Mais de 1 milhão de pessoas participam de protesto denunciando “pandemia falsa” em Berlim #boato

Boato – Em Berlim (Alemanha), mais de 1 milhão de alemães saíram às ruas para protestar contra a “farsa da pandemia” da Covid-19.

No final de semana, um certo grupo europeu mostrou para o mundo que países como Brasil e Estados Unidos não estão sós no quesito falta de noção frente à pandemia da Covid-19. Queríamos não ter que relatar mais uma grande aglomeração no contexto em que vivemos, mas o fato foi esse.

No sábado (dia 1º de agosto de 2020), diversos alemães saíram às ruas para protestar (adivinhem só!) contra as medidas protetivas impostas pela chanceler Angela Merkel e outros governantes do país. A manifestação reuniu grupos antivacina e neonazistas. Eles alegam que a Covid-19 seria uma “grande teoria da conspiração”. O slogan do protesto foi o auge do protesto. De acordo com os organizadores, a frase “dia da liberdade” foi inspirada em um filme de 1935 sobre o exército nazista.

É claro que toda a movimentação seria usada para embasar novas fake news. E não deu outra. Nas últimas horas, uma história relacionada às manifestações na Alemanha viralizaram nas redes sociais. De acordo com as publicações, mais de 1 milhão de pessoas teriam saído às ruas, em Berlim (Alemanha), para lutar contra a “farsa da pandemia”. Segundo os textos que estão sendo compartilhados, os alemães estariam certos ao lutar contra o distanciamento e o uso obrigatório de máscara. Confira:

Versão 1: “A mídia tenta subestimar o número de manifestantes, mas amigos em Berlim me dizem que 1 milhão de pessoas dizem “NÃO a quarentena”, máscaras e restrições ditatoriais do Covid-19”. Versão 2: “Mais de 1,2 milhões de pessoas em Berlim este 1° de Agosto, sem distância social nem a focinheira da “Nova Anormalidade”. Um povo desperto que se manifiesta contra a tentativa de subjugá-lo”. Versão 3: “Manifestação em Berlim 1,3 milhões contra a PANDEMIA discricionária de uso MÁSCARAS e ESCRAVIDÃ. País de 1° mundo”.

Mais de 1 milhão de pessoas participaram de protesto denunciando “pandemia falsa” em Berlim?

Dada a situação que enfrentamos, é claro que a história viralizou nas redes sociais e serviu como embasamento para pessoas que já acreditavam que a pandemia seria uma farsa. Mas será que essa história de que mais de 1 milhão de alemães participaram de um protesto em Berlim para denunciar a “farsa da pandemia” é real? Não é!

Vamos aos fatos! Basta uma olhada nas publicações para perceber alguns equívocos. Elas apresentam caráter vago, alarmista, possuem erros de português e não citam fontes confiáveis.

Como já mostramos anteriormente, é fato que o protesto ocorreu no sábado (dia 1º de agosto de 2020), em Berlim, na Alemanha. Também é fato que a manifestação aconteceu de forma leviana e foi baseada em premissas falsas (e também “inspirada” em ideias nazistas). Não vamos nos alongar sobre isso, mas a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que todos usem máscara e pratiquem o distanciamento social. A nova orientação do órgão máximo da saúde foi divulgada no início de junho de 2020 e tem como base estudos científicos relacionados ao assunto. Já sobre a pandemia da Covid-19 ser uma farsa, os números falam por si só. Já são quase 700 mil mortos no mundo inteiro.

Bom, para elucidar de uma vez por todas essa história, resolvemos procurar mais informações em jornais alemães. O jornal Die Welt destacou que, de acordo com as estimativas da polícia, cerca de 17 mil pessoas participaram da manifestação e, posteriormente, cerca de 20 mil participaram de um comício após o fim do protesto.

Já o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung (FAZ) ressaltou que os organizadores do evento informaram, diversas vezes, o número de participantes no protesto. Sob aplausos, os organizadores teriam informado a presença de 1,3 milhão de pessoas na manifestação. Segundo a polícia de Berlim, esse número foi bem menor, cerca de 20 mil pessoas.

Além do número de participantes estar errado, algumas das fotos usadas nas publicações brasileiras também não são do protesto do dia 1º de agosto de 2020. A foto que mostra o protesto na rua, cercada de árvores ao seu redor, em um ângulo mais amplo, de fato, foi registrada no final de semana. A foto mostra diversos espaços em branco na manifestação.

Já a imagem que mostra a manifestação de um ângulo mais fechado, onde se pode observar pontos de ônibus e diversas pessoas na rua, também foi feita na manifestação do dia 1º de agosto de 2020. Nessa imagem, também é possível ver espaços em branco.

Já a foto em ângulo fechado que mostra centenas de pessoas segurando placas não é recente. Ela foi registrada no dia 6 de junho de 2020 em um protesto antirracismo na Alemanha. Enquanto isso, a foto que mostra milhares de pessoas em uma ponte sobre um canal sequer mostra uma manifestação e muito menos foi registrada na Alemanha. A imagem, na realidade, mostra a “Street Parade” (uma das maiores festas eletrônicas do mundo), realizada, anualmente, em Zurique, na Suíça.

Em resumo: a história que diz que mais de 1 milhão de pessoas participaram de um protesto contra a “farsa da pandemia” em Berlim (Alemanha) é falsa! As publicações usam fotos que não são do protesto do dia 1º de agosto de 2020. Uma delas, inclusive, mostra uma festa de música eletrônica, em Zurique, na Suíça. Além disso, o número de participantes do protesto foi bastante inferior ao indicado pela história de hoje. De acordo com a polícia de Berlim e jornais locais, cerca de 17 mil pessoas participaram do protesto e 20 mil participaram de um comício realizado após a manifestação. Ou seja, a história não passa de balela. Não compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Faip9f
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)