Bolsonaro promete, em templo da maçonaria, entregar o Brasil a satanás caso seja eleito #boato

Boato – O presidente Jair Bolsonaro acabou de ser flagrado em um templo da maçonaria e, durante discurso, prometeu entregar o Brasil para satanás se for eleito.

O assunto mais falado nas fake news dos últimos dias, junto com teses esdrúxulas de supostas fraudes nas eleições, é a religião. Fãs de Lula e Bolsonaro estão “debatendo” quem é o mais satanista dos dois candidatos.

Primeiro, um vídeo de um “satanista” fazendo um preço para Lula (diga-se de passagem, à revelia de qualquer pedido do ex-presidente) viralizou na internet como um escândalo. Depois, um vídeo de Bolsonaro em uma Loja Maçônica (vídeo antigo, por sinal) começou a ser relacionado ao satanismo. Agora há pouco surgiu uma foto falsa de Bolsonaro próximo a símbolos satânicos (como o Baphomet).

A coisa não parou por aí. Imagens de Bolsonaro na visita à maçonaria começou a circular com a seguinte mensagem: “MUITO GRAVE BOLSONARO É FLAGRADO EM TEMPLO DA MAÇONARIA E PROMETE ENTREGAR O BRASIL A SATANÁS CASO SEJA ELEITO”.

Bolsonaro promete, em templo da maçonaria, entregar o Brasil a satanás caso seja eleito?

Por incrível que pareça, a história se espalhou com muitas forças na internet. Só que, ao contrário do que aponta a mensagem, Bolsonaro não fez nenhuma promessa de entrega do país a satanás.

Vamos começar com o que é real na história. De fato, Bolsonaro visitou uma loja maçônica e fez um discurso quando era deputado federal em 2017 (no vídeo ele diz que tem 62 anos). As informações reais param por aí.

Para começar, Bolsonaro sequer falou como “candidato” na época. No vídeo, ele fala sobre coisas gerais do Brasil, se apresenta e cita coisas que gostaria de ver na nação. Em nenhum momento, ele fala em satanismo.

A segunda informação errada é que a relaciona a maçonaria com o satanismo. Muito se fala sobre o ar de mistério da “sociedade secreta” (que, convenhamos, nem é tão secreta assim), mas a ideia de que há ligação com “o diabo” é tão equivocada como apontar que religiões de matriz africana têm esta ligação.

A terceira informação errada é a que aponta Bolsonaro é membro da maçonaria. Apesar de membros do governo como o general Augusto Heleno e o vice-presidente Hamilton Mourão serem da maçonaria, Bolsonaro não é.

Antes de terminar, é importante só citar que o fato de alguém falar na maçonaria ou ter um fã satanista (ou presidiário) não deveria ser relevante para o debate eleitoral. No mundo ideal, outros temas estariam em voga. Mas não é o caso.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que Bolsonaro foi flagrado falando que vai entregar o Brasil para satanás caso seja eleito. Trata-se de mais uma fake news envolvendo o assunto que circula online.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet