Deputada Érika Kokay defende incesto e fim da família em palestra #boato

Boato – A deputada federal Érika Kokay (PT-DF) defendeu a prática do incesto e a destruição da família em palestra. Prova é um vídeo que circula na internet.

Menos popular em relação a “outros formatos” de boatos, os vídeos de discursos políticos “bem” (mal) editados, de vez em quando, tomam conta da internet e enganam os “mais” (nem tanto) inocentes. Recentemente, um vídeo falso de Lula em um discurso fez sucesso até ser desmentido. Hoje, vamos falar de um vídeo de outra pessoa do PT.

Circula na internet a informação de que a deputada federal Érika Kokay (PT-DF) teria defendido abertamente a prática do incesto. A prova disso seria um vídeo (que você pode assistir abaixo) que viralizou na internet. “A Deputada Érika Kokay (PT-DF) em palestra defende abertamente a destruição da família, a promoção da anarquia, e do incesto, e para isso ela diz que uma das ferramentas é a ideologia de gênero”, diz uma das mensagens que “chamavam” o vídeo no WhatsApp.

Além de viralizar no WhatsApp, a publicação também foi muito compartilhada por grupos contrários ao PT no Facebook, por blogs e também foi muito visto no Youtube. Assista ao vídeo e leia a transcrição dele:

Defender a sociedade patriarcal é defender, é defender, a sociedade de classes. Porque se se destrói a família patriarcal, se destrói a propriedade e se destrói a própria sociedade de classes, remontando à análise de Engels, da história da origem da sociedade, do Estado, da propriedade e da família, e aí, se destrói, se constrói, uma anarquia. E essa anarquia vai invadir e enfrentar a ordem e os tabus, por isso será uma sociedade incestuosa. Aí se constrói uma discussão que, a partir da família patriarcal, da eliminação da família patriarcal, nós construímos uma sociedade incestuosa.

Por que penso eu, porque demorei para entender isso, penso eu, que há uma discussão de que como é um dos tabus mais universais, que é o tabu do incesto, se eu construo uma anarquia e eu destruo a ordem, eu também vou destruir um dos tabus mais universais da humanidade, que é o tabu do incesto, e vou construindo a concepção de ideologia de gênero para promover os diálogos entre os fundamentalismos que foram articulados em grande medida por Eduardo Cunha…

Deputada Érika Kokay defendeu incesto e a destruição da família em palestra?

Como falamos antes, o vídeo viralizou e muito na internet. Mas será mesmo que a deputada Érika Kokay falou mesmo que construir uma sociedade incestuosa é a anarquia que vai enfrentar os tabus? A resposta é não. Vamos aos fatos.

A tal fala de Érika Kokay foi retirada de um vídeo gravado em 2016. Na ocasião, Kokay fez uma palestra para a APP-Sindicato (Sindicato dos trabalhadores em educação pública do Paraná). Todo o grande mistério é resolvido se assistirmos ao vídeo completo. A partir do minuto 15:08, ela começa a falar das pessoas que criam o conceito de “ideologia de gênero”. Assista ao vídeo e leia a transcrição:

Por isso, eles querem romper a laicidade do Estado e implementam uma construção de ideologia de gênero, que ela é uma tentativa de sair do discurso essencialmente religioso e fazer a ponte com o discurso ideológico da extrema direita neste país. Porque aí eles dizem…

Depois desta parte, há toda citação sobre incesto, ideologia de gênero e etc. Deu para entender? A deputada fala “porque aí eles dizem” e começa todo o discurso que colocaram na boca dela. A própria Érika Kokay veio a público desmentir a história. Em um post no Facebook, ela afirmou que tomará medidas jurídicas contra quem compartilhou a informação falsa. Leia:

NÃO VÃO NOS INTIMIDAR. Nós fazemos um mandato conectado com as lutas do século XXI. Temos uma opção muito clara e definida em defesa dos direitos humanos das mulheres, dos negros, dos indígenas, das crianças e adolescentes, dos LGBTs.

Não temos nenhuma dúvida de que um vídeo mentiroso e calunioso que circula de forma criminosa nas redes sociais é uma resposta odiosa ao duro enfrentamento que sempre fizemos, e continuaremos fazendo, aqui na Câmara para dizer em alto e bom som: a vida das mulheres importa! É um absurdo querer que as mulheres morram com uma gravidez de risco ou sejam obrigadas a seguirem com uma gravidez fruto de estupro.

Nunca defendi o incesto, tampouco a destruição da família. Trata-se de uma edição criminosa, feita pelas forças do atraso e do que há de mais obscurantista em nossa contemporaneidade, com o único objetivo de difamar e caluniar a nossa atuação parlamentar. Estamos diante de uma retaliação covarde às denúncias que temos feito abertamente contra os incontáveis retrocessos que os fundamentalistas religiosos querem impor, a todo custo, à sociedade brasileira.

Vivemos tempos muito sombrios, mas não vão nos intimidar. Seguiremos firmes e altivos na luta por uma sociedade livre e diversa, “resistindo na boca da noite um gosto de sol”. Por fim, os criminosos que difamam e caluniam o nosso mandato responderão na justiça pelos seus atos.

Resumindo: a história que aponta que a deputada Érika Kokay falou que defende o incesto e o fim da família tradicional durante uma palestra é falsa. Foi um vídeo editado “e postado sem um detalhe” que fez toda a diferença em sua interpretação.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99432-5485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet