Guilherme Boulos, líder do MTST, acaba de ser preso em São Paulo #boato

Boato – Guilherme Boulos, líder do MTST, acabou de ser preso em São Paulo por terrorismo. Mídia e Joice Hasselmann anunciaram a prisão.

Sem dúvidas, a “chave virou” após o resultado das eleições do último domingo (28 de outubro). Enquanto o lado “de Bolsonaro” comemora a vitória e faz planos para o novo governo, a oposição busca estratégias de “resistência” para os próximos quatro anos. É claro que, ao ponto que o “tabuleiro político” se move, informações falsas circulam por aqui e ali.

A última que está fazendo sucesso na internet dá conta de que Guilherme Boulos, líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e candidato à Presidência pelo PSOL nas últimas eleições, foi preso em São Paulo.

A história está sendo reforçada por um vídeo da deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL/SP) comemorando a vitória e matérias de veículos de mídia (como a Carta Maior, UOL e Exame). Alguns sites também publicaram a informação. Leia algumas versões:

Versão 1: Guilherme Boulos, do MTST, é preso pela PM em desocupação violenta na zona leste de SP. Alegação da PM, de que participação de Boulos em protestos anteriores influencia prisão, revela ato político. Versão 2: Ótima notícia! Boulos foi preso

Versão 3: Guilherme Boulos, líder do MTST, é preso em São Paulo. O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, foi preso na manhã de hoje em São Paulo. As informações foram confirmadas para EXAME.com pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

Ele foi detido enquanto acompanhava a reintegração de posse de uma ocupação em São Mateus, zona leste de São Paulo. Neste momento, Boulos está prestando depoimento na 49ª DP de São Mateus. Boulos é acusado de desobediência civil, incitação à violência e de participar de ataques com rojão contra a PM. […]

Guilherme Boulos, líder do MTST, acabou de ser preso em São Paulo?

Muita gente compartilhou a informação (só o vídeo teve mais de 100 mil compartilhamentos). Mas será mesmo que Guilherme Boulos acabou de ser preso em São Paulo? A resposta é não. Vamos aos fatos.

A “solução para o caso” estava a apenas um clique de alcance. Ao olhar as publicações nas fontes confiáveis, vimos que todas as notícias datavam de 17 de janeiro de 2017. Na ocasião, Boulos foi preso e liberado 10 horas após a prisão. O vídeo de Joice Hasselmann (que fala em terça-feira) também é daquela data.

O que aconteceu então? Um “espertão” pegou o vídeo da Joice Hasselmann e jogou no Facebook como se fosse recente. Outro “espertão” pegou a matéria da Exame e também publicou como se fosse recente. A partir daí, diversos “espertões” começaram a compartilhar os links sem perceber (provavelmente) que eram de notícias antigas.

Só para derrubar de vez a história, o próprio Guilherme Boulos veio, por meio de sua página no Facebook, desmentir a informação de que tinha sido preso. Na publicação, ele atribuiu o boato a “seguidores de Bolsonaro”. Leia:

Grupos bolsonaristas soltaram nas últimas horas em redes de WhatsApp a informação mentirosa de que eu teria sido preso por terrorismo. Querem espalhar o medo e a desinformação, criando ambiente para arbitrariedades. Seguiremos com coragem lutando por nossos direitos!

Resumindo: a história que aponta que Guilherme Boulos acabou de ser preso em São Paulo é falsa. A notícia não é recente, o vídeo de Joice Hasselmann não é recente e a prisão não tem nada a ver com terrorismo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)