Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Mundo > Governador de Nova York (EUA) disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e voltou atrás no lockdown #boato

Governador de Nova York (EUA) disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e voltou atrás no lockdown #boato

Governador de Nova York (EUA) disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e voltou atrás no lockdown, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Em coletiva, o governador de Nova York (EUA) disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e voltou atrás no lockdown que ele mesmo decretou. 

Após o polêmico pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre o coronavírus no Brasil, no qual ele sugeriu o fim da quarentena, o tema “isolamento social versus economia” ganhou grande repercussão na internet e, com ele, uma série de notícias (verdadeiras ou não) sobre líderes mundiais que se posicionaram sobre o assunto.

A mais recente publicação que está sendo compartilhada entre os internautas dá conta de que o governador de Nova York, Andrew Cuomo, teria dito, em coletiva de imprensa, que as pessoas precisam voltar ao trabalho, “voltando atrás” no lockdown ( “bloqueio”, em tradução para o português, e o mesmo que quarentena) que ele mesmo decretou.

O vídeo do momento em que o governador supostamente fala sobre o fim do lockdown teria sido publicado no jornal New York Times. Confira, a seguir, o texto original da publicação que está rodando online:

Vídeo: é falso que Lula foi flagrado beijando Suzanne von Richtofhen

Governador de Nova York acabou de dizer numa coletiva que vai voltar atrás no lockdown que ele mesmo decretou, pois as pessoas PRECISAM voltar ao trabalho. Parece que a racionalidade está vencendo a imbecilidade lá no 1º Mundo.

Governador de Nova York (EUA) disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e voltou atrás no lockdown?

Sem dúvidas, a notícia sobre o suposto posicionamento de Andrew Cuomo sobre o fim da quarentena, semelhante ao de Jair Bolsonaro, viralizou rapidamente, principalmente entre eleitores brasileiros pró-governo. Mas será mesmo que o governador de Nova York (EUA) disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e “voltou atrás” no lockdown? A resposta é não! E nós te explicamos detalhadamente a seguir.

Para começar, a mensagem da publicação carrega todas as características de fake news: é vaga (não fornece mais informações sobre a tal coletiva em que o governador teria se pronunciado), alarmista, possui erros de português e não cita fontes confiáveis que possam confirmar o que está sendo dito.

Em segundo lugar, após o pronunciamento de Bolsonaro em rede nacional, surgiram vários boatos relacionados à questão do lockdown (ou quarentena). Alguns deles, nós já desmentimos aqui no Boatos.org, como um bem parecido com o boato de hoje, que diz que o jornal The New York Times concorda com Bolsonaro e diz que presidente está certo sobre o coronavírus.

E por falar nisso, ao verificarmos o link do New York Times com o vídeo que a publicação aponta como “prova” do fim do lockdown, descobrimos que não tem nada de “voltar atrás”. Trata-se, na verdade, de um vídeo da coletiva de imprensa em que o governador Andrew Cuomo falava sobre o crescimento contínuo de casos na região (“Gov. Andrew Cuomo of New York delivered an update as the number of cases continues to rise in the state”).

Tanto é que, ao buscarmos por qualquer pedido do governante relacionado ao assunto, inclusive em seu perfil oficial no Twitter, nada encontramos. Na realidade, quem falou isso foi o presidente Donald Trump, afirmando que algumas partes dos Estados Unidos poderão voltar ao trabalho em poucas semanas, dependendo da avaliação do governo sobre a propagação do coronavírus.

No entanto, Trump falou em “semanas”, e não imediatamente, como estão falando. Enquanto isso, o governador do Nova York reforçou, em sua conta no Twitter, a importância de manter o isolamento social, ressaltando que essa não é uma questão binária, ou seja, que possua duas soluções distintas ou opostas. Segundo Cuomo, é possível buscar uma estratégia que possa resolver a saúde pública e a economia, ao mesmo tempo, de forma inteligente:

“Isso não é binário. Nós podemos avançar uma estratégia de saúde pública que também seja uma estratégia econômica inteligente. Mas qual é a primeira ordem do dia? Salvar vidas”.

Além disso, Andrew Cuomo apontou, inclusive, que as medidas de isolamento têm mostrado resultados no combate ao Covid-19. Em coletiva de imprensa na última quarta-feira (25/03), o governador de Nova York contou que, antes da quarentena, o número de contágios pelo novo coronavírus dobravam a cada 2 dias.

Contudo, após o decreto de lockdown, as hospitalizações em decorrência do vírus começaram a desacelerar. Na segunda-feira, os números de pacientes hospitalizados passaram a dobrar a cada 3,4 dias; e na terça, a cada 4,7 dias.

“Isso é bom demais para ser verdade. Mas a teoria recebe a densidade com a qual estamos lidando. Ela se espalha muito rapidamente, mas se você reduzir a densidade, poderá reduzir a propagação muito rapidamente”, disse ele.

Resumindo: A publicação que dá conta de que o governador de Nova York disse que as pessoas precisam voltar ao trabalho e decretou o fim do lockdown não é verdadeira. Ao contrário disso, Andrew Cuomo ressaltou a importância de manter o isolamento social para combater o coronavírus, mostrando números positivos na desaceleração dos contágios no país.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2MF7olM