União Europeia substituirá vacinas por ivermectina #boato

Boato – A União Europeia anunciou que, a partir de 20 de outubro de 2021, não vai mais utilizar vacinas. No lugar, será utilizada a ivermectina para tratamento contra a Covid-19.

Infelizmente, os assuntos ivermectina, vacinas e pandemia voltaram à tona na pauta das fake news na internet. A prova disso é que um texto desmentido há menos de um mês “ganhou” uma nova roupagem para voltar a viralizar com um “título bombástico”.

A mensagem começa com os dizeres (em caixa alta) “UNIÃO EUROPEIA SUBSTITUIRÁ VACINAS POR IVERMECTINA”. No texto, é dito que a ivermectina seria aprovada pelo bloco econômico e que “não seria preciso vacinas” para combater a Covid-19. Leia a mensagem que circula por aí:

UNIÃO EUROPEIA SUBSTITUIRÁ VACINAS POR IVERMECTINA Boas notícias para quem não gosta da vacina covid-19: A PARTIR DE 20.10.2021, COVID TRIAL E PROTEÇÃO DE VACINAS PARA COVID-19 SERÃO CANCELADOS TODOS NA EUROPA … Todas as vacinas não serão mais aprovadas a partir de 20 de outubro de 2021. A União Europeia aprovou cinco terapias que estarão disponíveis em todos os hospitais dos Estados-Membros para o tratamento de covid-19. https://ec.europa.eu/commission/presscorner/detail/fr/ip_21_3299?fbclid=IwAR2fuWXfyuWrvjQy3hVCIA3SF1DdWKpXQg2C3Dte8VQwE4yk-Zsf1I_9dnw

Essas terapias substituem as vacinas porque as vacinas são aprovadas em uma base de: “ensaio provisório”. Mas como o decreto vai obrigar a prescrição desses cinco novos medicamentos, o uso de vacinas deixará de funcionar. Toda a Europa espera: “meados de setembro, o que é preciso …”. Já sabiam de tudo porque a ivermectina foi aprovada, não havia necessidade de vacina.

O Instituto Pasteur reconheceu a eficácia da Ivermectina, uma bebida única que pode eliminar todo o material genético da SARS covid-19. Atualmente, a ivermectina foi cientificamente reconhecida como uma droga eficaz na prevenção e tratamento de covid-19 por pesquisadores do Instituto Pasteur, França. Os resultados de seu estudo foram publicados na revista EMBO Molecular Medicine em 12 de julho de 2021. O governo de Macron já sabia disso … Viva bem !!

União Europeia substituirá vacinas por ivermectina?

Não demorou para a mensagem se espalhar com toda força na internet. Porém, trata-se de um texto já desmentido no Boatos.org com a adição da “bomba” da substituição das vacinas contra a Covid-19 pelo remédio contra verme. Como o que escrevemos na época vale para hoje, relembre o que foi dito.

Não é preciso nem repetir que a ivermectina não possui eficácia contra a Covid-19, não é mesmo? Essa afirmação foi comprovada tanto pelo laboratório que produz o medicamento nos Estados Unidos e no Brasil quanto por inúmeros estudos sobre o assunto.

Ao ler as referências citadas no texto, descobrimos que os tais estudos, na verdade, não comprovam que a ivermectina é eficaz no tratamento contra a Covid-19. A pesquisa do Instituto Pasteur, publicada em julho de 2021, foi realizada em animais. Os resultados mostraram melhoras nos sintomas da doença, mas não na replicação do vírus. Nas observações do próprio Instituto, os cientistas afirmam que, pelos resultados, o medicamento poderia ser considerado um potencial agente terapêutico para a doença. Entretanto, mais estudos são necessários.

Já a outra pesquisa citada no texto possui problemas éticos e metodológicos. Ela foi realizada por pesquisadores que são filiados a um grupo que defende o uso da ivermectina contra a Covid-19. Entretanto, no estudo, eles não citam essa afiliação e dizem não ter conflito de interesses. Além disso, o estudo é apenas uma análise de outras análises já feitas sobre o assunto.

Por outro lado, o decreto do Conselho Europeu, da União Europeia, não cita a ivermectina como um dos 5 remédios aprovados para terapia da Covid-19. No decreto, é possível ver que todos os tratamentos são experimentais e não excluem a necessidade da vacinação.

Além disso, não precisamos nem lembrar da importância da vacina. Até o momento, é uma das formas mais seguras e certeiras para controlar a pandemia. O canal de divulgação científica ComCiência Corporal explica que os imunizantes ensinam o nosso sistema imune a se defender contra a Covid-19. A vacinação é uma medida coletiva, isto é, precisa do envolvimento da maior parte da população para ter um bom resultado. E até que grande parte das pessoas se vacinem, as outras medidas de proteção ainda são necessárias. Isso porque nenhuma vacina é 100% e mesmo imunizados, podemos seguir transmitindo ou nos contaminando com o vírus. E é importante lembrar que o número de mortes ou casos graves entre os vacinados é infinitamente menor do que entre os não-vacinados.

É óbvio que a “parte nova” da história também não faz sentido. É só olhar para as notícias sobre o combate à Covid-19 para vermos que a ivermectina continua sendo um remédio sem comprovação científica para combate à Covid-19 e medidas para fazer com que a população se vacina continuam sendo adotadas (como, por exemplo, o passaporte de vacinação).

Resumindo: é falsa a informação de que a União Europeia “trocou” a vacinação pela ivermectina. A mensagem que circula online é um texto já desmentido aqui e que, na nova versão, ganhou um título absurdo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet