Boato: Aécio Neves concede entrevista bêbado ao Estadão

Boato diz que Aécio Neves deu entrevista embriagado
Boato diz que Aécio Neves deu entrevista embriagado

Boato – No final de julho, o candidato a presidente pelo PSDB, Aécio Neves, teria dado uma entrevista bêbado à TV Estadão.

Anos eleitorais, geralmente, trazem muitas brigas políticas, seja entre os partidos ou entre os próprios candidatos. Quanto mais a data da eleição se aproxima, mais escândalos são trazidos à tona. E assim, qualquer ‘marolinha’ pode virar um tsunami. De Dilma já vimos muitas histórias no Boatos.org. Mas a boataria não é exclusividade dela.

No dia 29 de julho, sexta-feira, o candidato à presidência da República, Aécio Neves (PSDB), concedeu uma entrevista ao jornal Estado de São Paulo. No vídeo, ele ataca o PT e a outra candidata ao governo federal e atual presidente da República, Dilma Rousseff.

Mas o que chamou a atenção não foram as duras críticas, mas o desempenho de Aécio frente as câmeras. Durante a entrevista, o candidato se balançava para frente e para trás. Não demorou muito e logo alguns internautas acusarem Aécio de estar bêbado. A informação ganhou força após ser publicada em um blog da revista Fórum.

Segundo a assessoria do candidato (na versão do texto da Fórum), o balançar se deve ao forte vento que atingia a cidade no dia da entrevista. Ainda segundo eles, Aécio estava bem e a informação pode ser confirmada pelo balançar das folhas da árvore que também aparecem no vídeo.

A oposição acusa, a assessoria esclarece, mas o fato é que não há como provar se Aécio estava realmente bêbado. Porém, podemos analisar alguns fatos que podem refutar essa teoria e demonstrar que o simples balanço não é um forte argumento que provem o estado de sobriedade de qualquer pessoa.

Quando uma pessoa atinge o nível de embriaguez, além de perder o equilíbrio, ela não consegue formular frases compreensíveis, podendo falar sobre tudo e não dizer nada. Um exemplo é esse flagra do ator Serginho Hondjakoff, o eterno Cabeção da novela Malhação.

No vídeo, podemos perceber que ele não consegue seguir um raciocínio lógico, emendando assuntos e não falando ‘coisa com coisa’. O que é bem diferente do caso de Aécio, que consegue formular uma ideia e inclusive fazer acusações e discutir sobre determinados assuntos. Talvez, se Aécio tivesse falado algo a favor de Dilma, aí sim, poderíamos desconfiar de algo.

No final das contas, não há como saber se a acusação é verdadeira ou não. Porém, essas explicações demonstram que o simples fato do balanço não é suficiente para afirmar se alguém está bêbado ou não. Como o ônus da prova fica com a acusação, só temos a dizer que a história é um boato assim como na história de que ele seria usuário de cocaína.

Vale lembrar que outros vídeos na internet apontando Aécio em estado ébrio circulam pela internet. Esse é um deles. Nesta ocasião, a probabilidade de ele estar bêbado é bem maior do que na entrevista do Estadão.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)