Câmara dos Deputados vai gastar mais de R$ 3 milhões com engraxate #boato

Boato – A Câmara dos Deputados aprovou licitação em que vai contratar serviços de engraxate por mais de R$ 3 milhões (exatamente R$ 3,135 milhões).

A Câmara dos Deputados e o Congresso em geral é um dos maiores alvos das fake news na Internet. A prova disso é que, hoje, vamos falar de um texto que já foi desmentida por aqui.

De acordo com uma mensagem que voltou a circular em outubro de 2021, a Câmara dos Deputados teria aprovado uma licitação para contratar serviços de engraxataria no valor de R$ 3,135 milhões. O texto aponta, ainda, que o valor gasto seria de mais de R$ 280 mil por mês e que o dinheiro poderia ser investido em outras coisas. Leia o texto que circula online:

PRIORIDADE???!!! Vai uma engraxadinha ai? Só no Brasil uma coisa dessas… Só pode ser brincadeira! Mas, se não for, onde é que estão a Polícia Federal, o Ministério Público Federal ou a CGU? que não apuram estes escândalos e não mandam prender esses deputados? O Valor da Graxa para Sapatos na Câmara Federal !! Só uma população de carneiros aceita isso! Acredite se quiser. Veja para onde vão os impostos que são extorquidos dos bolsos da população brasileira. Não é possível uma esculhambação dessas.

Graxa na Câmara: Os sapatos dos nossos parlamentares devem brilhar mais que as barrigas inchadas e verminadas das nossas crianças famintas… Acredite se quiser… O presidente da Câmara Federal, (triste figura), todos os parlamentares, assessores e funcionários da casa terão os sapatos reluzentes. Acaba de abrir uma licitação para contratar serviços de engraxataria no prédio, num total de R$ 3.135.000,00 (três milhões, cento e trinta e cinco mil reais) por 12 meses, o que dá R$ 261.000,00 (Duzentos e sessenta e um mil reais) por mês ou, ainda, R$ 8.700,00 (Oito mil e setecentos reais) por dia!

O valor diário equivale à alimentação de 174 famílias num mês, pelas normas do falido FOME ZERO ! A custos da iniciativa privada, são mais de 3.000 pares de sapatos engraxados diariamente. PODE??? E os palhaços, quem são? Somos nós que pagamos o projeto FOME ZERO com os sapatos sujos pelo mar de lama e de corrupção que os dirigentes desta pobre nação, o Brasil, insistem em protagonizar! Por gentileza, repassar esse e-mail, já é fazer alguma coisa. Dra. Maria da Glória Bessa Haberbeck – OAB 3515, SC.

Câmara dos Deputados vai gastar mais de R$ 3 milhões com engraxate?

Em meio à crise entre governo e Congresso, é claro que um monte de gente iria compartilhar a mensagem em questão. Só que o texto viral em 2021 já foi desmentido no Boatos.org em 2019 e circula desde, no mínimo, 2003. Como o nosso desmentido da época vale para hoje, relembre o que foi escrito:

De cara, já ficamos desconfiados. O motivo é simples: o texto carrega as principais características de boatos. É vago, alarmista, possui pedidos de compartilhamento e não cita fontes confiáveis. Ao buscar mais informações sobre o assunto, encontramos sempre o mesmo texto (que inclusive já circula há anos). É claro que, se a história fosse real, seria no mínimo um escândalo.

Mas não para por aí, fuçando mais um pouco, chegamos ao desmentido da advogada que teve seu nome atribuído ao texto. No Quatro Cantos (site que desmente boatos online), Maria da Gloria Bessa diz que trata-se de uma “lenda urbana”.  No texto, a advogada afirma ainda que não é autora do texto e que não faz parte do seu caráter falar o que não tem certeza. Leia alguns trechos da explicação:

Para que não haja nenhuma dúvida quanto a minha pessoa e principalmente quanto ao meu caráter, informo que o email que circula é FALSO e ridículo, e sugiro que seja deletado, não devendo prosseguir… Era o que eu tinha pra lhe dizer, no momento e gostaria de pedir a ajuda de vocês para pôr fim nesta mentira: EU NÃO SOU AUTORA DESSE TEXTO, NÃO FAZ PARTE DO MEU CARÁTER FALAR O QUE NÃO TENHO CERTEZA E NÃO ME ENVOLVO COM POLÍTICA.

Aliás, a própria Câmara dos Deputados se pronunciou sobre o caso. Em nota, a Agência Câmara informou que não há licitação para contratar esse tipo de serviço e que o fechamento do serviço de engraxataria foi determinado por ter sido considerado inadequado. Confira no trecho:

A Câmara divulgou hoje nota de esclarecimento sobre a disseminação de informação falsa, via internet, a respeito de suposta licitação para contratar serviço de engraxataria. Na nota, a Câmara explica que não há licitação para contratar esse tipo de serviço e que os equipamentos de engraxataria antes existentes estão recolhidos ao depósito desde 2003. O fechamento do serviço de engraxataria foi determinado por ter sido considerado inadequado para o programa de primeiro emprego da Câmara (conhecido como Pró-Adolescente). O programa contrata jovens aprendizes que, após período de treinamento qualificado, passam a executar tarefas condizentes com sua condição e com os parâmetros legais.

Para não restar dúvidas, buscamos pela licitação no Portal da Câmara e, como você pode imaginar, não encontramos nada sobre o tal serviço de engraxate.

Vale apontar que, ao buscar por qualquer licitação de serviços de engraxataria em 2021 no site da Câmara, nada encontramos. Ou seja: era falso e continua sendo falso.

Resumindo: não é verdade que a Câmara dos Deputados abriu uma licitação para contratar serviços de engraxataria com mais de R$ 3 milhões de orçamento. O texto que está circulando por aí era falso e continua sendo falso.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet