Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > Exército acabou de fechar tudo porque bomba sobre as urnas vazou #boato

Exército acabou de fechar tudo porque bomba sobre as urnas vazou #boato

Exército acabou de fechar tudo porque bomba sobre as urnas vazou, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Uma bomba sobre as urnas vazou. Por isso, o Exército acabou de fechar tudo e um documento sigiloso está sendo divulgado.

O movimento golpista está combalido após ser desmascarado no pós 8 de janeiro. Tanto que até as fake news que incitam um golpe têm diminuído na internet. Mesmo assim, ainda é possível ver mensagens falsas golpistas circulando em alguns nichos.

Uma das histórias aponta para algo que teria ocorrido nos últimos dias. Um canal do YouTube tem compartilhado um vídeo que dá a entender que o Exército agiu por conta de um documento sigiloso e uma bomba nas urnas e que teria “fechado tudo”. “URGENTE! BOMBA SOBRE AS URN4S VAZOU! EXÉRCITO ACABOU DE FECHAR TUDO! DOCUMENTO SIGILOSO DIVULGADO!”, diz o título da matéria.

Análise da mensagem que circula online

Assim como outras fake news, a história surgiu por meio de um vídeo no YouTube com chamadas sensacionalistas. A mensagem tem características de fake news como o tom vago, alarmista (muito alarmista) e erros de português.

Vídeo: É falso que vacina da gripe tenha "vírus do câncer"

O vídeo que está acompanhado da mensagem mistura diversos assuntos (o que será a nossa argumentação principal no momento da checagem) e segue uma linha de conteúdo feito para “fisgar” os bolsonaristas mais fanáticos.

As perguntas que iremos responder na parte da nossa checagem são as seguintes: 1) O Exército acabou de fechar tudo por conta de uma “bomba nas urnas”? 2) O que seria a “bomba”, o “fechamento” e o documento sigiloso que vazou? 3) Por que consideramos o conteúdo como uma fake news?

O Exército acabou de fechar tudo por conta de uma “bomba nas urnas”?

Não. Na realidade, o título misturou (intencionalmente) os três tópicos para dar a impressão de que se trata de uma coisa só. Ao buscar em fontes confiáveis, nada encontramos sobre “bomba nas urnas”, o Exército fechar tudo (que dá impressão de golpe contra os poderes) e um documento que vazou.

O que seria a “bomba nas urnas”, o “fechamento” e o documento sigiloso que vazou?

O próprio vídeo contradiz o título. A bomba seriam postagens antigas de Flávio Dino (hoje ministro da Justiça e Segurança Pública) falando sobre as urnas eletrônicas. Fora que prova uma retórica antiga dele, não há nada que mude o cenário atual político. Na verdade, só serve como lacração para redes sociais.

O fechamento não é de nenhum poder e nem tem relação com urnas eletrônicas. Trata-se do fechamento da fronteira de Santa Catarina com a Argentina para reforçar delitos entre fronteiras.

O documento sigiloso são críticas da vice-PGR Lindôra Araújo contra Alexandre de Moraes e a Polícia Federal. Também não tem relação com o Exército ou com urnas.

Por que consideramos o conteúdo como uma fake news?

O vídeo juntou três histórias e entregou de um jeito que dá a impressão que são assuntos interlaçados. Não são. Na realidade, isso foi criado para garantir cliques e audiência no conteúdo. Como se trata de um conteúdo que se configurou enganoso para garantir benefícios (audiência) para um vídeo.

Resumindo: é falso que o Exército “fechou tudo” por conta de documentos e “bombas” sobre urnas eletrônicas. Algum “jênio” pegou três conteúdos e misturou apenas em um para viralizar.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm