Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > Congresso dos EUA não deu “prazo de 48 horas” nem ameaçou Alexandre de Moraes

Congresso dos EUA não deu “prazo de 48 horas” nem ameaçou Alexandre de Moraes

Boato – O Congresso dos EUA deu 48 horas para Alexandre de Moraes entregar documentos sobre Elon Musk e o X no Brasil.

Análise

A queda de braço entre Elon Musk e autoridades brasileiras está rendendo diversas informações falsas sendo compartilhadas por grupos políticos “conservadores” por aqui.

A mais nova história que está viralizando na internet aponta que o Congresso dos Estados Unidos teria entrado na disputa e feito uma cobrança para o ministro do STF Alexandre de Moraes.

Com um print de uma matéria da Gazeta do Povo, mensagens apontam que o Congresso dos EUA teria dado 48 horas para Alexandre de Moraes entregar documentos sobre o X (também chamado de Twitter). Em alguns casos, é dito que foi estipulada uma multa e até prisão do ministro. Leia um dos exemplos:

Vídeo: é falso que Lula parou doações em Lajeado e Encantado destruiu donativos

Congresso americano dá 48 horas para o STF entregar os documentos do X. Caso não atendam o pedido, será aplicada uma multa de 100.000 dólares por dia, se persistirem será decretada a prisão de Alexandre de Moraes relator dos processos.

Checagem

A história causou furor em alguns grupos em redes sociais. Por isso mesmo que estamos aqui para realizar a checagem do conteúdo. Faremos isso respondendo às seguintes perguntas: 1) Qual é o contexto da história que envolve o Congresso dos EUA, Elon Musk e Alexandre de Moraes? 2) O Congresso dos EUA deu algum prazo para Alexandre de Moraes entregar documentos sobre o X? 3) Os congressistas americanos poderiam fazer isso?

Qual é o contexto da história que envolve o Congresso dos EUA, Elon Musk e Alexandre de Moraes?

Em meio às discussões no Brasil, o deputado Jim Jordan (apoiador de Donald Trump) pediu para o X enviar decisões do TSE para que fossem averiguadas. O X cumpriu o pedido e avisou do envio para o corte brasileira. No mesmo documento, a empresa de Elon Musk disse que manteria o TSE informado de novos envios. 

A partir daí, começaram a falar que o Congresso dos Estados Unidos havia pedido documentos para o STF (o que já é errado). Depois, virou avacalhação: começaram a falar de prisão, multa e prisão.

O Congresso dos EUA deu algum prazo para Alexandre de Moraes entregar documentos sobre o X?

Não. O Congresso dos EUA não fez, sequer, qualquer pedido para que Alexandre de Moraes envie documentos sigilosos sobre o X e Elon Musk. Tudo que foi enviado para os deputados americanos saiu da própria rede social.

Os congressistas americanos poderiam fazer isso?

Pedir, poderiam (provavelmente, não seriam atendidos no caso de falarmos de documentos sigilosos). Porém, qualquer coisa que fale em “exigir”, “dar prazo”, “multar” e “prender” não passa de fake news.

O Congresso não tem poder de polícia. E, além disso, qualquer ordem violaria questões de soberania nacional. Órgãos estrangeiros não podem “mandar no Brasil”.

Conclusão

Fake news ❌

É falso que o Congresso dos EUA tenha dado um prazo para Alexandre de Moraes enviar documentos sobre Elon Musk e o X. A história que está viralizando é uma distorção de uma notícia real sobre a polêmica em questão.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).