Flávio Dino, governador do Maranhão, dá cartão de crédito do auxílio-reclusão para presos #boato

Boato – Governador do Maranhão, Flávio Dino, distribuiu cartão de crédito do auxílio-reclusão para presidiários com R$ 8 mil em créditos.

Se tem um assunto que rende discussões em grupos de WhatsApp e no Facebook são os benefícios concedidos pelo governo. A prova disso está na quantidade de fake news sobre auxílio-reclusão e Bolsa Família e outros benefícios que circulam por aí.

Dessa vez, circula na internet a “notícia” de que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), está distribuindo um cartão de crédito do auxílio-reclusão para presidiários com R$ 8 mil em créditos. A informação é sustentada por uma imagem que seria do governador fazendo a entrega do benefício. Leia algumas das versões:

Versão 1: GOVERNADOR ENTREGA CARTÃO BOLSA INTEGRAÇÃO P PRESIDIÁRIOS C R$ 8.000 REAIS DE CRÉDITO! E AS VÍTIMAS DESSES CRIMINOSOS GANHARAM O Q DO GOVERNO? Um tapa na cara do cidadão de bem q foi vítima desses criminosos, um tapa na cara do pai e mãe de família desempregado e q não tem de onde tirar. Mas, isso é normal na gestão comunista q sonha governar o país.

Versão 2: Flávio Dino governador comunista do Maranhão, da aumento no auxílio reclusão para os presos. Vejam eleitores indignados com a impostura do comunista. Versão 3: No Maranhão do Flávio Dino, do PCdoB, tem cerimonial pra entrega de cartão de benefícios a criminosos condenados. E, as vítimas; receberam algum benefício do governo? Não! Isso é uma afronta ao trabalhador. Verdadeiro diploma de otário aos que pagam impostos.

Flávio Dino, governador do Maranhão, deu cartão de crédito do auxílio-reclusão para presos?

A informação circulou feito pólvora e deixou muita gente indignada. Mas será mesmo que o governador do Maranhão, Flávio Dino, deu um cartão de crédito do auxílio-reclusão para presidiários? A resposta é não. Entenda os porquês.

O primeiro e mais óbvio está nas características da mensagem. É vaga (não cita quando, onde e nem dá detalhes sobre o benefício), alarmista (aumenta a polarização sobre o assunto), possui erros de português e não cita fontes confiáveis. O segundo está na falta de lógica no vínculo entre o auxílio-reclusão e cartão de crédito.

O auxílio-reclusão é um benefício do INSS e não do governo estadual. Logo, não existe a possibilidade do Flávio Dino ou do governo do Maranhão serem responsáveis pelo benefício.

Vale dizer que o auxílio-reclusão não é nenhum tipo de bolsa ou algo que todos os presos ganham de forma compulsória. Aliás, nem são todos os presos que ganham. Só quem é contribuinte do INSS, tenha filhos e recebeu salário de até R$ 1.364,43 quando foi preso.

Ao buscar mais informações sobre o assunto, vimos que não é bem assim. A foto é real, mas nada tem a ver com auxílio-reclusão ou cartão de crédito. A imagem, onde o governador e os presos seguram o cartão, é do lançamento do Cartão Reintegração e Cidadania.

Na realidade, o cartão será utilizado para que os internos e internas que trabalham nas unidades prisionais do Maranhão recebam o salário em uma conta. A medida, evita a circulação de recursos no presídio.

Quando a história começou a circular, o próprio Flávio desmentiu a informação. Em sua conta no Facebook, o governador informou que a informação não procede e que é “maldade de quem não deve ter nada de útil para fazer”. Confira na íntegra:

Um desvairado está espalhando que no Maranhão existe “bolsa bandido” e “aumento salarial para presos”. Uma maldade de quem não deve ter nada de útil para fazer. Se isso aparecer em grupos de WhatsApp de vcs, saibam que tal mentira vem dessas mentes abjetas.

Além do governador, outros sites de notícias locais também falaram sobre o assunto. Nesta matéria, o Jornal Pequeno informou que Flávio Dino não deu aumento salarial para os presos no Maranhão. Segundo o jornal, o cartão é uma maneira de racionalizar a lei. O site Vermelho.org também desmentiu a informação.

Resumindo: Flávio Dino não deu cartão de crédito do auxílio reclusão para presidiários. A história é fruto da soma de alarmismo e muita desinformação. Ou seja, tudo boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)