Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > Não é verdade que Domingos Brazão, acusado da morte de Marielle, seja do PT e aliado de Dilma

Não é verdade que Domingos Brazão, acusado da morte de Marielle, seja do PT e aliado de Dilma

Brasão, acusado de ser o mandante do assassinato de Marielle, é petista e aliado de Dilma, diz boato (Foto: Reprodução/Twitter)

Boato – Domingos Brazão, acusado de mandar matar Marielle Franco, é petista e aliado de Dilma.

Análise

A revelação feita em delação premiada de que o ex-deputado estadual do Rio de Janeiro e membro do TCE Domingos Brazão seria o mandante do assassinato de Marielle Franco fez com que ânimos se agitassem na Internet.

De um lado, pessoas ligadas à esquerda têm apontado que, agora, há um caminho para as investigações, alguns grupos ligados à direita apontam que a culpa seria da própria esquerda.

Neste cenário, publicações têm apontado que Brazão seria, na realidade, um petista aliado de Dilma. A prova estaria em uma foto na qual ele estava com um adesivo da ex-presidente durante campanha presidencial. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Vídeo: é falso que chá de mamão cure a dengue hemorrágica

Versão 1: Bolsonarismo mata tanto que o mandante da morte da Marielle é PETISTA. HAHAHAHAHA Versão 2: A esquerda mandou matar Marielle e o petista fica com mimimi Versão 3: Descobrir o mandante da morte de Marielle não serve mais? Usaram isso até onde deu. O mandante segundo delação, o PETISTA Domingos Brazão: Conselheiro do TCE/RJ; Preso em 2017, solto e reconduzido ao cargo pela “justiça”; Marielle foi assasinada em 2018.

Versão 4: Foram anos gritando “quem matou Marielle”? Ou “quem mandou matar Marielle?” Desde lá a culpa já passou por Bolsonaro pai, carluxo, Bolsonaro filho, michele Bolsonaro, vizinho de Bolsonaro e qualquer um que tenha tido algum tipo de contato com o ex presidente nessa vida… fazendo uma verdadeira espetacularização política e maluca em cima da morte de uma pessoa! Pois bem que a verdade aparece e na verdade quem mandou matar Marielle era um petista que faz fez campanha para Dilma… quem diria em? É assim termina mais uma narrativa…

Versão 5: “Quem mandou matar Marielle Franco?” Ronnie Lessa respondeu: Domingos Brazão é o mandante da execução. Domingos não somente possui relações com o PT como fez campanha para Dilma e foi eleito conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro com a bancada petista votando em peso nele. “Acuse-os daquilo que você é e daquilo que você faz”, né, canhotada? Se eu sou Bolsonaro, meto um processo pesado em todo mundo que o acusou falsamente e sem qualquer prova.

Checagem

Para realizar a checagem do conteúdo, vamos responder às seguintes perguntas: 1) Está provado que Domingos Brazão é o mandante do assassinato de Marielle Franco? 2) Domingos Brazão é, de fato, petista e aliado de Dilma? 3) Qual é o contexto da imagem que está circulando na Internet?

Está provado que Domingos Brazão é o mandante do assassinato de Marielle Franco?

Apesar da delação de Ronnie Lessa, ainda não é possível dizer que foi comprovado que Domingos Brazão seja o mandante do crime contra Marielle Franco.

A delação pode ser peça importante em uma investigação, mas a palavra de nada serve se for acompanhada de provas. Por enquanto, ainda não foram publicizados elementos que apontem que haja as provas.

O cenário pode mudar (e o próprio Brazão continua negando participação no crime). Porém, ainda não é possível dizer que o mandante foi encontrado (ao contrário do que ocorre com os assassinos).

Domingos Brazão é, de fato, petista e aliado de Dilma?

Independentemente deste mérito, uma coisa é fato: é falso que Domingos Brazão seja um petista ou mesmo aliado de Dilma. No momento, Brazão é filiado ao União Brasil. Na carreira política, ele já passou por PL (partido de Bolsonaro hoje), PT do B (partido que hoje é o Avante) e MDB. Mesmo a foto, retirada da campanha de 2014, prova que ele seja “petista”.

Qual é o contexto da imagem que está circulando na Internet?

Muitos partidos em âmbito estadual realizam alianças improváveis. Quando falamos de partidos de centro (como o próprio MDB), a chance é maior. Na ocasião, o partido apoiava Dilma na campanha (até porque o seu vice era Michel Temer). A prova de que a aliança pontual não significa muito esta na própria foto. Junto a Brazão, está ninguém menos do que Eduardo Cunha. Pouco tempo depois, ele se tornaria um inimigo político de Dilma.

Vale lembrar que o apoio ao PT já veio de figuras improváveis. A delas foi o próprio Jair Bolsonaro. Em 2002, ele apoiava a campanha de Lula para a Presidência. Não é preciso nem dizer que o ex-presidente não é exatamente “um petista”.

Conclusão

Fake news ❌

Além de ainda não podermos falar que Domingos Brazão seja, de fato, o mandante do assassinato de Marielle Franco, é falso que ele seja um petista. A foto não vale muito neste sentido.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).