Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > É falso que estadia de Bolsonaro na Embaixada da Hungria ocorreu por conta de plano de assassinato

É falso que estadia de Bolsonaro na Embaixada da Hungria ocorreu por conta de plano de assassinato

Embaixada da Hungria descobriu plano da Venezuela de assassinar Bolsonaro, diz boato (Foto: Reprodução/Twitter)

Boato – Bolsonaro ficou na embaixada da Hungria porque país descobriu plano da Venezuela de o assassinar.

Análise

A revelação de que o ex-presidente Jair Bolsonaro ficou dois dias na Embaixada da Hungria em meio a investigações da Polícia Federal tem causado mais debates polarizados na internet.

Enquanto pessoas que não nutrem simpatia a ele falam de um suposto plano de fuga, uma teoria sobre a motivação do “pouso” começou a circular na internet.

Vídeo: é falso que assalto foi realizado com camiseta no retrovisor de carro

De acordo com a mensagem (gigantesca, aliás), Bolsonaro teria sido chamado à Embaixada da Hungria porque o serviço secreto de inteligência havia descoberto um plano da Venezuela de o assassinar.

Para se proteger, de acordo com a mensagem, Bolsonaro teve que ficar dois dias no local e saiu porque estava em segurança (de acordo com o texto, o assassino tinha 48h para cumprir o objetivo). No fim, o texto chama o The New York Times de mídia esquerdista e aponta que estão armando para o ex-presidente. Leia:

Confira o desmentido em vídeo:

Urgente (Informação dos reinos espirituais) Bolsonaro foi chamado à embaixada da Hungria, porque o serviço secreto e de inteligência daquele pais detectou um assassino profissional para matá-lo O assassino, ou assassinos, foram contratados pela esquerda criminosa, junto à Venezuela de Maduro.

O premier húngaro Peter Medgyessy, que foi da contra inteligência daquele país por mais de 20 anos, que viveu o comunismo na pele, e hoje é um conservador anti NOM, aliado de Bolsonaro, recebeu a informação- PORQUE OS SERVIÇOS DE INTELIGÊNCIA DO BRASIL SÃO UMA MERDA, CHEIOS DE MELANCIAS E DE ESQUERDISTAS CONCURSADOS – e sentiu -se na obrigação de avisar e proteger seu aliado Bolsonaro.

Segundo o serviço de inteligência daquele país, o assassino venezuelano teria 48 horas para execução de Bolsonaro e teria chegado no Brasil no mesmo dia em que Bolsonaro foi chamado à embaixada, como o serviço de inteligência detectou que o assassino venezuelano foi-se embora depois de 48 horas que chegou, Bolsonaro ficou 2 noites e mais meio dia, ou seja 60 horas, protegido pela Hungria, sua família foi avisada e a segurança deles foi reforçada.

Depois que a ameaça foi neutralizada, Bolsonaro foi-se embora, e depois de mais de um mês, o sistema criminoso temeroso de que essas informações fossem Exposta por Bolsonaro, tentaram virar o jogo, denunciando através de uma mídia comuna-global, o tal do New York Times (que defendeu – e escondeu a verdade – do regime soviético de Stalin e Lenin, e até o regime nazista de Hitler) para tentar criar uma narrativa- mais uma – para prende-lo.

Enfim, o objetivo do sistema – com anuência da Justiça brasileira- era apreender o passaporte de Bolsonaro, para mata-lo ??
Como não deu certo, agora deram 48 horas, para Bolsonaro responder porque ficou 2 noites, protegido pelo serviço secreto da hungria??

O advogado de Bolsonaro, como resposta, vai dar as provas do serviço secreto da Hungria, se continuarem com a sanha de prender Bolsonaro e seu auxiliares, a Hungria vai mostrar ao mundo a conspiração brasileira contra Bolsonaro.??? Os húngaros só estão esperando o advogado de Bolsonaro dar a resposta pro STF, para horas depois apresentar também as provas para quem está cobrando, como para o mundo?? VIVA OS HÚNGAROS!

Checagem

Por incrível que pareça, o texto se espalhou e teve adesão entre convertidos (a ideia é ajuda na criação de teorias malucas mesmo). Por isso, vamos fazer a checagem respondendo às seguintes perguntas: 1) É verdade que a Hungria descobriu um plano de assassinato de Bolsonaro por parte da Venezuela? 2) Qual é o motivo de Bolsonaro ter dormido dois dias na Embaixada da Hungria? 3) O The New York Times é esquerdista e só publicou a história para o ex-presidente ser preso?

É verdade que a Hungria descobriu um plano de assassinato de Bolsonaro por parte da Venezuela?

Não há nenhuma prova e lógica que aponte para isso. Primeiro, porque, com exceção da publicação maluca que se espalhou por redes sociais e WhatsApp, nem mesmo a Embaixada da Hungria (ou o embaixador do país no Brasil) e Bolsonaro corroboraram com a teoria.

Segundo, porque a narrativa apresentada é sem pé nem cabeça. Por que a pessoa que iria “assassinar” Bolsonaro teria que realizar o ato em 48 horas? Ou a pessoa é contratada para matar ou não é. Não existe isso de tempo hábil (ainda mais 48 horas).

Terceiro, faltam nomes: já que a Embaixada da Hungria descobriu o plano, cadê o nome do assassino? Por que o próprio país não comprou a briga com a Venezuela? E quem é o “serviço secreto e de inteligência da Hungria”? Ainda, se a coisa era tão secreta, por que deixaram-se filmar?

Qual é o motivo de Bolsonaro ter dormido dois dias na Embaixada da Hungria?

Já sabemos que não foi por conta de uma tentativa de assassinato, mas não sabemos exatamente o motivo. Bolsonaro defende que foi “uma conversa entre países”. O mesmo foi defendido pela embaixada. Opositores levantam suspeitas de que o abrigo seria para uma eventual fuga de um pedido de prisão. Ainda falta uma resposta formal.

O The New York Times é esquerdista e só publicou a história para o ex-presidente ser preso?

Não. Primeiro, porque é difícil termos uma corrente “esquerdista” nos EUA. Além disso, se houvesse um “grande plano” para prender Bolsonaro imediatamente nem precisaria do “fato novo”. Bolsonaro já teria sido preso.

Conclusão

Fake news ❌

A narrativa que aponta que Bolsonaro dormiu na Embaixada da Hungria por causa de um plano de assassinato é falsa. Se fosse real, já teria sido alardeada pelos próprios participantes do caso e não pelo “zapzap”. Além disso, o texto vomita outras informações falsas e/ou enviesadas sobre o assunto.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).