Calor de 63°C no Kuwait fez semáforo, carro e chinelo derreterem #boato

Boato – Fotos que circulam na internet mostram o efeito do calor de 63°C no Kuwait: semáforo, carro e chinelos chegaram a derreter.

No Brasil, o verão é uma das estações do ano mais esperada por muitos. O calor e as altas temperaturas são um convite para o combo praia, mar e bebidas geladas (desde uma latinha de cerveja até aquela água de coco fresquinha).

Porém, em alguns países, o calor não é lá tão desejado. Especialmente em lugares onde as máximas batem recordes, como nos países do Oriente Médio. E, de acordo com publicações nas redes sociais, os motivos são mais do que justificáveis.

Segundo a história de hoje, o Kuwait teria registrado, no sábado, a temperatura de 63°C. E, ainda de acordo com as publicações, a onda de calor teria sido tão forte, que fotos teriam registrado um semáforo, um carro e um chinelo derretendo. “O *Kuwait* registrou no sábado as temperaturas mais altas do mundo; chegando a *63 graus Celsius* sob luz solar direta, segundo o jornal Al Qabas…”, diz a mensagem.

Calor de 63°C no Kuwait fez semáforo, carro e chinelo derreterem?

As fotos são realmente impactantes e nos levam a refletir sobre as consequências do calor e até sobre os impactos do aquecimento global. Porém, o que pouca gente questionou foi a veracidade dessa história. Será que o suposto calor de 63ºC no Kuwait realmente teria feito as coisas derreterem? A resposta é não e os detalhes você confere a seguir.

Vamos aos fatos! De fato, existem notícias que dão conta que a temperatura chegou a 63ºC no Kuwait. Porém, ao contrário do que aponta a história, o fato não teria ocorrido “no sábado” (vale ressaltar que datas vagas são bastante utilizadas em fake news), mas sim no dia 8 de junho de 2019.

Entretanto, essa história de 63ºC também tem controvérsias. A primeira é em relação à própria temperatura. A medição oficial é feita à sombra e, de acordo com as notícias, nessa situação, a temperatura chegou a “singelos” 52ºC. A segunda é que a temperatura de 63ºC não foi validada.

A World Meteorological Organization (WMO) não considerou essa a maior temperatura já registrada. Para a organização, o título de maior temperatura já medida na Terra continua sendo da cidade de Califórnia que, em 1913, registrou ‘apenas’ 56.7ºC. Vale ressaltar que, em alguns serviços de fact-checking, a informação do recorde de temperatura no Kuwait chegou a ser classificada como fake news.

Há até dúvidas em relação aos 63 graus. O mesmo não se pode falar das imagens. Elas não são nem recentes nem do Kuwait. A imagem do semáforo derretendo, por exemplo, já foi usada em outras fake news. Ela circula na internet desde 2014 e adivinha? Apenas em boatos também relacionados ao clima.

Já a foto do carro, por exemplo, é real, mas o veículo está longe de estar derretendo por conta do calor do Kuwait. A imagem, na realidade, foi registrada durante um incêndio no Arizona (EUA), no verão de 2018. Ela, inclusive, também já foi utilizada em outras fake news.

Por fim, a foto do chinelo já circula há algum tempo na internet, sendo bastante utilizada em memes. Em algumas páginas, a imagem aparece atrelada a piadas sobre o calor insuportável na Austrália.

Em resumo: a história que diz que o Kuwait registrou uma temperatura de 63ºC que fez coisas derreterem é falsa! Algumas notícias, realmente, afirmaram que o país teria registrado a temperatura. Porém, as próprias notícias explicam que a medição é feita à sombra e, nesse caso, a temperatura teria atingido ‘apenas’ 52ºC. Por fim, as fotos utilizadas nas publicações são antigas, não foram feitas no Kuwait e, inclusive, já foram usadas em outras fake news. Ou seja, a história não passa de balela. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)