Vídeo mostra corpos de vítimas de ciclone na praia de Beira, Moçambique #boato

Boato – Imagens mostram diversos corpos na praia de Beira, em Moçambique, após passagem de ciclone Idai no país.

O início do Outono no Hemisfério Sul chegou trazendo dor e sofrimento para os moradores do continente africano. A passagem do ciclone Idai, entre os dias 14 e 15 de março, deixou milhares de pessoas desabrigadas e o número de mortos já chega a quase mil.

Moçambique, o país mais atingido pela tragédia (totalizando quase 600 mortos), irá receber ajuda humanitária do Brasil, que também deve contribuir com a doação de medicamentos e alimentos.

E, segundo um vídeo que anda circulando na internet, a devastação em Moçambique pode ser vista em todos os cantos. As imagens mostrariam diversos corpos na praia de Beira, em Moçambique, após a passagem do ciclone Idai. Confira:

Versão 1: “Moçambique pede socorro, os corpos boiando na praia da África depois do Ciclone. Desperta Brasil ! Os corpos boiando na praia da África depois do Ciclone. Cidade de Beira. Moçambique pede socorro , vamos ajudar povo de Deus”. Versão 2: “TRAGÉDIA DE MOÇAMBIQUE: IMAGENS MOSTRAM CORPOS DE PESSOAS MORTAS QUE FORAM ATINGIDAS PELO CICLONE NA CIDADE DE BEIRA. Segundo informações chegaram mais de 700 corpos na praia o número pode aumentar ao longo das retiradas dos corpos no mar”.

Vídeo mostra corpos de vítimas do ciclone na praia de Beira, Moçambique?

As imagens são chocantes e causaram grande comoção nas redes sociais (e, por esse motivo, não iremos publicar o vídeo aqui). Diversas postagens pedem ajuda e orações aos africanos atingidos pelo ciclone. Mas a pergunta que não quer calar é: será que o vídeo realmente mostra corpos de pessoas na praia de Beira, em Moçambique? A resposta é não e os detalhes você confere a seguir!

Vamos lá! Para começo de história, as publicações seguem aquele velho roteiro de boatos online: são alarmistas, algumas possuem erros de português e não citam nenhuma fonte confiável (chegam a citar até dados errados ou desatualizados).

Isso, por si só, já causa grande desconfiança. Foi aí que resolvemos buscar mais informações sobre essa suposta história. Após a busca, não encontramos nenhuma matéria sobre vídeos que mostrassem mortos na praia de Beira após a passagem do ciclone.

Resolvemos, então, buscar pelas imagens que acompanham as publicações e descobrimos que o vídeo não mostra a praia de Beira e muito menos a devastação do ciclone Idai. Na realidade, o vídeo foi gravado em 2014, na cidade de Tripoli, na Líbia.

As imagens mostram os corpos de diversos imigrantes africanos que tentavam deixar seus países por conta das guerras, da crise humanitária, falta de comida e medicamentos etc. O destino final seria a Europa, quando um barco com cerca de 200 pessoas afundou no Mediterrâneo.

Em resumo: a história que diz que um vídeo mostra corpos na praia de Beira, em Moçambique, após a passagem do ciclone Idai é falsa! Apesar da situação em Moçambique ser crítica, as imagens não mostram a devastação no país. O vídeo, na realidade, mostra corpos de imigrantes africanos que tentavam fugir para a Europa, quando o barco onde estavam afundou no Mediterrâneo, na cidade de Tripoli, na Líbia. Ou seja, a história não passa de #boato. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)