Ex-mulher de Bolsonaro, Valéria Bolsonaro, é expulsa do PSL #boato

Boato – A ex-mulher do presidente Bolsonaro, Valéria Bolsonaro, foi expulsa do PSL. A deputada estadual em SP, eleita em 2018, deixa a sigla por motivo de “infidelidade partidária”.

Na internet, há dois tipos de boatos: aquele do tipo que surge do nada entre os internautas (geralmente, sem pé nem cabeça ou até mesmo baseado em teorias conspiratórias, por exemplo) ou aquele que aparece como uma repercussão de uma notícia real, mas que, acabou com informações erradas.

O fake de hoje vai nessa mesma “pegada”. Uma publicação que começou a circular nas redes sociais dá conta de que a suposta ex-mulher do presidente Bolsonaro, Valéria Bolsonaro, teria sido expulsa do PSL (mesmo partido que o presidente rompeu no ano passado). A deputada estadual em São Paulo, eleita em 2018, respondeu uma ação impetrada pelo partido e, após votação, deixou a sigla por motivo de “infidelidade partidária”. “EX-MULHER DE BOLSONARO É EXPULSA DO PSL”, diz o título da matéria.

Ex-mulher de Bolsonaro, Valéria Bolsonaro, foi expulsa do PSL?

A publicação não demorou muito para viralizar nas redes sociais, principalmente no Facebook, entre eleitores contrários ao governo. Porém, apesar da coincidência, a história não procede.

Para começar, é fato que houve a expulsão da deputada Valéria Bolsonaro do PSL. O rompimento veio após votação unânime de membros do partido, na última quarta-feira (23/12). A deputada estadual em São Paulo recebeu uma série de denúncias de infidelidade partidária no processo eleitoral durante as eleições municipais 2020, além de uma ação movida pelo senador Major Olimpio, do mesmo partido, que a acusava de divulgar um áudio em que ela pede uma “pulverização” de uma campanha contra ele na cidade de Americana, após ele nomear dirigentes da sigla no local (que é base eleitoral de Valéria).

Ou seja, até aí, a história bate. Porém, Valéria Bolsonaro não é ex-mulher de Jair Bolsonaro. O presidente se casou três vezes até hoje. A primeira esposa foi Rogéria Nantes Nunes Braga e a segunda foi Ana Cristina Valle. Atualmente, o presidente é casado com a primeira-dama, Michelle. Portanto, nunca houve nenhuma Valéria entre as ex-cônjuges do chefe do Executivo.

Além disso, Valéria Bolsonaro é, na verdade, parente distante do presidente: o avô do marido era irmão do avô de Bolsonaro. Tanto é que, quando a história sobre “ex-mulher do presidente” viralizou, a própria Valéria desmentiu tudo em sua página oficial no Facebook e, inclusive, publicou a matéria da revista Isto É quando a mesma foi modificada. Por fim, o próprio presidente aproveitou para apontar o erro e, é claro, atacar a imprensa em seu perfil no Twitter (mais uma vez, com acusações sem provas).

Resumindo: A publicação que dá conta de que a ex-mulher de Bolsonaro foi expulsa do PSL não é verdadeira. Valéria Bolsonaro não é ex-cônjuge do presidente, mas sim parente distante dele (o avô do marido era irmão do avô de Bolsonaro). Além do mais, a expulsão de Valéria do partido não teve nada a ver com o parentesco com ele. A deputada estadual em SP deixou o partido após denúncias de infidelidade no processo eleitoral das eleições municipais de 2020.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

– Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
– Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
– Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
– Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
– Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2XrGSBD
– Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK