China falsificou 20 mil documentos para fraudar eleições nos EUA #boato

Boato – China envia quase 20 mil documentos falsos para os EUA com objetivo de fraudar as eleições presidenciais norte-americanas. 

As eleições presidenciais dos Estados Unidos ocorrem ainda esse ano e, até o momento, a corrida presidencial indica um duelo caloroso entre Donald Trump (pelos republicanos) e Joe Biden (pelos democratas).

Em meio às escolhas de quem deve representar cada partido, uma notícia atingiu em cheio os Estados Unidos. Quase 20 mil carteiras de habilitação falsas foram apreendidas em um aeroporto de Chicago (EUA). Segundo informações que circularam em posts por redes sociais, os documentos teriam vindo da China, de Hong Kong, da Coreia do Sul e da Grã-Bretanha.

Pela proximidade das eleições presidenciais na terra do Tio Sam, não demorou muito para as fake news começarem a pipocar nas redes sociais. De acordo com uma publicação, os documentos seriam usados para burlar as eleições nos Estados Unidos. O texto ainda alerta para a possibilidade da mesma situação ocorrer no Brasil. Confira:

Versão 1: “20 mil documentos falsos vindos da China foram confiscados no aeroporto de Chicago. Tudo preparado para burlar as eleições nos EUA. Aqui no Brasil, devem fazer o mesmo!”. Versão 2: “ELEIÇÕES 2020. Relatório: Remessa de quase 20 mil carteiras de habilitação americanas falsas da China acaba de ser confiscada no aeroporto de Chicago. Isso cheira a grande interferência eleitoral para mim …”.

China falsificou 20 mil documentos para fraudar eleições nos EUA?

É claro que a informação logo viralizou nas redes sociais e causou revolta entre os estadunidenses que adoram uma teoria da conspiração (e também entre os brasileiros que adoram defender o povo do lado de lá). Mas será que a China realmente falsificou 20 mil documentos para fraudar as eleições presidenciais nos EUA? A resposta é não!

Vamos aos fatos! Não é nem preciso dizer que, desde o início da pandemia da Covid-19, o número de fake news envolvendo a China deu um salto gigantesco, não é mesmo? Aqui no Boatos.org já perdemos as contas de quantas informações falsas já desmentimos sobre a China. Se isso não bastasse, de brinde, ainda temos fake news já desmentidas por aqui que falam sobre imigrantes e eleições. Em 2014, por exemplo, a nossa equipe desmentiu a história de que o PT teria trazido 50 mil haitianos para o Brasil para eles votarem na ex-presidente Dilma Rousseff. Em 2018, também desmentimos a história de que venezuelanos estariam tirando títulos de eleitor para votar no Brasil.

Bastou uma rápida leitura na reportagem verdadeira sobre as carteiras de motorista para perceber que não existe nenhuma ligação entre os documentos falsos e as eleições dos EUA. Além disso, os documentos falsos não foram registrados apenas na China, mas também em Hong Kong, Coreia do Sul e Grã-Bretanha. Vale destacar também que o número de quase 20 mil documentos falsos não foi resgatado em apenas uma apreensão, mas sim em confiscos ao longo de seis meses.

Ao analisar o link apresentado como fonte no final da publicação, constatamos que a página é um site que sempre publica fake news nos EUA. A página, na verdade, é um blog opinativo associado à uma rádio de caráter conservador. De acordo com um site que avalia a confiabilidade de páginas na internet, a página em questão compartilha informações com fontes suspeitas, com promoção de propagandas e teorias da conspiração.

Em resumo: a história que diz que a China falsificou 20 mil documentos para fraudar as eleições dos EUA é falsa! A história surgiu de uma situação real. De fato, a polícia dos EUA apreendeu cerca de 20 mil documentos falsos somente no primeiro semestre de 2020. Entretanto, as carteiras de habilitação falsas não vieram apenas da China, mas também de Hong Kong, Coreia do Sul e Grã-Bretanha. Além disso, a situação não tem nada a ver com as eleições presidenciais estadunidenses. De acordo com reportagens sobre o ocorrido, a prática de solicitar documentos falsos no exterior é comum entre jovens universitários. Para completar o combo de informações falsas, o site usado como fonte pela publicação é uma página que sempre compartilha fake news ou teorias da conspiração. Ou seja, tudo não passa de uma grande balela. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Faip9f
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK