. 

Para além de tudo que foi dito em junho, há mais um ponto que reforça que se trata de uma fake news. A sessão da 2ª Turma para apreciar o pedido de liberdade de Lula sequer está marcada. De acordo com essa reportagem do G1, o ministro Edson Fachin aponta que é possível que o pedido seja apreciado neste ano (até 20/12). Porém, ninguém deu previsão de quando isso ocorrerá.

Resumindo: a história que aponta que o ministro Ricardo Lewandowski pediu uma sessão secreta para julgar Lula no dia 26/11/2018 é falsa. Além de ser um boato já desmentido por aqui em junho, sequer há data de quando a 2ª Turma do STF vai apreciar o pedido.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)