Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > É falso que Anielle Franco disse que Padre Júlio Lancellotti sofreu “racismo genital”

É falso que Anielle Franco disse que Padre Júlio Lancellotti sofreu “racismo genital”

Anielle Franco disse que padre Júlio Lancellotti sofreu racismo genital, diz boato (Foto: Reprodução/Twitter)

Boato – A ministra da Igualdade Racial Anielle Franco declarou que o padre Júlio Lancellotti sofreu racismo genital.

Análise

Há alguns dias, a internet foi agitada em meio a acusações sem provas de que o padre Júlio Lancellotti teria sido flagrado em vídeos enviados para um adolescente.

Na época da publicação, apontamos que não é possível dizer que a pessoa do vídeo é, de fato, o padre. Fizemos uma checagem em que apontamos se tratar de um boato sem comprovação.

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

Já na época, um site simpático ao padre apontou para um perícia que apontava “não ser Júlio Lancellotti no vídeo”. Agora, um site contrário ao padre surgiu com uma perícia que “cravaria” que seria ele no vídeo.

Em meio a essa “guerra de perícias” (nenhuma independente ou sequer definitiva), uma suposta declaração da ministra Anielle Franco, da Igualdade Racial, começou a circular na internet. Posts apontam que ela teria apontado que os ataque ao padre seria “racismo genital”. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Versão 1: “O que estão fazendo com o Padre Júlio Lancelotti é racismo genital!” disse a ministra Anielly Franco em entrevista. Versão 2: Anielle Franco já veio defender o Padre Júlio Lancellotti, dizendo que estão cometendo racismo genital contra ele. Versão 3: “CONFIRMADO,É ELE” Segundo a “ministra” Anielly Franco, a direita comete crime de “RACISMO GENITAL” contra o Padre Júlio “Punhelotti”.

Checagem

Na parte da checagem do conteúdo, vamos responder às seguintes questões: 1) É verdade que Anielle Franco disse que o padre Júlio Lancellotti está sofrendo racismo genital? 2) Em que contexto esta história de racismo genital e o nome de Anielle Franco está circulando? 3) Podemos cravar que o padre Júlio Lancelotti estava no vídeo em questão?

É verdade que Anielle Franco disse que o padre Júlio Lancellotti está sofrendo racismo genital?

Não. Ao buscar por qualquer declaração em fonte confiável sobre o assunto, nada encontramos. Mais do que isso: a história surgiu em perfis de direita em redes sociais e não tem qualquer lastro de realidade. Até porque o termo racismo genital não existe.

Em que contexto esta história de racismo genital e o nome de Anielle Franco está circulando?

Além de tentar “jogar luz” para a questão (que, ao mesmo tempo, acaba escondendo outros assunto), a publicação é uma ironia pela fala de Anielle Franco que apontou que a tragédia causada pelas chuvas no Rio de Janeiro seria consequência de “racismo ambiental” (termo que, de fato, existe em alguns estudos).

Ou seja: a publicação serve para deslegitimar a fala de Anielle Franco (já que racismo genital é algo inexistente) e atacar o Júlio Lancellotti.

Podemos cravar que o padre Júlio Lancelotti estava no vídeo em questão?

Apesar da última perícia (que foi publicada em um site de direita e feita por profissionais que já fizeram manifestações públicas favoráveis a Bolsonaro), mantemos que a história não passa de um boato sem comprovação.

O vídeo tem baixa qualidade, existe a questão da possibilidade do deepfake, não há “nome” na denúncia e acusações contra o padre já foram refutadas pela Justiça. Ou seja: apesar do tom assertivo, tudo não passa de um boato sem comprovação.

Conclusão

Fake news ❌

É falso que a ministra Anielle Franco tenha dito que o padre Júlio Lancellotti esteja sofrendo de racismo genital. Trata-se de uma fake news criada em cima de uma história que é um boato sem comprovação.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).