Joe Biden, candidato democrata à Presidência dos EUA, é pedófilo, prova vídeo #boato

Boato – Vídeos comprovam que o candidato democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden, é um pedófilo. Imagens mostram ele assediando crianças.

O termo “fake news” ganhou notoriedade no mundo quando a campanha presidencial norte-americana de 2016 foi inundada delas (a grande maioria vinda de Donald Trump). Passados quatro anos, estamos diante de uma nova campanha nos EUA e mais uma avalanche de balelas. Vamos tratar da primeira delas aqui.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Tem circulado na internet um vídeo (que não iremos exibir aqui) que seria a prova de que o candidato democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden, seria um pedófilo. As imagens (em câmera lenta e com uma música digna de filme de suspense de quinta categoria) mostram o que seriam uma série de assédios do candidato.

As publicações foram reforçadas por acusações do filho de Donald Trump (esses filhos de presidentes, hein): Donald Trump Jr. Em uma postagem, ele chega a falar com todas palavras que Joe Biden seria pedófilo. No Brasil, as mensagens chegaram da seguinte forma:

Versão 1: Agora sim, a esquerda “progressista” mundial está querendo colocar um conhecido PEDÓFILO na presidência dos EEUU. Joe Biden flagrado sem conseguir se conter. FDP CANALHA !!! Versão 2: Joe Biden, o candidato da esquerda progressista americana (democratas). Observem seu comportamento com as meninas (crianças e adolescentes)

Vídeo prova que Joe Biden, candidato democrata à Presidência dos EUA, é pedófilo?

O vídeo, criado na medida para impressionar os eleitores norte-americanos, viralizou tanto que chegou ao Brasil. Só há um detalhe: as acusações que envolvem Joe Biden e pedofilia não se sustentam.

Antes de tudo, precisamos entender o que é pedofilia. Como já falamos neste texto, o senso comum acaba fazendo o termo ser utilizado de forma errada. A pedofilia, de acordo com Classificação Internacional de Doenças (CID), é uma parafilia. Ou seja: é considerada uma doença. O “crime” é o abuso de crianças e adolescentes. Relembre o que já escrevemos sobre o assunto:

Segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID) (referência mundial para definir patologias), a pedofilia é uma forma de parafilia (assim como o sadomasoquismo, o voyeurismo, entre outros). Portanto, já é considerada uma doença! Sim, amigos: pedofilia é um tema médico e não criminal. No Direito, não existe o crime de pedofilia.

Tudo bem: mas se pedofilia não é crime, o que é crime? O que é considerado crime é o abuso sexual de crianças e adolescentes. E apesar de muita gente dizer que é tudo igual, na realidade, uma coisa é X e outra é Y.

Uma pessoa pode possuir a doença (pedofilia), mas nunca consumar o ato (abuso sexual). No caso onde a pessoa não tenha controle sobre a doença e venha a cometer o crime, então dizemos que houve um abuso sexual causado pela pedofilia (ou por alguém que sofre da doença). Vale lembrar, ainda, que há possibilidade de a pessoa cometer o abuso sexual sem ter a doença. Quem decide isso é um médico.

Partindo desse pressuposto, temos três hipóteses a serem avaliadas com base nas publicações. 1) Joe Biden sofre da parafilia chamada pedofilia. 2) O termo foi utilizado de forma errada e há a acusação de que Joe Biden “abusa de crianças”. 3) Joe Biden é um pedófilo e abusa de crianças.

Como vocês viram, as acusações são gravíssimas. Por isso mesmo, precisaríamos de provas para sustentá-las. No caso da doença, um laudo médico. No caso da acusação de abuso, um inquérito policial ou uma denúncia formal. Sabe o que temos? Nada.

Ao buscar sobre o assunto “Joe Biden” e pedofilia só encontramos o vídeo (que tem um caráter probatório nível zero) e diversos desmentimos na imprensa norte-americana sobre a acusação de Donald Trump Jr. contra o candidato democrata.

O The New York Times foi categórico ao falar que as acusações de Donald Trump Jr. “não tem base alguma”. O Vox fez uma análise (em que aponta que não há qualquer prova contra as acusações) de que a “brincadeira” vai ser a base para tornar ideias extremadas como “comuns”. A Forbes citou uma resposta de Biden que classificou a publicação como “doentia”. E o site de fact-checking Politifact classificou como “muita falsa” a acusação.

Em todos os textos, é citado que existe uma acusação de assédio contra Biden (de uma mulher adulta). Porém, não há condenação. Antes que você pense que a acusação o “faz diferente de Trump”, é bom lembrar que o presidente do EUA carrega mais de uma dezena de acusações de assédio.

Resumindo: não há provas de que Joe Biden seja um pedófilo ou mesmo que tenha abusado de crianças e adolescentes. O vídeo é apenas um amontoado de imagens que não provam nada, devidamente dramatizados com intuito eleitoral e não recai (pelo menos por enquanto) nenhuma acusação ou prova de que Joe Biden tenha cometido o crime de abuso de crianças e adolescentes ou que seja um pedófilo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/318Tn5c
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)