José Dirceu vai pagar propina para deputados e senadores não aprovarem voto impresso #boato

Boato – Diretor da CIA, em reunião com Bolsonaro, denunciou que José Dirceu vai pagar 5.000.000 milhões para deputados e senadores não aprovarem o voto impresso (voto auditável) no Congresso.

Apesar de, sem dúvidas, o assunto do momento no meio político ser a CPI da Pandemia, a pauta das fake news tem se centrado em outro tema: a iminência da votação sobre o voto impresso (chamado por bolsonaristas de “voto auditável”) por parte do Congresso.

Há alguns dias, o Boatos.org desmentiu a tese esdrúxula que aponta que José Dirceu está chantageando o ministro do STF Luís Roberto Barroso para que ele defenda a não aprovação do voto impresso para as eleições de 2022. O boato “evoluiu” e, de acordo com uma mensagem que está viralizando na web, as ações de José Dirceu não “parariam por aí”.

Um texto aponta que, em reunião com Bolsonaro, um “diretor da CIA” teria denunciado que José Dirceu está se preparando para pagar propina para deputados e senadores não aprovarem o projeto que prevê a implementação do voto impresso. A mensagem fala em um montante de 5.000.000 milhões (seja lá que valor for esse).

O texto ainda fala que o “diretor da CIA” é o autor da denúncia sobre a “chantagem contra Barroso” e, ainda por cima, coloca outra chantagem na conta de José Dirceu: contra Alexandre de Moraes (que estaria “tramando” com membros do PCC). Leia a mensagem que circula online:

BOMBA! BOMBA! BOMBA!!!! OLHA O RESULTADO DA REUNIÃO DO DIRETOR DA CIA COM BOLSONARO. José Dirceu articula no exterior dinheiro para pagar a propina para os Deputados e senadores para não aprovar o voto Auditavel . Segundo fontes o valor pago será de 5.000.000 milhões para cada deputados e senadores ….

Segunda as mensagens postada pelo presidente Bolsonaro nas redes sociais , é fonte certíssima , o codinome Daniel nas mensagens é de José Dirceu, e o codinome imperador é do presidente Lula … José Dirceu está chantageando o Ministro do STF Luiz Barroso , já que Barroso antes de ser ministro do STF frequentava festas de orgias com menores , e José Dirceu tem um desses vídeos da época , onde tá chantageando o Ministro Barroso .

E já o ministro Alexandre de Moraes , o José Dirceu tem vídeos e fotos dele negociando com traficantes do PCC quando era secretário de segurança de são Paulo .. os próprios traficantes filmaram e tiraram as fotos e entregaram para o José Dirceu.

José Dirceu vai pagar propina para deputados e senadores não aprovarem voto impresso?

A mensagem está se espalhando (junto com outras do mesmo naipe) com tudo em redes bolsonaristas e servindo para insuflar uma narrativa que pode não ter um bom resultado no final das eleições de 2022. Independentemente disso (creio que trataremos com mais detalhes no A Semana em Fakes), o fato é que a denúncia em questão é falsa.

Além de a mensagem carregar algumas das principais características de boatos online (ser vaga, alarmista, com erros de português e falta de citação de fontes confiáveis), ela não carrega prova alguma da tal “compra”. São apenas “palavras ao vento”. Obviamente, uma denúncia grave como essa carrega consigo o ônus da prova por parte de quem acusa (algo que não é contemplado na mensagem).

Por sinal, se, de fato, Bolsonaro tivesse tido acesso a informações como essas (com provas, é claro), ele terias o dever de denunciar a compra de votos de deputados e senadores (e provar, claro). Se ele, de fato, soubesse das informações e não fizesse nada, estaria prevaricando (deixando um crime ocorrer sem fazer nada). E como se sabe, Bolsonaro não tomou qualquer atitude em relação à tal reunião com o “diretor da CIA”.

Vale apontar que a mensagem trata como o “diretor da CIA” como se fosse um araponga. Ou seja: estaria fazendo espionagem para uso meramente político por alguém. Em teoria, um funcionário público (daqui ou dos EUA) não deveria se prestar a isso. Se houvesse denúncia como as citadas, ele teria que repassar para autoridades policiais do Brasil tomarem alguma atitude.

É importante citar que, pelo andar da carruagem, não será preciso “comprar” deputados e senadores para que o voto impresso não seja aprovado. Líderes de 11 partidos e centro e de centro-direita já se posicionaram em uma aliança contra a aprovação do projeto. Tanto que governistas estão tentando adiar a votação da comissão especial que trata do assunto porque acreditam que não há votos suficientes para aprovar a mudança.

Ou seja: deputados de partidos, inclusive, contrários ao de José Dirceu já estão se posicionando contra o projeto. E se ele não passar na Comissão, sequer vai para o “Senado”. “Comprar os políticos” seria desnecessário.

Vale apontar que as outras duas denúncias atribuídas ao “diretor da CIA” (sobre Barroso e Alexandre de Moraes) já foram desmentidas no Boatos.org (e também em outros sites) e a fonte está mais para “corrente vinda de compartilhamento em massa no WhatsApp” do que para diretor da CIA.

Resumindo: a denúncia que está circulando sobre José Dirceu comprar deputados e senadores para aprovar o voto impresso não carrega nenhuma prova, não tem lógica (e comprometeria Bolsonaro se fosse real) e reforça outras notícias falsas já desmentidas por aqui (e por aí).

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3w3sv3d
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet