Cid Gomes se licenciou para suplentes se aposentarem como senador #boato

Boato – Senador Cid Gomes pediu licença de seu cargo para que suplentes possam assumir e terem direito a aposentadoria especial de senador.

As coisas no Senado brasileiro andam a todo vapor. Nos últimos dias, a eleição que definiu o senador Rodrigo Pacheco como presidente da Casa causou burburinho por aí. Mas se engana quem pensa que o Senado deixou de ser assunto na internet.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Siga-nos no TikTok (e ganhe bônus no APP)

http://bit.ly/38hcBcy

De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o senador Cid Gomes teria pedido licença do cargo para que seus suplentes pudessem ganhar aposentadoria como senadores. Segundo a publicação, o suplente Prisco Bezerra assumiu o cargo por 6 meses e, com isso, já pode se aposentar como senador. Ainda segundo a publicação, dessa vez, o favorecido seria Julinho Ventura. Confira:

“Olha a malandragem de Cid Gomes. Ele se licenciou do cargo de senador para o seu suplente Prisco Bezerra assumir por 6 meses a cadeira, e com isso Prisco Bezerra já pode se aposentar como senador da República. Agora Cidoca pede afastamento novamente e quem assume é seu segundo suplente o empresário Julinha Ventura, mais um camarada que irá se aposentar como senador por ficar no cargo durante 6 meses. Se Cid tivesse 10 suplentes ele iria se afastar durante todo seu mandato só para aposentar seus  comparsas como  senadores da República  Federativa do Brasil. Enquanto isso, como disse Paulo Guedes, os 220 milhões de abestados terão  que trabalhar até a morte para bancar a aposentadoria de seus bandidos de estimação… Uma vergonha esses carrapatos e sanguessugas do poder público. Chega a ser nojento. Vamos viralizar. O PRESIDENTE TEM QUE PARAR ESSES CRÁPULAS”.

Cid Gomes se licenciou para suplentes ganharem aposentadoria como Senador?

A informação andou causando burburinho nas redes sociais, em especial, no Facebook e no Twitter. Apesar disso, a história não passa de balela.

Basta ler as publicações para perceber que elas apresentam diversas características de fake news na internet, como o caráter vago, bastante alarmista e a falta de fontes confiáveis.

Se isso não bastasse, o texto está repleto de erros que colocam em xeque a questão levantada por ele. O primeiro deles é o fato de que o senador Cid Gomes não se licenciou do cargo em 2020. Em abril daquele ano, o senador retornou às atividades no Senado após 120 dias de afastamento para cuidar da articulação do PDT, visando as eleições municipais de 2020. E como é possível ver, a licença foi de apenas quatro meses e não de seis, como aponta o texto.

Além disso, mesmo que o suplente Prisco Bezerra tivesse assumido o cargo por seis meses, ele não teria direito à aposentadoria de parlamentar. Isso porque, desde 2019, não é permitido que deputados e senadores entrem no Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC). Dessa forma, todos os parlamentares que assumiram o cargo depois da promulgação da Emenda Constitucional 103/19 só poderão se aposentar  pelo INSS ou pelo regime de previdência social de sua categoria, no caso de funcionários públicos, civis ou militares. Vale ressaltar que Cid Gomes assumiu o cargo em 2019 e não aderiu ao PSSC antes do decreto.

No Portal da Transparência do Senado, é possível observar que o suplente Prisco Bezerra também não aderiu ao PSSC. Na própria folha de remuneração de Bezerra consta que o suplente contribuiu com o INSS. Se isso não fosse o suficiente, o senador Cid Gomes chegou a anunciar um novo afastamento em setembro de 2020, mas não tirou a licença. Ou seja, Julinho Ventura nem chegou a assumir como senador.

Por fim, a história de hoje é antiga e já causou bastante discórdia na internet em 2020. Não sabemos o porquê, mas a história voltou a circular nos últimos dias. Entretanto, não há notícias de que Cid Gomes tenha solicitado uma nova licença.

Em resumo: a história que diz que Cid Gomes tirou licenças para que seus suplentes possam se aposentar como senadores é falsa! Seu suplente, Prisco Bezerra, não poderia se aposentar como senador, uma vez que um decreto promulgado em 2019 proíbe que novos parlamentares consigam o benefício. Por fim, Julinho Ventura, o segundo suplente do senador sequer assumiu, porque Cid Gomes não retirou uma nova licença desde então.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK