Eduardo Campos foi assassinado e avião sabotado, dizem falsas teorias

Boato – A morte do candidato Eduardo Campos (PSB) no dia 13 de agosto de 2014 não foi um mero acidente. O avião em que ele estava teria sido sabotado.

Uma tragédia surpreendeu todas as pessoas no dia 13 de agosto de 2014. O candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), morreu após o jato em que ele estava cair em uma área residencial da cidade de Santos (SP). O morte aconteceu pouco depois do início da campanha eleitoral de 2014.

Nas pesquisas eleitorais, Eduardo Campos era o terceiro colocado, atrás de Dilma Rousseff e Aécio Neves. Entre os três candidatos, ele era o que tinha o menor índice de rejeição. Todos esses elementos e a repercussão da notícia já deram abertura para algumas teorias conspiratórias na web. A principal delas era de que Eduardo Campos teria sido assassinado.

Logo após a notícia do acidente, começaram a circular na internet textos que levantavam a hipótese de que o avião teria sido sabotado. Basta uma busca rápida que você encontra uma dúzia dessas postagens em fóruns, redes sociais e blogs. Os principais apontados pela culpa eram Dilma e Marina Silva, vice de Eduardo Campos.

No Twitter, o termo “Foi a Dilma” também acabou chegando aos Trend Topics. Também nas redes sociais, começaram a circular matérias antigas apontando para uma lei aprovada em maio deste ano que tornava sigilosa a investigação de acidentes aéreos.

Entre os muitos textos que levantavam a bola para algum assassinato, um chamou atenção. O que apontava “algumas coincidências” entre o número 13 e a morte de Eduardo Campos. Leia duas das versões:

Versão 1: Eduardo Campos tem 13 letras Dilma Rousseff tem 13 letras 13 é o número do PT Hoje é dia 13 de agosto Avô morreu no mesmo dia 49 anos – 4+9 = 13 DDD de Santos – 13  Versão 2: Grande maioria acredita que houve alguma sabotagem por parte dos concorrentes para que o avião caísse e o candidato a presidente não participasse na eleição.

Bem, agora vamos aos fatos. Claro que o acidente ainda é muito recente para se apontar qualquer informação mais exata a respeito. Porém, é improvável que Eduardo Campos teria sido assassinado.

Estrategicamente falando, a morte de Eduardo Campos não favoreceria a ninguém. Não se sabe para onde iriam os votos dele. O PT poderia perder votos para Marina Silva. O PSDB poderia perder votos para o PT e a própria Marina Silva entraria na campanha como uma incógnita.

Além disso, as primeiras informações sobre o acidente dão conta que o tempo em Santos estava ruim na hora do acidente. O piloto arremeteu antes do avião cair. Isso se dá por circunstâncias meteorológicas. As hipóteses que a polícia investiga são que o mau tempo, falha mecânica ou falha humana podem ter causado o acidente. Ou seja, não há hipótese de sabotagem. Sobre os números “13”, não precisa nem comentar.

Muito provavelmente, novas teorias da conspiração devem aparecer com o tempo. Mas pode acreditar que elas são completamente falsas. Continue acompanhando novidades e desmentidos aqui no Boatos.org.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)