Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Mundo > Ex-líder do Hamas não ordenou a morte de todos os judeus do mundo na sexta-feira, 13 de outubro

Ex-líder do Hamas não ordenou a morte de todos os judeus do mundo na sexta-feira, 13 de outubro

Líder do Hamas ordenou a morte de todos os judeus do mundo no dia 13, diz boato (Foto: Reprodução/TikTok)

Boato – Khaled Mashal é líder do Hamas e fez um pronunciamento ordenando a morte de todos os judeus do mundo no dia 13 de outubro. 

  Análise

Está circulando em redes sociais, principalmente no TikTok e redes sociais de vídeos, uma mensagem que aponta para uma convocação de um suposto líder do Hamas. A mensagem aponta que Khaled Mashal teria convocado as pessoas a matarem todos os judeus do mundo no dia 13 de outubro de 2023, uma sexta-feira.

A prova disso seria o fato de ele ter “ordenado” uma Jihad (que significa matança) contra todos judeus na data em questão. Ele também teria convocado o Talibã para realizar a ação. Confira alguns dos textos que circulam online:

Vídeo: é falso que Lula foi flagrado beijando Suzanne von Richtofhen

Versão 1: OREMOS A URGENTE LÍDER DO HAMAS ORDENA MORTE A TODOS JUDEUS DO MUNDO INTEIRO!!! Khaled Mashal em pronunciamento ordenou que nesta sexta-feira 13 todos os islâmicos no mundo iniciem uma Jihad (matança) contra todos os judeus que encontrarem nas ruas!» Só Deus tem o poder de fazer essa guerra acabar

Versão 2: Agora URGENTISSIMO! Líder e membro fundador do Hamas, Khaled Mashal, ordena morte a TODOS os Judeus do mundo inteiro na próxima sexta-feira 13; A ordem da matança está anunciada!

Versão 3: Khaled Mashal, um dos fundadores do grupo terrorista palestino Hamas, em pronunciamento ordenou que sexta-feira, 13, todos os islâmicos no mundo iniciem uma Jihad contra os judeus que encontrarem nas ruas, e que se convertam em mártires pelo Hamas. Ele pediu apoio aos Talibãs!

Checagem

Na parte da checagem, vamos responder às seguintes questões: 1) É verdade que Khaled Mashal fez um pronunciamento para membros do Hamas e muçulmanos? 2) É verdade que Khaled Mashal ordenou a morte de todos os judeus do mundo no dia 13 de outubro de 2023? 3) É verdade que ele convocou o Talibã para lutar contra Israel?

É verdade que Khaled Mashal fez um pronunciamento para membros do Hamas e muçulmanos?

Sim. A notícia do discurso foi dada no dia 11 de outubro de 2023 pela agência de notícias Reuters. Ao contrário do que apontam as mensagens, ele não é o atual “líder do Hamas” (ele é ex-líder do movimento e, no momento, mora no Catar). Há uma divergência em relação à grafia do nome. Além de ser chamado de Khaled Mashal, o nome dele é escrito em alguns casos como Khaled Meshaal.

É verdade que Khaled Mashal ordenou a morte de todos os judeus do mundo no dia 13 de outubro de 2023?

Não é verdade (pelo menos não neste discurso). O ex-líder do Hamas pediu (e não ordenou), na realidade, para que pessoas de países muçulmanos realizem protestos na sexta-feira (13) em apoio ao povo palestino. Ele não pediu, em nenhum momento, que “todos os judeus do mundo sejam assassinados”.

É verdade que ele convocou o Talibã para lutar contra Israel?

Também não é verdade. Ele, de fato, pediu reforços para o Hamas lutar contra Israel. O pedido, porém, foi direcionado aos governos da Jordânia, Síria, Líbano e Egito. O pedido não se estendeu ao Talibã (até porque o Afeganistão fica distante geograficamente de Israel).

Conclusão

Fake news ❌

Não é verdade que Khaled Mashal (ou Khaled Meshaal) é líder do Hamas e ordenou a matança de todos os judeus do mundo. Ele, de fato, fez um pronunciamento de tom bélico, mas não foi com o conteúdo que está circulando por aí.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610)