João Pedro Stédile, líder do MST, tem três fazendas no Paraguai confiscadas pela PF #boato

Boato – Polícia Federal confiscou três fazendas no Paraguai do João Pedro Stédile, líder do MST. Bens apreendidos equivalem a R$ 262,4 milhões. 

Se tem um assunto que nunca morre no Boatos.org, esse assunto são as propriedades de políticos, seus familiares e de integrantes de movimentos sociais. Já esclarecemos histórias sobre a fazenda Primavera do Leste, Sul do Pará, sítio de Atibaia e muitas outras.

A última que circula no Facebook e WhatsApp aponta para a “notícia” de que a Polícia Federal confiscou três fazendas no Paraguai do João Pedro Stédile, líder do MST. O texto aponta ainda que os bens apreendidos equivalem R$ 262,4 milhões. Leia o que diz o texto:

#MST POLÍCIA FEDERAL E FORÇA TAREFA CONFISCAM TRÊS FAZENDAS NO PARAGUAI DO LÍDER DO MST E BRAÇO DIREITO DE LULA. Diário Corrupção: Brasil: O serviço Nacional de Cadastro e a Força Tarefa, em cooperação com a Polícia Federal, confiscaram três fazendas do líder do MST, João Pedro Stedile.

Os bens estão avaliados em aproximadamente 68 milhões dólares, cerca de R$ 262,4 milhões. Fazendas: As fazendas Ficam localizadas no Paraguai e fica na localidade de Cerro Memby, distrito de Yby Yau, em Concepción. O local conta com vários empreendimentos num raio de 700 de metros da porteira de acesso e a primeira está avaliada em 17,4 milhões de dólares, R$ 67,1 milhões.

A segunda fazenda fica na mesma região, nas imediações do Rio Aquidaban, e vale 16 milhões de dólares, total de R$ 61,7 milhões. Por sua vez a terceira fazenda fica na cidade de Tacuati, em San Pedro, e vale 34 milhões de dólares, R$ 131,2 milhões.

João Pedro Stédile, líder do MST, tem três fazendas no Paraguai confiscadas pela PF?

A informação circulou a torto e a direito e deixou muita gente desconfiada. Mas será mesmo que João Pedro Stéfide, líder do MST, tem três fazendas no Paraguai confiscadas pela PF? A resposta é não. Entenda os porquês.

De cara, já ficamos desconfiados da veracidade da história. Primeiro porque ao procurarmos informações sobre as fazendas confiscadas em fontes confiáveis, não encontramos nada. Se a notícia fosse real, não seria merecedora de, pelo menos, uma manchete?

Com isso em mãos, resolvemos buscar pela origem das imagens. Uma googlada foi suficiente para matar a charada. Isso porque o líder do MST, João Stédile, nada tem a ver com o assunto.

Pois bem, a descrição dos valores das fazendas e uma das imagens está relacionada uma ação da Operação Spectrum, deflagrada pela PF em 2017. A ação apreendeu três fazendas do narcotraficante Luis Carlos da Rocha, o Cabeça Branca. Na época, os bens foram avaliados em aproximadamente 68 milhões de dólares, cerca de R$ 262.4 milhões, como mostra essa matéria.

A segunda imagem, que foi encontrada nesta matéria no site do Instituto Biosistêmico, mostra a fazenda Irmãos Garcia, localizada no município de Campo Novo do Parecis, no Mato Grosso. A terceira imagem faz parte do registro de uma das vinte e seis fazendas leiloadas pela Reunidas Boi Gordo, em 2017, conforme aponta essa matéria do G1.

Sendo assim, chegamos ao veredito que João Pedro Stédile, líder do MST, não possui três fazendas no Paraguai confiscadas pela PF. A história é falsa e você caiu em mais um #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)