População da China já estava vacinada contra a Covid-19 e não precisou fazer lockdown #boato

Boato – A China não precisou fazer, em nenhum momento, lockdown por causa da pandemia da Covid-19. Isso ocorreu porque toda a população já havia sido vacinada contra o coronavírus.

É estranho como, em alguns momentos, uma notícia falsa (como naquele famoso “pega na mentira”) acaba contradizendo outras. É o caso da história de hoje. Muita gente que já disse outrora que as vacinas não funcionam, fazem mal etc. estão compartilhando mensagens que apontam que a China está mantendo um grande segredo.

Informações que circulam na internet, em alguns casos acompanhadas de um relato que aponta que a China nunca fez lockdown, apontam que toda a população do país já havia recebido a vacina contra a Covid-19. Ou seja: o país da Ásia teria “soltado o vírus” com todo mundo já imunizado. Leia a mensagem que circula online:

Assista também: 6 fake news sobre vacinas que circularam na pandemia

Versão 1: CHINA 1.6 BILHÕES DE HABITANTES. tiveram menos mortes que. ITALIA, ESPANHA, FRANÇA, países com população em torno de 70 milhões de habitantes. PORQUE? POVO VACINADO, EXCETO WUAN para construir o teatro para quebrar a economia mundial e não se comprometer ofuscando sua culpa. Acorda povo

Versão 2: A China está rindo do mundo e mais ainda das autoridades do Brasil, pra quem estão vendendo vacinas feitas nas coxas e faturando bilhões. Saibam os tolos, inocentes, idiotas e pilantras que defendem o confinamento, o isolamento social, o fechamento das empresas e as famigeradas máscaras que, na comunista China nunca houve LOCKDOWN. A China e a OMS apavoraram e quebraram o mundo e estão aí, impunes como impunes estão os governadores e prefeitos corruptos e meia duzia de salafrários do detestável e odiado STF.

População da China já estava vacinada contra a Covid-19 e não precisou fazer lockdown?

As teses se espalharam com muita força na internet e, claro, só aumentaram a raiva de muitas pessoas em relação à China. Porém, nem a informação que aponta que a população da China foi vacinada tampouco a que aponta que o país não teve lockdown procedem.

Como em grande parte dos boatos relacionados à Covid-19, as mensagens que estão circulando na internet têm algumas características de boatos como serem vagas, alarmistas, com erros de português e não citam qualquer fonte confiável. Para além disso, boatos sobre a China têm sido comuns nos últimos tempos. Temos alguns deles listados no vídeo abaixo:

Ao buscar mais detalhes sobre o assunto, chegamos à conclusão de que a história é composta de, no mínimo, dois grandes exageros. Primeiramente, vamos falar sobre à questão do “não-lockdown da população chinesa”.

É fato que, de acordo com números oficiais, a quantidade de infectados e mortos pela Covid-19 é muito menor do que de outros países e, hoje, a China tem a pandemia, na medida do possível controlada. Porém, isso foi a custo de duas estratégias: 1) identificação de infectados. 2) isolamento social em massa.

Em 23 de janeiro de 2020, moradores da província de Hubei (mais ou menos 57 milhões de pessoas) entraram em lockdown. Ninguém poderia entrar ou sair da província e sair de casa era aceito só em ocasiões especiais. O lockdown foi encerrado apenas 72 dias depois. Em maio e em junho, outras milhões de pessoas foram postas em lockdown em outras províncias após identificação de surtos. Também em junho, todos os habitantes de Wuhan (principal cidade de Hubei) foram testados e 300 casos foram identificados entre 10 milhões de pessoas.

O fato (negativo, mas que deu certo na pandemia) de o governo da China fazer com que a população “tenha medo de sanções por desobediência” fez com que o lockdown fosse cumprido e a o vírus não se espalhasse pelo país. Isso não aconteceu (e não está acontecendo) em outros países, o que explica o fato de o coronavírus ter feito estragos em outros locais. É importante citar que medidas de isolamento se expandiram para outras regiões do país que não tiveram grandes surtos de Covid-19 como, por exemplo, na capital Pequim.

Agora sobre a “vacinação”. Não é verdade que a China já havia vacinado toda a população contra a Covid-19. É fato que há notícias que apontam que o governo do país conseguiu uma autorização para vacinar (mesmo sem ter certeza da eficácia do imunizante) pessoas em grupos de alto risco de contágio (como trabalhadores da fronteira e profissionais de saúde) em julho deste ano.

Porém, não há nenhum registro de que todo mundo já estava imune no país desde o início da pandemia da Covid-19.. É uma tese que “brotou em redes sociais tupiniquins” e não apresenta nenhuma prova que mereça ser levada a sério.

Resumindo: a história que aponta que a população da China já está toda vacinada contra a Covid-19 e que não houve lockdown no país é falsa. As duas teses que circulam online não passam de distorções de medidas tomadas no país para evitar a disseminação do coronavírus.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2H2c3Iu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet