Cobap e Paim vão instaurar CPI da Previdência e parar reforma #boato

Boato – Cobap e o senador Paulo Paim acabam de desferir um duro golpe na aprovação da reforma da Previdência. Eles já têm o número de assinaturas necessárias para instaurar a CPI da Previdência e apurar desvios e fraudes.

O ano de 2018 começou com o mundo político já com a cabeça nas eleições de outubro. Porém, um outro debate vai tomar conta da política bem antes disso: o da reforma da Previdência. Enquanto o governo tenta, a todo custo, aprovar mudanças nas regras de aposentadoria dos brasileiros (com direito à ida de Temer a diversos programas de TV), muitos fazem pressão para que ela não seja aprovada. No meio disso, a desinformação rola solta.

Uma mensagem no WhatsApp tem deixado quem critica a reforma (e também não é muito ligado nas notícias) um tanto quanto animado. De acordo com a notícia, a Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (COBAP) e o senador Paulo Paim (PT-RS) já conseguiram o número necessário de assinaturas para instaurar a CPI da Previdência no Senado.

O texto aponta que serão apuradas fraudes e irregularidades no sistema. “Pela primeira vez, em 92 anos de existência, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sofrerá uma severa investigação. Serão apurados desvios de verbas, fraudes, sonegações e todos os tipos de irregularidades”, diz trecho. O texto ainda aponta que “Muita gente vai parar na cadeia. Será pior que a operação Lava-Jato”. Leia trecho do texto que circula online (que no final ainda pede compartilhamento):

Uma excelente notícia, merece nosso apoio. O que poucos acreditavam aconteceu. A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE APOSENTADOS, PENSIONISTAS E IDOSOS (COBAP) juntamente com o senador Paulo Paim (PT-RS), acabam de desferir um duro golpe no Governo Federal, conseguindo o número necessário de assinaturas para instaurar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a real situação financeira da Previdência Social.

Pela primeira vez, em 92 anos de existência, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sofrerá uma severa investigação. Serão apurados desvios de verbas, fraudes, sonegações e todos os tipos de irregularidades. […]

Essa façanha pode “engessar” a maldita Reforma da Previdência e também impedir sua aprovação no Congresso Nacional. Fonte: Assessoria de Imprensa COBAP. Repassem! Quanto mais cidadãos conscientes, melhor. Esse assunto é de vital interesse de todas as presentes e futuras gerações de brasileiras e de brasileiros!

Cobap e Paim vão instaurar CPI da Previdência e deram um duro golpe no governo?

Pode uma notícia real se tornar falsa? Sim (assim como também é possível uma notícia falsa se tornar real). A prova disso está no nosso caso de hoje. Em algum momento (lá pelo início do ano passado), essa notícia das assinaturas para abertura da CPI da Previdência valia. Agora não vale mais.

Este texto é a prova de que as pessoas estão, de fato, desinformadas. Enquanto muitos têm esperanças de que a CPI da Previdência vai ser instaurada, terá investigação, muita gente vai para cadeia e a reforma vai parar, a CPI já foi iniciada, encerrada, ninguém (até o momento) foi para a cadeia por causa dela e a reforma está prestes a ser votada. Para você entender tudo, vamos fazer uma retrospectiva da CPI.

Na época em que a notícia foi publicada (fevereiro de 2017), Paim estava ainda coletando as assinaturas com os colegas do Senado (o texto aponta que ele estava com 29). O pedido acabou sendo feito em março do ano passado com 61 assinaturas (muitas da própria base do governo) e a CPI foi instalada no Senado em abril.

De fato, durante seis meses, a CPI realizou audiência públicas, ouviu representantes de trabalhadores, empresas acusadas de ter dívidas com o INSS e membros do governo federal. Em 25 de outubro do ano passado, o relatório da CPI da Previdência foi aprovado por unanimidade.

Há de se destacar algumas contribuições da CPI da Previdência como a constatação de que empresas privadas devem R$ 450 milhões para a Previdência e de que o sistema não teria déficit se essas dívidas fossem cobradas. A tese é refutada pelo governo, que aponta que “apenas” R$ 160 bilhões (menos que o déficit de R$ 268 bilhões) poderiam ser recuperados porque grande parte das empresas devedoras que já faliram.

Apesar da CPI ter mostrado a incompetência de governos em gerir a Previdência, três itens “prometidos” na mensagem viral no WhatsApp não se tornaram realidade. O primeiro é o que aponta que a CPI poderia fazer com que a reforma da Previdência fosse suspensa. Como se pode ver, a tramitação da proposta da reforma seguiu mesmo com a CPI.

O segundo é que seriam apurados desvios e que pessoas iriam presas. Na realidade, o relatório da CPI não apontou para nenhum indiciamento. O fato de ninguém ter sido responsabilizado por fraudes na Previdência e a cobertura pífia da mídia da CPI (infinitamente menor do que de votações da reforma, por exemplo) fez com que uma terceira “previsão” não se consolidasse: ao contrário do que foi dito no texto, a CPI não foi “pior do que a Lava Jato” e “nem muita gente foi parar na cadeia”.

Resumindo: enquanto tem muita gente compartilhando a informação de que a CPI da Previdência vai ser instaurada, que será a “salvação” contra a reforma da Previdência e que “seria pior do que a Lava Jato”, a CPI já começou, terminou e até foi útil. É uma pena que ninguém ficou sabendo de nada.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)