Antropólogo que foi preso em terra indígena era da esquerda e do PT #boato

Boato – Antropólogo Edward Luz que foi detido em terra indígena durante fiscalização do Ibama é “esquerdista” e defende o PT.

Os conflitos entre madeireiros e garimpeiros (especialmente os ilegais) contra os indígenas têm se tornado mais frequentes no último ano.

E as coisas só parecem piorar com as declarações do governo federal, que já afirmaram ser a favor de regularizar garimpos em terras indígenas.

Como se isso não fosse suficiente, nos últimos dias um antropólogo foi preso em uma reserva indígena, tentando impedir a fiscalização do Ibama. Após a prisão, uma história de que o antropólogo seria “esquerdista” e apoiador do PT começou a circular nas redes sociais. Confira:

“Olha aí um Esquerda chegando nas Terras indígenas, achando que o Governo era do PT. Agora quem manda não são mais as OGN . É o Vice Presidente Mourão.Amazonia agora é do Brasil”.

Antropólogo que foi preso em terra indígena era da esquerda e do PT?

A informação logo viralizou nas redes sociais e gerou revolta, principalmente entre aqueles que não apoiam o governo PT. Mas será que essa história de que o antropólogo detido em uma terra indígena é “esquerdista” e do PT é real? Não é!

Vamos aos detalhes! Uma rápida leitura na mensagem é o suficiente para causar desconfiança. A publicação segue aquele velho roteiro de fake news na internet: é vaga, alarmista, possui erros de português e não cita fontes confiáveis.

Para começarmos a desmentir essa história, resolvemos buscar por mais informações sobre o antropólogo que aparece nas imagens. Descobrimos que ele se chama Edward Luz e, ao contrário do que aponta a história, não é “esquerdista” e nem apoia o PT.

Edward Luz disse que, na ocasião, estava na reserva indígena a mando do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Em 2013, Luz foi expulso da Associação Brasileira de Antropólogos por seus posicionamentos.

No próprio perfil do antropólogo na internet, é possível observar ataques à esquerda e declarações de apoio ao presidente Bolsonaro. Já na descrição do perfil, ele se diz “pró-Tapajós livre: das ONGs, da Esquerda”. Além disso, também é possível ver publicações compartilhadas pelo antropólogo que o classificam como “direitista”.

Por fim, a Agência Lupa também já desmentiu toda a história. Segundo o serviço de fact-checking, algumas páginas de “direita” começaram a compartilhar uma versão falsa do vídeo, classificando o antropólogo como “esquerdista”.

Em resumo: a história que diz que o antropólogo preso em uma reserva indígena é de esquerda e apoia o PT é falsa! Em suas redes sociais, o antropólogo Edward Luz se define como “direitista” e “bolsonarista”. Ou seja, a história não passa de boato. Não compartilhe.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/320iXsb
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)