Turma da Mônica pede que crianças enviem senha do cartão de crédito dos pais #boato

Boato – A Turma da Mônica está pedindo que crianças enviem a senha do cartão de crédito dos pais para que elas “façam parte da turminha”.

Nestes mais de seis anos de Boatos.org, já nos deparamos com muitas histórias “difíceis de acreditar”. Nestes casos, a decisão (na maioria das vezes) é desmentir antes que “alguém acredite”. Na história de hoje, nos deparamos com uma tese “nesta categoria”. Uma não, duas.

A primeira tese na qual nos deparamos dá conta de que a Turma da Mônica estaria pedindo para que crianças enviassem dados do cartão de crédito dos pais para que elas “fizessem parte da turminha”. Leia a mensagem que aparece na imagem:

A Turma da Mônica está procurando um novo amigo! Quer fazer parte da turminha? Tudo o que você tem que fazer é comentar: 1. O número do cartão de crédito da mamãe. 2. Os 3 numerozinhos atrás. 3. A data de expiração.

A segunda informação dá conta de que “bandidos” estão utilizando a tal imagem para roubar dados dos cartões de crédito dos pais. Mensagens apontam que quadrilhas estão espalhando a imagem e que a polícia fez um alerta. Leia:

#Olhando o post a principio não tem nada de errado, afinal é a tão querida “Turma da Mônica “. A Polícia descobriu um novo golpe, onde crianças que navegam na Internet são os alvos dos estelionatarios que se passam pelos personagens e assim conseguem os dados dos cartões dos pais e responsáveis e com isso fazem compras pela Internet, clonam cartões e causam grandes prejuízos financeiros para os titulares do cartão, que só descobrem que foram vítimas quando chega a fatura. Muito cuidado.

Turma da Mônica pediu que crianças enviem senha do cartão de crédito dos pais?

Quando nos deparamos com a “pauta”, não ficamos muito empolgados em desmentir. Mas antes que comecem a fazer “tempestade em copo d’água” (espera aí, já estão fazendo), a gente precisa estar aqui para esclarecer a história. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto (um tanto quanto óbvio) está no fato de que a Turma da Mônica não está solicitando número de cartão de crédito algum para as crianças. Quando a história começou a circular, a própria página oficial da Turma da Mônica, por meio da página Maurício de Sousa produções, tratou de desmentir o caso. Leia a nota oficial.

USO INDEVIDO DE PERSONAGENS DA TURMA DA MÔNICA: A Mauricio de Sousa Produções (MSP) informa que não tem nenhuma relação com postagem fake que circula na rede internet e aplicativos de mensagens, como WhatsApp, usando indevidamente as imagens dos personagens da Turma da Mônica solicitando para as crianças o envio de dados de cartão de crédito e CPF de seus pais. A MSP alerta para que não se repasse esse tipo de conteúdo falso adiante.

Isso já ficou claro, não? Se você vir a tal publicação da Turma da Mônica pedindo o cartão de crédito das pessoas, não repasse. Alguém pode achar que você é um bandido querendo roubar dados das pessoas. Agora vamos à segunda parte da história.

Polícia alertou que bandidos estão usando uma imagem da Turma da Mônica para um golpe?

Como falamos, alguns sites sensacionalistas já saíram por aí gritando que é um novo golpe e que “estão usando a inocência das crianças etc etc”. Só há um detalhe: mesmo que a mensagem seja falsa, aparentemente não estamos diante de um golpe.

O primeiro ponto que nos leva a acreditar nisso está no que foi dito até o momento. Ao contrário do que aponta uma das mensagens, não há qualquer alerta da polícia sobre a tentativa de golpe. Ao buscar por eventuais vítimas do tal “golpe da Turma da Mônica” ou mesmo suspeitos presos pela prática, nada encontramos. Ou seja: é um “golpe” sem vítimas e sem acusados.

O segundo ponto que nos leva acreditar de que não se tratam de “bandidos” está no modus operandi. Um “golpe” como esse seria facilmente rastreável. Vamos racionar o que precisaria acontecer para o golpe dar certo e você calcula as probabilidades por aí.

1) O golpista precisaria enviar a mensagem para o número de uma criança. Mais do que isso, uma criança que não tem o telefone monitorado pelos pais. 2) A criança precisaria estar em um limiar sensível: ela teria que ter a capacidade de ler a mensagem (ser alfabetizada), entender o que é cartão de crédito, data de expiração, mas não poderia entender que não se deve passar esses dados. 3) O golpista teria que cuidado para não enviar a mensagem para pessoas fora do seu público-alvo. Já pensou se ele envia para um policial?

O terceiro ponto está na própria nota divulgada pela Turma da Mônica. Em momento algum, foi dito que se trata de um golpe. A única coisa que foi dita é que a mensagem era falsa. O quarto ponto é empírico: a postagem tem um tom jocoso (muito similar ao que já rola na internet). Em uma rápida pesquisa no Facebook, achamos as seguintes postagens:

1) Não sou de entrar nessas brincadeiras do facebook, mas essa achei sensacional. Ce vcs tivessem um filho(a) com nome de numero, data de validade e código de segurança do seu cartão de crédito, como ele(a) chamaria? 2) insira seu cartão de crédito, a data de validade e o código de segurança para liberarmos seu acesso a internet 3) Odeio gente que conversa pouco eu quero falar sobre aliens, teoria da conspiração, os 16 numeros do seu cartão de credito, o codigo de segurança e a data de validade. 4) ESTOU TENDO UM DIA RUIM, VCS PODERIAM ME ENVIAR -O número do seu cartão de crédito -A data de validade -Código de segurança

Resumindo: a postagem sobre a Turma da Mônica pedindo cartão de crédito é, obviamente, falsa. Mas antes que você fique indignado saiba que tudo aponta que a acusação de que isso é um golpe de uma “quadrilha” também não procede. Na dúvida, siga o conselho do senhor Maurício de Sousa: não repasse a mensagem e não deixe a história crescer.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)