Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Mundo > Comissão de Valores Mobiliários aprovou ETF de Bitcoin da BlackRock?

Comissão de Valores Mobiliários aprovou ETF de Bitcoin da BlackRock?

Boato – A Comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos aprovou o ETF de Bitcoin do fundo BlackRock.

Todo mundo sabe (ou deveria saber) como o mercado financeiro acaba sendo influenciado por boatos e informações falsas na internet. Quando falamos em criptomoedas, isso acaba sendo quase um jogo de cassino (tal qual alguns slots Bitcoin famosos).

A história da vez que vamos falar hoje aponta para algo que foi divulgado por diversos perfis no X (rede social que era o antigo Twitter) e apontava para um grande passo no mundo dos bitcoins e das criptomoedas em geral. O rumor que circulou entre os meses de outubro e novembro de 2023 apontava que a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (que, na realidade, é o Securities and Exchange Commission, sigla de SEC) havia aprovado a ETF de Bitcoin da BlackRock(famoso fundo do mercado financeiro). Leia algumas das mensagens que circularam em redes sociais:

Versão 1: QUEBRANDO “GRANDES CEO’S ESTÃO OTIMISTAS COM A APROVAÇÃO DO ETF BLACKROCK #BITCOIN ” . Versão 2: Se você tem #bitcoin após a aprovação do ETF nos EUA, seu único dever é não vender, veja, se todos os hodlers segurarem a mão, o preço subirá exponencialmente em questão de meses. Lembram do que aconteceu com as ações da Gamestop, só seguir a cartilha meus amigos.

Isso significaria um grande passo na criptomoeda (que passaria a ser considerada um ativo oficial para os órgãos reguladores dos Estados Unidos) e resultou na época da divulgação da aprovação em uma alta recorde no Bitcoin.

Comissão de Valores Mobiliários aprovou ETF de Bitcoin da BlackRock?

Vídeo: não é verdade que borra de café seja a melhor solução mosquito da dengue

Apesar do impacto da história, é falso (pelo menos até o momento) que a “CVM dos EUA” aprovou a ETF de Bitcoin da BlackRock. O próprio site CoinTelegraph, que chegou a publicar a informação errada na plataforma Twitter, desmentiu a história em questão. No artigo, o Coin Telegraph apontou que a história surgiu de um usuário fake news rede social e que “foi enganado” por um período curto pela informação errada.

O fato é que há um pedido por parte da empresa para a aprovação da ETF em Bitcoin. Porém, não há previsão de quando e se a chamada SEC dos Estados Unidos irá aprovar o fundo (que, de fato, significaria um novo salto na criptomoeda).

Resumindo: temos um episódio que mostra como rumores, boatos e fakes podem influenciar no mercado de criptomoedas, que não é um jogo de cassino, mas as vezes acaba se comportando como tal. No final, era falso que o tal fundo da BlackRock havia sido aprovado pelo órgão regulador dos Estados Unidos.