Deputados vão ganhar R$ 6 mi para votar reforma da Previdência #boato

Boato – Governo de Michel Temer vai pagar R$ 6 milhões para cada um dos deputados que votar a favor da reforma da Previdência.

Em meio ao furacão político que atravessa, o governo tenta a todo custo aprovar as “tais reformas” (trabalhista e da Previdência) que, segundo o presidente Michel Temer, são “fundamentais para o Brasil”.

Quem acompanha o cotidiano do país sabe que aprovar as reformas não é fácil. Além da própria impopularidade delas (que, de fato, endurecem benefícios para a população trabalhadora), o governo tem que enfrentar a resistência do Congresso em meio a crise. Então, qual seria a solução?

De acordo com um texto que circula online, a solução seria “comprar” os deputados. A matéria, publicada em um blog dito de esquerda, aponta que Temer vai dar R$ 6 milhões para cada deputado que votar a favor da reforma da Previdência. Leia o texto que circula online:

R$6 milhões, é o valor que vai receber cada deputado que votar pela Reforma da Previdência que corta sua aposentadoria Segundo matéria de hoje (9) da Folha de S.Paulo, o “presidente” Michel Temer (PMDB) planeja acelerar a liberação de verbas para pagar emendas de deputados que se comprometerem a votar a favor da reforma da Previdência”. Ou seja, em Português mais claro, o governo quer comprar deputados para acabar com a aposentadoria de milhões de brasileiros.

Acordão de máfia! Segundo ainda a Folha: “O governo estima que os projetos indicados por esses parlamentares ainda têm R$ 1,9 bilhão a receber até o fim do ano — média de quase R$ 6 milhões para cada um.” (Grifo nosso). “A ideia é pagar parte agora para reduzir a resistência dos deputados na votação. As liberações devem ser feitas nas próximas três semanas.”

Como se vê, é uma trapaça própria de mafiosos, onde primeiro “se paga uma parte e, depois do crime realizado, paga-se a seguinte. Até quando o povo vai suportar esse desgoverno e seus escândalos?

No WhatsApp, a informação foi compartilhada da seguinte forma:

R$6 milhões, é o valor que vai receber cada deputado que votar pela Reforma da Previdência que corta sua aposentadoria. Estão querendo tirar o zap do ar pra que essa mensagem nâo viralize áté eles tomarem uma providencia! VAMOS VIRALIZAR! MANDE PRA TODOS SEUS CONTATOS! A Globo está tentando esconder a todo custo, mas o zap vai divulgando… Repassem sem sem dó! Isto tem que alcançar o maximo possível de pessoas.

Deputados vão ganhar R$ 6 milhões para votar reforma da Previdência?

Não é preciso nem dizer que a história causou indignação nas pessoas (seja de esquerda ou não). O grande problema é que, apesar de, de fato, o governo negociar com deputados, a história não é bem assim. Vamos aos fatos.

Tudo começou no início do ano, quando o governo realizou um contingenciamento de gastos. No meio da economia, esteve previsto que o corte no pagamento das emendas parlamentares em R$ 5,4 bilhões e que o valor restante seria realizado apenas no final do ano. Vamos fazer um parênteses aqui.

Todo o deputado tem direito a uma cota de dinheiro (calculado com base no orçamento) para realizar obras em seus redutos eleitorais (seja estado ou município). Para tanto, ele precisa fazer um projeto, o projeto ser aprovado dentro do Congresso e o governo liberar a verba. Neste ano, os deputados têm direto a R$ 8,7 bilhões (já contando o que foi cortado).

Voltando à cronologia. Em meio aos debates para “convencer” os deputados da base aliada, o governo acenou com a possibilidade de liberar o dinheiro das emendas parlamentares em um período anterior ao previsto. Foi justamente sobre isso que falou a matéria da Folha que falava sobre a liberação dos recursos.

Dois pontos importantes que fazem o texto do blog crítico ao governo ser classificado como boato (ao contrário da matéria da Folha). O primeiro é que o dinheiro das emendas não é destinado diretamente aos deputados. Em teoria, o dinheiro é destinado para obras.

O segundo erro é em relação ao valor. Não são “R$ 6 milhões” para cada deputado. Na realidade, a destinação do valor de R$ 1,9 bilhões é definida de acordo com os projetos apresentados. Vale apontar que esse valor não foi a primeira parcela liberada e não será a última. De acordo com o Diário Oficial, os valores serão liberados entre abril e dezembro. Por sinal, todos os deputados vão se beneficiar das emendas parlamentares.

Vale fazer mais uma observação. Apesar de o adiantamento do pagamento de emendas para deputados votarem matérias de interesse do Executivo não ser uma atitude (para não dizer outra coisa) louvável, não é exclusividade de Temer fazer isso. Nos governos de Lula e Dilma, a negociação foi feita algumas vezes.

Resumindo: a história que aponta que o governo vai pagar R$ 6 milhões para cada deputado que aprovar a reforma da Previdência é falsa. Há sim uma negociação entre Executivo e Legislativo, mas a coisa é muito mais sutil do que os sites que soltam boatos na internet descrevem.

Em tempo: sobre a história de “vão tirar o WhatsApp do ar e a Globo está tentando esconder, temos tudo explicado aqui”. Leia e entenda.

PS: Este artigo foi uma sugestão de José Luiz Menezes, Afoncardjf, Luiz Felipe Pereira, Marisgdo e de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp, no número (61) 9331 6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)