Israel não adota isolamento e tem a melhor situação do mundo em relação ao coronavírus #boato

Boato – Sem isolamento contra coronavírus, Israel tem a melhor situação do mundo com apenas 1 morte. Apenas idosos foram isolados.

Depois de contrariar estudos científicos e recomendações da OMS e do próprio Ministério da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento, em rede nacional, no dia 24 de março de 2020, pedindo o fim da quarentena e do isolamento social.

O pronunciamento repercutiu de forma negativa nas redes sociais, de acordo com um levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A pesquisa mostra que, em três horas e meia de interações, 80% delas foram negativas.

Porém, houve quem ainda tentasse defender Bolsonaro na internet. Com isso, uma história surgiu nas redes sociais. De acordo com uma publicação, Israel teria a “melhor situação do mundo”, em relação ao coronavírus, com “apenas” 1700 casos confirmados e 1 morte. Ainda segundo a mensagem, Israel teria conquistado esses números sem isolamento, sem lotar hospitais e somente afastando os idosos. A publicação ainda é acompanhada de um vídeo do Ministro da Defesa que aponta que o melhor é, realmente, só isolar os idosos. Confira:

“Compartilhando novamente pq agora temos resultados…Israel tem a melhor situação do mundo…1700 casos e 1 morte!!!! Sem isolamento, pelo contrário, quanto mais jovens pegar melhor..não lotou hospitais, UTIs etc..Isolou idosos e enfrentou o vírus”.

Israel não adotou isolamento e tem a melhor situação do mundo em relação ao coronavírus?

A história causou burburinho nas redes sociais e, claro, foi amplamente divulgada pelos apoiadores de Bolsonaro até viralizar. Mas será que Israel realmente tem a melhor situação em relação ao coronavírus mesmo sem adotar o isolamento? A resposta é clara: não!

Vamos aos detalhes! Uma breve leitura na publicação é o suficiente para causar desconfiança. A mensagem apresenta as principais características de fake news na internet: é vaga (não diz quando os dados foram divulgados ou quem fez o levantamento), alarmista, possui erros de português e não cita fontes confiáveis (especialmente para balizar os números apresentados).

Apesar de descobrirmos que vídeo que aparece na publicação, de fato, é real (ele foi publicado pelo próprio ministro da Defesa de Israel, Naftali Bennet, há uma semana, no Twitter), descobrimos que a história não é bem assim.

A opinião de Bennet não é a mesma do restante do país. No dia 19 de março de 2020, o Primeiro Ministro de Israel Benjamin Netanyahu ordenou que os israelenses ficassem em casa para tentar evitar a rápida proliferação do novo coronavírus. Dessa forma, Netanyahu autoriza a polícia a aplicar as medidas de restrição, tornando o isolamento obrigatório. Por outro lado, os israelenses podem deixar suas casas para ir ao mercado e às farmácias.

Além disso, depois que o número de casos cresceu no país, vários ministros defenderam a quarentena total no país. No dia 23 de março de 2020, Netanyahu voltou a defender o isolamento total após o país atingir a marca de 1.238 casos confirmados e fazer 5.000 testes em apenas 24 horas. E, bem, a quarentena não está muito longe de ocorrer por lá.

Vale ressaltar também que o próprio ministro da Defesa Naftali Bennet, no dia 25 de março de 2020, publicou, em sua conta oficial do Twitter, que os cultos dentro de uma sinagoga estavam proibidos. A partir disso, já podemos refutar que Israel não está adotando medidas de isolamento.

É importante destacar aqui que Israel também não está em uma “situação confortável”. Em uma coletiva com a imprensa no dia 25 de março de 2020, o ministro da Defesa Naftali Bennett afirmou que o número de pessoas que precisam de respiradores no país pode sofrer um boom e, com isso, Israel pode ficar sem respiradores em 10 dias.

Em um vídeo publicado em sua conta oficial do Twitter, o próprio Naftali explicou melhor a estratégia adotada por Israel no controle da Covid-19. Nas imagens, o ministro da Defesa explica que a intenção é achatar a curva de contágio e, ao mesmo tempo, aumentar a capacidade de tratamento médico.

Por fim, a publicação apresenta dados antigos. Até o momento, Israel já registra quase 3 mil infectados e 8 mortes. E, como indica o gráfico, o surto da doença no país está apenas crescendo.

Em resumo: a história que diz que Israel tem a melhor situação do mundo, em relação ao coronavírus, sem adotar o isolamento é falsa! Nem Israel tem a melhor posição do mundo e muito menos está seguindo a “dica” de isolar apenas os idosos. Como é possível ver em nosso texto, o Primeiro Ministro já determinou o isolamento de todos os israelenses. O vídeo que aparece na publicação é de uma semana atrás (quando o país estava em uma situação mais “confortável”). Entretanto, as coisas mudaram e, consequentemente, também a postura do ministro da Defesa.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2MF7olM
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)