Imagem que mostra extrato de R$ 2.600 do Bolsa Família é falsa

Boato – Enquanto você trabalha, acorda cedo e estuda para concursos, pessoas ganham R$ 2.600 no Bolsa Família.

Um dos programas mais atacados pelas pessoas que são defensoras da meritocracia e contra o atual governo brasileiro é o Bolsa Família. De acordo com esse opositores (normalmente, defensores de políticos de extrema direita ou, no mínimo, centro-direita), o programa é, nada mais, do que uma forma de sustentar vagabundos e criar um curral eleitoral.

Graças a esse pensamento, qualquer mensagem que apareça na web atacando o Bolsa Família acaba repercutindo. Esse é o caso de uma foto de um extrato relativo ao mês de maio de 2014. A imagem mostra uma pessoa que recebeu, somando os benefícios do Bolsa Família, o Bolsa Família Jovem e o Cartão Família Carioca, R$ 2.600. Leia o texto que acompanha a mensagem, que tem rodado em redes sociais e WhatsApp.

Bom dia a você trouxa que acorda cedo pra trabalhar,que gera empregos,que estuda pra concurso. Segue extrato fresquinho,desse mês mesmo.  

Meu querido leitor, antes de sair xingando os vagabundos sustentados pelo governo, analise os fatos. Um simples cálculo mostra que é humanamente impossível alguém receber esses valores. Salvo se houver fraude. Raciocine comigo:

O Cartão Família Carioca, de acordo com a prefeitura do Rio de Janeiro, paga entre R$ 20 e R$ 400. Isso não importa o número de filhos que a pessoa tenha ou quanto ganha por mês. O máximo a ser pago é R$ 400 ao mês. Detalhe: a renda média da família tem que ser de, no máximo, R$ 108 por pessoa.

O Bolsa Família pagava em maio, R$ 32 por gestante ou criança ou adolescente de até 15 anos matriculada em escola pública. O limite é R$ 175 por família. Também paga R$ 38 mensais por adolescente de até 17 anos que está na escola (o Bolsa Família Jovem). O limite é de R$ 84. Detalhe: a renda média da família teria que ser de, no máximo, R$ 70 por pessoa (ou seja, nesse caso até poderia passar os limites se a família ganhar um valor menor que esse).

Agora pegue a calculadora. Na situação descrita, o máximo que a pessoa poderia ganhar seria, em maio de 2014 e por gestantes a matriculados na escola, no Bolsa Família, R$ 160 e, no Bolsa Família Jovem, R$ 76. Se a família ganhar abaixo de R$ 70 por pessoa, poderia ter um complemento para se chegar a essa renda. Mas aí, a família teria que ter nada menos do que dez integrantes para chegar aos R$ 660 descritos no extrato. Isso se ninguém estiver matriculado em escola.

No Cartão Família Carioca, a situação é mais surreal. Para receber os R$ 1.802 (para complementar os R$ 2.600), a família teria que ter, no mínimo, 24 integrantes. E claro, romper o limite de R$ 400 do programa.

Com isso, chegamos à conclusão de que a única hipótese de alguém receber um valor assim é por meio de fraude. E encontramos fraudes, mas não no pagamento e sim na imagem. Note que o número “1” à frente do “138” do Bolsa Família Jovem é diferente em relação ao tamanho do dígito seguinte. E note também que R$ 38 é justamente o pagamento por um adolescente na escola.

O mesmo acontece com o “1” à frente do Cartão Família Carioca e o “6” à frente do valor do Bolsa Família. Se você ainda não acredita em mim, olhe essa outra versão do boato, retirada do Blog do Branquinho. Nela, os valores estão diferentes. Será que, de uma postagem para outra, o benefício aumentou?

Resumindo: os valores descritos no extrato de R$ 2.600 no Bolsa Família são impossíveis de serem logicamente atingidos. E claro, o extrato não passa de uma manipulação de imagem. Em tempo: pesquisando na web, achamos essa reportagem do O Globo que fala de um benefício de R$ 1332, que é pago a uma família de 19 pessoas. Achou muito? Experimenta alimentar 18 filhos então.

PS: esse artigo foi uma sugestão dos leitores Tania Povoa Lustosa e Hugo Batista Bezerra. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.  

 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet