Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Mundo > É falso que motivação de protestos de agricultores na Europa é o “socialismo”

É falso que motivação de protestos de agricultores na Europa é o “socialismo”

Protestos de agricultores na Europa são contra o socialismo, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – A motivação dos protestos de agricultores na Europa é lutar contra o socialismo de governos do continente.

Análise

Não é de hoje que agricultores europeus não estão satisfeitos. A insatisfação da classe resultou em uma série de protestos que tem tomado cidades do continente.

Do outro lado do oceano, aqui no Brasil, muitas mensagens sobre o assunto “denunciam” que a motivação dos protestos seria o “socialismo” na Europa.

Ou seja: de acordo com os conteúdos, espalhados por perfis de caráter “conservador”, os protestos seriam para derrubar “governos socialistas” do continente. Leia algumas das mensagens que estão viralizando online:

Vídeo: não é verdade que borra de café seja a melhor solução mosquito da dengue

Versão 1: Protestos contra o socialismo na Europa. Por quê a imprensa do Brasil não mostra? Versão 2: Olha que o Agro lá fora está fazendo de protestos contra o Socialismo, lá eles se unem para alcançar seus propósitos, e aqui o que está sendo feito???

Versão 3: O AGRONEGÓCIO NA FRANÇA, ALEMANHA E BÉLGICA ESTÃO FAZENDO FORTES PROTESTOS CONTRA O SOCIALISMO. AS MÍDIAS TRADICIONAIS, CALADINHAS! DIVULGUEMOS, ENTÃO, B-R-A-S-I-L! Versão 4: Protestos contra o socialismo só aumentam na Europa e USA.

Checagem

É fato que há protestos que estão tomando conta da Europa. Porém, a narrativa de que se trata de protesto contra o socialismo é falsa. Para realizar a checagem do conteúdo, vamos responder às seguintes questões: 1) É verdade que os protestos de agricultores na Europa são contra o socialismo? 2) Qual a motivação real dos protestos de agricultores na Europa? 3) É verdade que a imprensa do Brasil não está mostrando as manifestações?

É verdade que os protestos de agricultores na Europa são contra o socialismo?

Não é verdade. Apesar de, possivelmente, alguns dos manifestantes dos protestos de agricultores serem de direita (ou até da extrema-direita), a pauta das manifestação não é o “socialismo na Europa”. Há alguns motivos que apontam para isso.

O primeiro é o histórico. Sempre que há um protesto que chama atenção, grupos políticos tentam se apropriar de pautas. Isso é comum no Brasil no caso dos caminhoneiros. Não foi uma ou duas vezes que grupos de extrema-direita apontaram que as manifestações de 2018 tiveram motivações político-partidárias. Isso gera diversas fake news de, por exemplo, que haverá uma greve de caminhoneiros em prol a algum grupo político (como os do ex-presidente Jair Bolsonaro).

O segundo está no fato de os países da Europa não serem “socialistas”. Nenhum país da região tem o regime socialista. Alguns têm governos mais de esquerda. Emmanuel Macron, por exemplo, é de um partido social-liberal. Na Bélgica, o primeiro-ministro Alexander de Croo também é liberal. Na Alemanha, o governo é de centro-esquerda. Por outro lado, a Itália é liderada por um governo de um partido de extrema-direita.

O terceiro e mais importante está na pauta real dos protestos do “agro” europeu. Isso vamos aprofundar mais para frente.

Qual a motivação real dos protestos de agricultores na Europa?

Alguns dos protestos são contra políticas ambientais que, de acordo com manifestantes, inviabilizaria a atividade deles. Outros agricultores estão protestando contra a burocracia excessiva de alguns governos. 

Algumas das pautas são bem particulares. Na França, por exemplo, uma das maiores demandas são justamente contra algo que “não socialistas” defendem: há um pedido para que não sejam feitos acordos para a importação de produtos de outros países (como o que estava previsto no acordo União Europeia e América do Sul.

Há, ainda, protestos contra a importação de produtos da Ucrânia (que prejudicaria a atividade de agricultores em países como a França e Bélgica). Nenhum dos protestos é contra o “socialismo” (até porque seria um protesto sem muito fundamento).

É verdade que a imprensa do Brasil não está mostrando as manifestações?

Não é. Na realidade, a imprensa brasileira está dando notícias das manifestações dentro da pauta que ela cabe. Por não ser um assunto que trata diretamente do Brasil (com exceção da questão das exportações de produtos agrícolas brasileiros), o assunto não será manchete no país. Mas será notícia (assim como nos links que usamos para responder à questão anterior).

Conclusão

Fake news ❌

É falso que os protestos da Europa sejam contra o socialismo nos países do continente. As pautas são outras e, ao contrário do que apontam mensagens, os governos não são “tão socialistas” assim.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).