Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > É falso que Janja tenha pedido que resgate do cavalo Caramelo esperasse a sua chegada

É falso que Janja tenha pedido que resgate do cavalo Caramelo esperasse a sua chegada

Janja pediu para que resgate de cavalo Caramelo esperasse sua chegada, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – A primeira-dama Janja Lula da Silva pediu que resgate do cavalo Caramelo fosse interrompido e esperasse a sua chegada a Canoas, no Rio Grande do Sul.

Análise

Um dos episódios que mais chamou atenção no contexto das enchentes do Rio Grande do Sul é o do resgate de um cavalo que ficou por dias em cima de um telhado. Batizado de Caramelo, ele virou queridinho de alguns veículos de mídia e de políticos de todos os espectros.

Neste sentido, uma história está circulando na internet. Com base em um vídeo de um influenciador digital e um veterinário, mensagens apontam que Janja mandou que o resgate do cavalo Caramelo não fosse realizado até que ela chegasse ao local, em Canoas, no Rio Grande do Sul. Leia algumas das mensagens que circulam na internet:

Vídeo: é falso que a Anvisa esteja barrando entrada de remédios no RS

Veterinário diz que Janja queria que resgate de Caramelo esperasse sua chegada Especialista em equinos que participou do salvamento negou que Exército tenha auxiliado Ao lado do humorista Nego Di, o veterinário Bruno, que participou do resgate do cavalo mais querido do Brasil, Caramelo, disse que o Corpo de Bombeiros foi o responsável pelo salvamento.

De acordo com ele, a primeira-dama, Janja da Silva, queria que os voluntários aguardassem a sua chegada para que ela salvasse Caramelo de helicóptero. Eles, contudo, optaram por não esperar, visto que o equino já estava ilhado sobre um telhado no bairro de Canoas, no Rio Grande do Sul, há dias.

Checagem

Não demorou para a tese se espalhar com todas as forças em redes sociais. Por isso, estamos aqui para fazer a checagem do conteúdo. Isso será feito respondendo às seguintes perguntas: 1) Janja pediu que o resgate do cavalo Caramelo esperasse a sua chegada e fosse interrompido? 2) O que diz o vídeo do influenciador e do veterinário? 3) É verdade que não foi a equipe enviada por Janja que realizou o resgate do cavalo Caramelo?

Janja pediu que o resgate do cavalo Caramelo esperasse a sua chegada e fosse interrompido?

Não. Primeiro, porque Janja, no dia do resgate do cavalo Caramelo, estava em Brasília. Esperar sua chegada significaria esperar um tempo gigantesco (algumas horas, na melhor das hipóteses) e não faria o menor sentido. Segundo, porque não é isso que o vídeo em que as mensagens apontam como fonte se refere. Na realidade, a menção do influenciador e, principalmente, do veterinário é em outro sentido.

O que diz o vídeo do influenciador e do veterinário?

O vídeo aponta, na realidade, que houve um pedido para que o resgate aguardasse a chegada de uma equipe com helicóptero para auxiliar na remoção de Caramelo do telhado da casa. O veterinário aponta no vídeo que a avaliação das equipes de resgate que estavam no local foi que não se esperasse pela chegada do helicóptero. Em nenhum momento, há a acusação de que Janja queria presenciar o resgate do cavalo Caramelo para que ganhasse os créditos.

É importante citar, ainda, que esta alegação está vindo apenas de um lado da história. Não é possível confirmar se, de fato, houve o pedido por parte de Janja de espera de reforços para que o resgate fosse realizado. Mesmo assim, um pedido de espera para chegada de reforços (se, de fato, ocorreu), a depender do contexto, não seria absurdo.

A decisão de esperar ou não esperar dependeria de muitas variáveis. Uma delas é se a operação com o helicóptero ou equipes do Exército poderia minimizar os riscos, por exemplo, do cavalo Caramelo se desequilibrar e cair do bote que realizou a remoção. Outra é por quanto tempo ele resistiria. No final, deu tudo certo.

É verdade que não foi a equipe enviada por Janja que realizou o resgate do cavalo Caramelo?

De fato, o resgate foi comandando pela equipe do Corpo de Bombeiros do estado de São Paulo com o auxílio de veterinários da cidade de Sorocaba e da própria cidade de Canoas (da Ulbra). Janja anunciou antes do resgate que havia entrado em contato com o general Hertz (que comanda a operação no Rio Grande do Sul) para mobilizar o resgate com a ajuda de membros do Exército (inclusive veterinários). 

Se considerarmos que a equipe que resgatou foi a do Corpo de Bombeiros de São Paulo e não do Exército, a resposta seria não foi a “equipe de Janja”. Porém, se considerarmos que diversas equipes de diversos órgãos estão unidos sob um objetivo, a resposta é sim. Na realidade, esta é uma questão não é tão relevante de ser respondida perto do que importa no caso: o resgate foi bem-sucedido.

Conclusão

Fake news ❌

É falso que Janja tenha pedido para que o resgate do cavalo Caramelo não fosse realizado no Rio Grande do Sul até o momento da sua chegada. Além de não fazer muito sentido, o vídeo que está circulando como prova não aponta para esta acusação em nenhum momento. Neste caso, faltou interpretação (e bom senso) de quem está espalhando a história.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).