Informação falsa: Aécio Neves faz parte da maçonaria. É Maçom

Boato afirma que candidato à presidência pelo PSDB é maçon
Boato afirma que candidato à presidência pelo PSDB é maçon

Boato – Candidato à presidência pelo PSDB, Aécio Neves discursa em Loja Maçônica em São Paulo e faz parte da sociedade secreta. Aécio é um maçom.

A Maçonaria tem seus mistérios. Vários, aliás. Trata-se de uma sociedade secular, que esteve presente em acontecimentos memoráveis da história mundial, como a Revolução Francesa, a Independência dos Estados Unidos e até mesmo a brasileira.

Com regras específicas, entre elas a não participação das mulheres, as reuniões realizadas a portas fechadas nas lojas e a entrada de novos membros no grupo apenas com o convite e permissão de outros maçons, a Maçonaria já foi associada a ritos satânicos e ainda hoje é vista por religiões cristãs como uma sociedade do mal.

Curta também a nossa página no Facebook e não caia em boatos

Quando se junta todo folclore em que os maçons estão envolvidos com uma corrida presidencial aí então as coisas ficam quase explosivas. Imaginem então o possível estrago que a notícia de que o candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, é maçom e já até fez promessas à Maçonaria de poder e grandes reformas.

O país na mão do demônio então? Mais ou menos isso, é o que os rumores dizem. Confira o texto que alerta para a visita do candidato em importantes lojas maçônicas de São Paulo.

Aécio vai a 3 lojas de Maçonaria

O ‘Trono’ onde o presidenciável de Dino sentou, segundo os ensinamentos da Maçonaria, é a cadeira ocupada pelo ‘Venerável Mestre de Trono de Salomão’, a maior autoridade maçônica presente no ‘Templo’.

Junto do texto uma imagem do candidato em uma loja maçônica e do genro dele com uma blusa com um símbolo da Maçonaria. Em letras garrafais com cores chamativas a seguinte frase: ‘O genro de Aécio quer uma nova ordem mundial. E você?’.

A postagem já tem mais de 100 compartilhamentos e os comentários estão cheios de ideais religiosos. Mas, vamos às verdades e mentiras. De fato, Aécio Neves visitou lojas maçônicas de São Paulo (lá no mês de abril). Discursou para membros da Maçonaria e para jornalistas que tiveram permissão de entrar na loja. Falou de suas promessas políticas, criticou o governo da candidata rival, Dilma Rousseff, e discutiu propostas de governo.

No entanto, isso não quer dizer que o candidato tucano seja maçom. Em se tratando de vivermos em um país de Estado laico (ou seja, TECNICAMENTE, religião e Estado não interferem um no outro), a visita a instituições religiosas das mais variadas é não só permitida como também é uma estratégia de campanha. A atual presidente Dilma Rousseff, também tem se reunido com organizações religiosas, como o Candomblé e associações evangélicas. Nem por isso a candidata do PT faz parte de um ou de outro.

Ainda sobre Aécio, o candidato se define como católico (não que isso importe, convenhamos) e recentemente batizou os filhos recém-nascidos na Basílica Nossa Senhora do Pilar em Minas Gerais (novamente irrelevante).

Logo, Aécio Neves não é maçom. Visitou as lojas paulistas durante sua campanha assim como esteve em feiras de livros mesmo sem ser escritor, em canteiros de obras sem ser engenheiro ou trabalhador da construção civil, em emissoras de televisão sem ser jornalista. Creditar ao candidato o título de maçom apenas pela realização de um discurso é tão refutável que nem exige muito esforço.

Assim, para aqueles que se importam com a doutrina seguida pelo candidato, acalmem-se porque como dizem no interior de São Paulo ‘isso não tem nada a ver com a paçoca’. Aos que ponderam propostas e ideias políticos, adiante, que no dia 26 de outubro acontece o segundo turno da eleição para presidente e é preciso votar com consciência. O país, laico, agradece.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)