Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Mundo > É falso que não exista Dia do Professor no Japão e que eles tenham vagas preferenciais

É falso que não exista Dia do Professor no Japão e que eles tenham vagas preferenciais

Não existe Dia do Professor no Japão e eles têm preferência em filas, lojas e metrô, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – O professor Yamamoto ensinou que não existe Dia do Professor no Japão, que eles têm vagas preferenciais no metrô, não pegam filas e têm lojas exclusivas.

  Introdução

O oriente é um campo fértil em relação à desinformação. A distância geográfica e certos preconceitos com o oriente fazem com que surjam mitos sobre o outro lado do mundo. A história de hoje aponta para “coisas incríveis” do Japão.

De acordo com mensagens que estão circulando na internet, um professor chamado Yamamoto teria contado que não existe Dia do Professor no Japão, mas que eles são tão respeitados que têm preferência em assentos no metrô, não pegam filas e ainda têm lojas exclusivas. Leia:

Vídeo: é falso que imagens mostram Lulinha agredindo a esposa

Não existe Dia do Professor no Japão. “Uma vez perguntei ao meu colega japonês, o professor Yamamoto: – Quando o Japão comemora o Dia dos Professores, como é que o comemora? Surpreendido com a minha pergunta, ele respondeu: – Não temos feriado de professor. Ouvindo a sua resposta, não sabia se devia acreditar nele ou não. Eu pensei:

“Por que um país com economia desenvolvida, ciência e tecnologia trata um professor e seu trabalho tão desrespeitosamente? “. De alguma forma, depois do trabalho, Yamamoto convidou-me para uma visita à sua casa. Como ele morava longe da escola, fomos de metrô. Os vagões do metrô estavam superlotados na “hora de ponta” da noite. De alguma forma, me levantei, segurando o corrimão.

De repente, um avô sentado ao meu lado desistiu do seu lugar. Não entendendo um tratamento tão respeitoso da pessoa idosa, não pude aceitar a proposta dele, apesar de ser genuíno, fui obrigado a sentar. Depois de sair do metrô, pedi a Yamamoto para explicar a ação daquele cidadão. Yamota sorriu e apontou para o mamilo do meu professor, disse: – Este velhote viu-te como professor e por respeito ao teu status de professor, desistiu do seu lugar.

Desde que fui visitar o meu professor Yamamoto pela primeira vez, foi desconfortável ir de mãos vazias e decidi comprar um presente. Partilhei os meus pensamentos com o Yamamoto, ele apoiou-me e disse-me que há uma loja para professores pela frente, onde podem comprar produtos com desconto.  Eu não poderia segurar minhas emoções novamente: – Os benefícios estão disponíveis apenas para os professores? – Eu perguntei.

Confirmando minhas palavras, Yamamota disse: – No Japão, professor é a profissão mais respeitada, a pessoa mais respeitada. Os empresários japoneses ficam muito felizes quando os professores vêm às suas lojas, consideram isso uma grande honra para si mesmos. Durante a minha estadia no Japão, vi repetidamente como os japoneses respeitam imensamente os professores.

Existem lugares separados no metrô para eles, lojas separadas estão abertas para eles, professores não ficam na fila com bilhete para qualquer forma de transporte.

Por que é que os professores japoneses precisariam de um feriado especial quando todos os dias das suas vidas são literalmente feriados? Ao recontar esta história, quero de todo o meu coração que a nossa sociedade tenha crescido a um nível tão grande, tal atitude para com o professor, e os professores tenham sido dignos de tal posição.” Transmita esta mensagem a todos os teus colegas. Deixe o orgulho bater em nossos peito! Professor, diante do seu nome eu me curvo…

  Análise

Vimos a mensagem circulando em diversas redes sociais e também no WhatsApp. O texto tem algumas características de fake news como o tom vago, o caráter alarmista, os erros de português, o pedido de compartilhamento e a falta de citação de fontes confiáveis que confirmem a história.

Fake news sobre “professores e Japão” são comuns na internet. A mais clássica é a que aponta que o professor no Japão é tão importante que não precisa se curvar diante do imperador.

Na checagem do conteúdo, vamos responder às seguintes questões: 1) Não existe mesmo Dia do Professor no Japão? 2) Professores têm preferência no metrô, filas e lojas? 3) O professor é tão valorizado assim no Japão?

Checagem

Não existe mesmo Dia do Professor no Japão?

Nota-se a forma que o texto é construído defende a seguinte retórica: não há Dia do Professor porque eles são tão valorizados que não precisam de data. Pois bem, a premissa começa mal. Há sim Dia do Professor no Japão. Trata-se do dia 5 de outubro. Assim como no Brasil, há uma semana do professor.

Professores têm preferência no metrô, filas e lojas?

Não, não tem. Uma parte do mistério, esse quem vos fala pode falar por ter morado três anos no Japão. Não há locais exclusivos para professores ou mesmo regras que garantam preferência. Por sinal, os assentos preferenciais no Japão são relativos a idade, questões de saúde, obesidade ou pessoas com crianças de colo.

O professor é tão valorizado assim no Japão?

É mais valorizado que na maioria dos países do mundo. Porém, não é tudo isso que se aponta. Esta matéria do Japan Times classifica a profissão como cansativa, mal paga, com pressão de cima, de baixo e que quase ninguém quer seguir. Mais do que isso: a classifica como quase “de escravidão” (pelo menos para os padrões do país).

Conclusão

Fake news ❌

É falso que não há Dia do Professor no Japão e que a categoria tem uma série de regalias. Ou o “professor Yamamoto” mentiu para quem escreveu o texto ou o texto em si foi inventado.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm