Bolsonaro bebeu copo de leite porque quis brindar supremacistas brancos (nazismo) em live #boato

Boato – O presidente Jair Bolsonaro bebeu um copo de leite durante live para fazer um brinde a supremacistas brancos e ao nazismo.

Enquanto o Brasil sofre com uma pandemia sem precedentes, grupos políticos têm buscado “gastar tempo” com discussões relacionadas a bebidas e alusões. E a mais nova aponta para um copo de leite, nazismo e supremacia branca.

Tudo começou quando o presidente Jair Bolsonaro bebeu um copo de leite durante uma live na quinta-feira (28). A live em que, de acordo com essa matéria, Bolsonaro não fez um comentário sobre os 25 mil mortos (dados do dia) por coronavírus no Brasil, logo gerou uma reação acusatória de que o presidente estaria saudando supremacistas brancos e ao nazismo.

De acordo com algumas publicações, a ação teria sido uma imitação ao gesto feito por movimentos de extrema direita nos últimos anos. A história se espalhou em redes sociais e logo gerou diversas críticas ao presidente. Leia algumas das versões da história que circula online:

Versão 1: Essas imagens são reveladoras e não são meras coincidências. Na Alemanha Nazista, era costume nos movimentos de extrema direita supremacista branca, os encontros para se beber leite, banhar-se com leite, como forma de afirmação branca. Bolsonaro repete essa lamentável e criminosa atitude nazista. Beber leite numa live foi uma provocação ao povo brasileiro e uma clara invocação ao nazismo. Um vexame histórico. Um crime contra o Brasil.

Versão 2: Leite pútrido O leite, utilizado como símbolo de pureza e superioridade racial pelo movimento de ultradireta racista nacionalista supremacista branco dos EUA, o alt-right (para alternative right), vem sendo utilizado pelo Bolsonaro em suas lives. O leite passou a ser usado como uma espécie de saudação entre pares da ultradireita nos EUA, e muitos acreditam esteja sendo imitada pelo insano presidente brasileiro. […]

Bolsonaro bebeu copo de leite para brindar supremacistas brancos (nazismo) em live?

A tal história deixou muita gente (incluindo o próprio presidente, pessoas próximas e críticos) “distraídas” por dias (há quem diga que esse tipo de estratégia é justamente uma tentativa de tirar o foco de outras questões). Mas será mesmo que a ação de Bolsonaro de beber um copo de leite durante uma live foi uma tentativa de brindar supremacistas brancos e nazistas? Pelo que tudo foi analisado, a resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Antes de falar da história em si, temos que deixar uma informação muito clara. Aqui no Boatos.org nós temos uma missão: apurar, com base em fatos, as informações sobre publicações que são enviadas por nossos leitores. Não estamos aqui para julgar se o boato é de “esquerda”, de “direita” ou mesmo a ação de políticos e grupos. Por isso, opiniões sobre “o que poderia ser” ou “sobre o que ele queria dizer” não valem. O que vale é o que está registrado.

Dito isso, vamos fazer uma cronologia recente. Apesar de, de fato, o ato de beber o copo de leite ter sido apropriado por membros da extrema-direita nos Estados Unidos (é importante citar que a história de o ato ter sido “símbolo do Nazismo” durante a 2º Guerra também não tem nenhuma referência histórica confiável), o que Bolsonaro fez foi participar de uma campanha promovida por produtores de leite no Brasil.

Essa matéria (publicada antes da live de Bolsonaro) mostra que o tal desafio do leite foi criado por produtores rurais da cidade de Castro (PR) e logo ganhou a adesão dos produtores de leite do Brasil que, em uma corrente, iam “desafiando” outras pessoas. Antes de Bolsonaro fazer o gesto, o ato de beber leite foi realizado pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que desafiou o presidente.

Vale dizer que, logo após realizar o ato, como mostra esta matéria do Canal Rural, o presidente Jair Bolsonaro citou os produtores de leite e fez uma saudação a Tereza Cristina e aos produtores de leite do Brasil. Ele deixa isso bem claro na fala, que pode ser vista no vídeo abaixo:

É importante citar que o próprio presidente classificou a informação veementemente como fake news e citou o desafio do leite para justificar a ação. Também é importante citar que pessoas ligadas ao presidente (como Eduardo Bolsonaro e Allan dos Santos) se aproveitaram da polêmica para agir ironicamente.

Também é importante citar que veículos de mídia também citaram que o ato de beber leite tem a ver com o desafio dos ruralistas e não com extrema direita dos EUA. O Catraca Livre, por exemplo, classificou a acusação de “teoria sem comprovação”.

Resumindo: independentemente do fato de beber leite estar relacionado a supremacistas brancos, neste caso o próprio presidente Bolsonaro deixou bem claro que o ato foi um aceno a produtores rurais do Brasil. Mais uma vez, o que está circulando online são acusações que, até que se prove o contrário, não passam de boatos.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3df26qp

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet