Globo entrou na justiça para entrevistar Adélio na véspera das eleições de 2022 #boato

Boato – A Globo entrou na justiça para obter uma autorização para entrevistar Adélio Bispo e contar mentiras sobre Bolsonaro na véspera das eleições de 2022.

Parece que a campanha eleitoral, pelo menos em termos de mentiras, está mostrando um festival de fake news requentadas de 2018. Hoje, vamos falar de mais uma delas, que envolve Globo, Adélio Bispo e um suposto plano de sabotagem a Bolsonaro.

De acordo com a mensagem que está se espalhando, principalmente pelo WhatsApp, a Globo teria entrado na justiça para poder realizar uma entrevista com Adélio Bispo na véspera das eleições. O plano seria inventar uma mentira para poder sabotar a campanha de Bolsonaro. Leia a mensagem que está circulando por aí:

A Rede Globo entrou na Justiça para obter a autorização para gravar uma entrevista exclusiva nesta quarta-feira com o Adélio, agressor ao candidato Jair Bolsonaro. A Justiça apenas fez algumas exigências e a emissora afirmou que vai cumprir. A exigência é não apresentar a entrevista durante o período eleitoral. Com isso a emissora prepara a entrevista para ser exibida na sexta-feira, depois q acabar o horário eleitoral.

Uma pessoa ligada aos advogados de Adélio deixou vazar que ele foi instruído a construir uma longa mentira, tentando fazer entender que o atentado teria sido contratado por pessoas ligadas ao candidato Jair Bolsonaro, sem apresentar qualquer prova, pois ele já está ciente que possivelmente será considerado como incapaz mentalmente logo após a eleição do primeiro turno, sendo portanto transferido para uma clínica e saindo da prisão. Essa informação precisa ser amplamente divulgada, pois trata de um golpe e o candidato Jair Bolsonaro não terá tempo para desmentir e nem maneira para fazer isso.

Portanto cabe a cada admirador do candidato já divulgar esse golpe. As emissoras de TV vão explorar essa entrevista em todos os telejornais na sexta à noite e no sábado, com o intuito de prejudicar o candidato. Bolsonaro não terá mais como se defender, pois a emissora vai dizer que não teve como ouvir a posição do candidato. Quem entender conveniente, que lance nas redes sociais esse golpe. Só assim essa entrevista não irá ao ar, pois a emissora vai perder a credibilidade caso o fato tenha grande repercussão antes da sexta-feira. Compartilhe Copie esse texto e publique nas redes sociais e envie para seus contatos no WhatsApp. Eduardo Campos foi morto. Estão querendo também condenar Bolsonaro de forma suja e nojenta.

Todas as grandes emissoras de TV dependem de dinheiro do Governo Federal, portanto não querem que o candidato seja eleito, pois ele já disse que vai cortar esses gastos e apurar os repasses que foram feitos para as emissoras nos últimos anos. É a luta de pequenos contra os gigantes. Você já escolheu o seu lado? Então faça a sua parte hoje. Essa informação precisa viralizar. Bom dia

Globo entrou na justiça para entrevistar Adélio na véspera das eleições de 2022?

É claro que a história em questão não iria demorar para se espalhar na internet. Só que a história não só é falsa como também é antiga. Desmentimos a mesma balela no Boatos.org na semana final da campanha eleitoral de 2018. Como o desmentido de outrora vale para hoje, relembre o que escrevemos sobre o assunto:

Falou mal da Globo e da esquerda (funcionaria bem também se falassem mal da direita, não se impressionem) sabe como é. A história viralizou na internet. Mas será mesmo que a Globo pagou R$ 800 mil para entrevistar Adélio e dar um “golpe em Bolsonaro”? A resposta é não.

Como dito no início do nosso texto, essa história é uma “reciclagem” do boato que falava que Adélio iria dar entrevistas no dia 5 de outubro. Como boa parte dos argumentos são parecidos, veja o que a gente escreveu (vamos fazer pequenas adaptações já para esse texto):

Antes de falar de “fatores externos”, vamos falar da mensagem em si. Primeiro, ela é vaga. Não diz para qual veículo vai ser a entrevista, em que condições e em que formato. Além disso, ela é alarmista, tem erros de português, pedido de compartilhamento e não cita fontes confiáveis (falar “fontes confiáveis” não vale como álibi). Ou seja, a mensagem fecha o “pacote completo de um boato”.

Ao pesquisar sobre o assunto, descobrimos que, de fato, há duas autorizações para Adélio Bispo dar entrevistas. As duas (uma para a Veja e outra para o programa Conexão Repórter, do SBT) ocorrerão no dia 27 de setembro (e não no dia 5 de outubro) e não têm nada de “ao vivo e em rede nacional”. É justamente o que aponta essa nota da Coluna Painel, da Folha.

Levando em conta que haveria uma entrevista no dia 5 (vai que a Justiça autoriza alguma outra entrevista) e a fonte “adivinhou” o que Adélio vai falar na entrevista, o que é pouco provável (isso é válido para textos dos dois lados que falam “em golpe”), qual seria o “peso” de uma declaração “bombástica” (e sem noção) de Adélio para a mídia? Provavelmente, pequeno.

Uma vez que ele já deu declarações que agiu sozinho e que as investigações já devem estar concluídas (pelo menos é o que aponta a previsão da PF), qualquer coisa “fora da curva” que ele declarar vai ser tratada mais como uma “mentira de um criminoso” do que outra coisa. Não se esqueça que todas as declarações que ele der devem passar pelo crivo de uma apuração jornalística. E, como vocês sabem (ou deveriam saber), não é tão difícil refutar hipóteses absurdas.

Há duas diferenças que merecem ser destacadas no boato de hoje. A primeira é que, no caso da história de hoje, o veículo de mídia e “detalhes da entrevista” (até o cachê) são citados. Isso facilita a nossa investigação já que a TV Globo não havia conseguido autorização para entrevista Adélio Bispo na cadeia (nem para o dia 27 tampouco para o dia 5). Isso enfraquece ainda mais a tese.

A segunda diferença é que até as entrevistas que estavam marcadas inicialmente para o dia 27 foram impedidas pela Justiça. O TRF-3 derrubou a decisão que autorizava a Veja e o SBT a falarem com o esfaqueador de Bolsonaro. De acordo com reportagem do site Jota, o juiz de segunda instância Nino Toldo disse o seguinte na decisão:

O momento é de prudência, quer no interesse da sociedade em apurar corretamente o fato criminoso atribuído a Adélio Bispo dos Santos e, eventualmente, responsabilizá-lo por isso; quer do próprio investigado, que, segundo consta, foi transferido para o Presídio Federal de Campo Grande/MS em razão de grave risco à sua vida e integridade física.

Olha só: nem a Globo havia conseguido autorização para entrevista o homem que atacou Bolsonaro nem os veículos de mídia que haviam conseguido autorização vão poder falar com a Adélio. Mas tem mais uma coisinha: o site que publicou a “bomba da Globo” é um site “criador de fake news” (usando, entre outras, a metodologia que descrevemos por aqui). A página (ou páginas “parceiras”) publicou recentemente outra história envolvendo Adélio e a Globo: a que Fátima Bernardes iria reformar a casa do sujeito.

Entre 2018 e 2022, algumas coisas merecem ser destacadas. A primeira delas é que Adélio Bispo continuou sem poder dar entrevistas a veículos de mídia (inclusive à TV Globo). A segunda é que, em 2020, o STF reiterou que não são permitidas entrevistas com ele.

Vale apontar que a situação de 2018 se aplica a 2022. A Globo não entrou na justiça em 2018 e continuou sem entrar na justiça para entrevistar Adélio Bispo em 2022.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que a Globo entrou na justiça para entrevistar Adélio Bispo. Trata-se de uma fake news que circulou em 2018 e voltou a circular (sem uma vírgula de diferença) em 2022.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet