Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > Carta de militares em mensagem que fala de “guerra civil” sequer é de 2023

Carta de militares em mensagem que fala de “guerra civil” sequer é de 2023

Guerra Civil está prestes a ocorrer no Brasil por causa de carta de militares em 2023, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Militares escreveram carta incriminando o STF e o TSE e isso vai desencadear uma Guerra Civil no país agora em setembro de 2023. 

  Análise

Apesar de a polarização política ter reduzido drasticamente logo após as eleições presidenciais de 2022, isso não significa que ela sumiu. Exemplo disso são as histórias falsas que ainda circulam nas redes sociais e alimentam oposições de maneira tóxica.

De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o Brasil estaria prestes a entrar em uma Guerra Civil. O motivo? Militares teriam escrito uma carta onde criticam e incriminam o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), exigindo que as Forças Armadas façam algo. Confira:

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

“RISCO DE GUERRA AQUI NO BRASIL! SE CASO NÃO HAJA UMA RETOMADA DA DEMOCRACIA, TERÁ GUERRA CIVIL AQUI NO NOSSO BRASIL! CONFIRMADO! A carta dos militares das forças armadas é  autentica! perigo. COMPARTILHE SEM MEDO DE SER FELIZ”.

A  história ganhou uma enorme visibilidade nas redes sociais, em especial, no Tik Tok, no WhatsApp e outros aplicativos de mensagens privadas e em grupo. Vale destacar que essa história surgiu em um contexto muito específico, um dia antes do dia 7 de setembro, em que é comemorada a Independência do Brasil. Há alguns dias, outras publicações estão incitando a violência contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, parecendo até que tudo está interligado.

Porém, a mensagem de hoje apresenta alguns detalhes que nos deixaram com o pé atrás, como a falta de datas, o alarmismo extremo e ausência de notícias em fontes confiáveis sobre o assunto.

Para analisar essa história, separamos três perguntas que vão nos dizer se devemos nos preocupar ou não: 1) É verdade que há um risco de guerra civil no Brasil, como mostra o vídeo? 2) De quando é o vídeo que é utilizado como prova da guerra civil no Brasil? 3) A carta de militares significa um posicionamento das Forças Armadas?

Checagem

É verdade que há um risco de guerra civil no Brasil como mostra o vídeo?

Não há! Na realidade, o vídeo que está sendo compartilhado como prova é um conteúdo antigo e que não indicava para um movimento de maioria por parte das Forças Armadas. Além disso, esse tipo de conteúdo prestes às comemorações do dia 07/09 só servem para alimentar o ódio,  incitar a violência e um golpe de Estado.

De quando é o vídeo que é utilizado como “prova” da guerra civil no Brasil?

As imagens são de novembro de 2022 e foram exibidas em um programa de televisão que estava alinhado ao ex-presidente Jair Bolsonaro. Ou seja, não tem nenhuma relação com a atualidade. Se isso não bastasse, a tal carta citada pelo programa foi assinada apenas por militares da reserva.

No documento, eles acusavam o STF de usurpar as atribuições do Executivo e do Legislativo. Além disso, eles também apontavam para ameaças à segurança nacional em relação ao sistema de votação e pediam para que o STF tomasse providências para restabelecer a lei e a ordem após as eleições de 2022. A realidade é que esse discurso se baseava no discurso apresentado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, que não aceitava sua derrota nas urnas.

A carta de militares significa um posicionamento das Forças Armadas?

Definitivamente não. Como já explicamos anteriormente, a carta foi assinada por militares da reserva e, como pudemos ver ao longo dos últimos meses, o discurso não teve apoio das Forças Armadas.

Conclusão

Fake news ❌

O Brasil não está prestes a enfrentar uma Guerra Civil por causa de uma carta escrita por militares. Na verdade, o vídeo usado como prova da história de hoje é de novembro de 2022 e não tem nenhuma relação com o contexto atual. Na época, militares da reserva escreveram uma carta criticando o STF e pedindo providências sobre supostas ameaças à segurança nacional em relação ao sistema de votação, para evitar uma possível “convulsão social”. O discurso não teve apoio da Justiça brasileira e muito menos foi endossado pelas Forças Armadas. O que a história de hoje quer é incitar mais violência e um golpe de Estado.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm