Rita Lee teve um caso com Bolsonaro e revela que ele é gay #boato

Boato – A cantora Rita Lee e o candidato Jair Bolsonaro (PSL) tiveram um caso quando eram adolescentes. Em 2011, ela afirmou que o namoro terminou porque ele é gay.

Em 2016, o Boatos.org desmentiu uma história que apontava que o ator Alexandre Frota havia sido namorado do deputado federal Marco Feliciano por dois anos. Na época, explicamos que o próprio ator admitiu que tinha só “zoado” o pastor. Agora, durante o período eleitoral, outra história emerge na internet.

O mais novo “babado” da interwebs dá conta de que a cantora Rita Lee teria sido namorada de ninguém menos do que o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) quando eram adolescentes. Mais do que isso: ela teria revelado que o namoro acabou porque ele era gay.

A história começou em 2011 com tuites reais da cantora. “Perdidos no espaço” por muito tempo, as publicações foram relembradas agora em 2018. É claro que elas viraram “prova irrefutável” do caso entre os dois e da orientação sexual do político. Leia uma das versões de texto:

A cantora e compositora Rita Lee teve um caso com o candidato a presidente pelo PSL Jair Bolsonaro quando os dois eram adolescentes. Desde a noite desta terça-feira (18), internautas desenterraram uma série de tuítes da artista, que debocha do político de extrema direita e insinua que candidato era gay. “Bolsonaro e eu tivemos um caso. Ele ñ era mto chegado na coisa, se é q me entendem”, diz. “Terminamos pq Bolsinho tava d olho num colega d classe”, completa.

Veja os tuítes: “Bolsonaro e eu tivemos um caso. Ele ñ era mto chegado na coisa, se é q me entendem. Terminamos pq Bolsinho tava d olho num colega d classe”. “Hj Bolsonaro vira a cara p mim. Deve temer q eu conte ao mundo seus segredos + íntimos. Se continuar nesse nhén nhén nhén eu conto mesmo”. “Unzinho só. No internato o apelido d Bolsonaro era Santinha: o coroínha preferido de 9 entre 10 padres. Vou negar tudo no tribunal!”

A história não parou nos tuítes e nas publicações. Muitos comentários em redes sociais já denunciavam que, de fato, Bolsonaro é gay. “Pra ter tanto ódio de mulher não é de duvidar”, diz uma versão. “Não acredito não olha….. ele tem raiva porque tem saudades do arrepio na nuca, que só uma barbinha mal feita dá …. uiiii….”, aponta outra. “Isso é pesado dito por uma mulher que a lhe convivel com o dito cuja”, diz uma terceira mensagem.

Rita Lee teve um caso com Bolsonaro e revela que ele é gay?

Já deu para ver que o assunto rendeu muito e que, de fato, Rita Lee falou sobre Bolsonaro em 2011. Mas será mesmo que os dois tiveram um caso e que está provado que o candidato é gay? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

O primeiro ponto que denuncia a farsa é cronológico. Rita Lee nasceu em 31 de dezembro de 1947 em São Paulo. Até o início dos Mutantes (quando ela tinha 18 anos), ela viveu na capital paulista e estudou no Liceu Pasteur (colégio de gente rica). Quando Rita Lee já estava nos Mutantes, Bolsonaro tinha 11 anos e morava no interior de São Paulo. Aos 18, ele entrou na Escola de Cadetes.

Até aí não tem nada de padres e nem lógica em um caso entre os dois. Junte isso ao fato de, com exceção deste episódio (dos tuites), nem Rita Lee nem Bolsonaro citaram o tal romance malsucedido. Não seria mais lógico se ambos tivessem tocado no assunto?

Mas então, o que seria a tal história do caso entre Rita Lee e Bolsonaro (e o coleguinha)? Simples, é uma fanfic (nome moderno para “história da carochinha”). De acordo com essa matéria do Buzzfeed, Rita Lee costumava publicar textos fictícios no Twitter.

A “série” sobre Bolsonaro foi motivada por polêmicas causadas pelo político durante uma entrevista para o programa CQC (extinto em 2015) em 2011. Logo após ele ter dado uma resposta supostamente racista à cantora Preta Gil, Rita Lee fez as publicações. Em 2013, muitas dessas publicações (que incluíam polêmicas com a Globo, Corinthians etc) viraram um livro em parceria com a cartunista Laerte.

Pronto: já deu para ver que Rita Lee não teve caso nenhum com Bolsonaro e não temos nenhum indício de que o candidato do PSL seja gay. A história era uma fanfic que foi ressuscitada só para pôr mais lenha na fogueira nas eleições deste ano.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164. 

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

6 comentários em “Rita Lee teve um caso com Bolsonaro e revela que ele é gay #boato

  • 26/09/2018 em 22:16
    Permalink

    Uma adolescente tendo um caso com uma criança, para mim isso parece crime!

    Resposta
  • 22/09/2018 em 21:41
    Permalink

    mas ele odeia demais os gays, deve ser um baitola enrustido sim, tem muito disso nos quartéis entre os oficiais.

    Resposta
  • 20/09/2018 em 17:22
    Permalink

    Uma pessoa que cria um boato desse só pode ser humorista.

    Resposta
  • 20/09/2018 em 14:57
    Permalink

    Eu gostaria de ver alguma manifestação das partes envolvidas, visto que até agora nada.

    Resposta
  • 20/09/2018 em 10:58
    Permalink

    Enquanto o próprio coiso não desmentir ou processar a Rita é verdade Pronto.

    Resposta
    • 22/09/2018 em 09:52
      Permalink

      Ah bom tudo é verdade até que se prove o contrário, a tua mãe passou a noite comigo e pronto, é verdade até que se prove o contrário. Chora mais borboleta comunista.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)