Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record por chamar Moro de analfabeto #boato

Boato – O apresentador Paulo Henrique Amorim acabou de ser demitido da Record. O motivo foi chamar o ministro da Justiça Sérgio Moro de analfabeto.

No “mundo do debate político da internet”, a polarização, por assim, “rola solta”. No jogo entre “entre coxinhas e mortadelas”, até alguns famosos assumem um lado. É o caso do jornalista e apresentador Paulo Henrique Amorim. Defensor ferrenho de Lula e opositor do governo, ele já se envolveu e foi envolvido em muita polêmica. Hoje, vamos falar de mais uma delas.

De acordo com um texto que está viralizando no Facebook, Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record após gravar um vídeo chamando o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro de analfabeto. A informação é reforçada por um print de uma notícia do site “Notícias da TV” com o título “Record apresenta substituto de Paulo Henrique Amorim no Domingo Espetacular”. Leia algumas versões da história que viralizou por aí:

Versão 1: Paulo Henrique Amorim caiuuuu… Record mandou embora após ele falar que Sérgio Moro era um analfabeto. Meus parabéns Rede Record pela atitude. Mais uma vitória do povo brasileiro. Versão 2: Enfim a Rede Record de Televisão Tomou a Decisão Correta de Demitir Esse Salafrário, Verme Esquerdopata, Inútil Para a TV e Para a Nação!

Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record por chamar Moro de analfabeto?

Como é possível ver no teor do texto que circula online, muita gente está celebrando a informação. Mas será mesmo que o Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record por chamar Moro de analfabeto? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Essa história (assim como tantas outras) se utiliza de informações reais para distorcer os fatos. O que temos de real: 1) Paulo Henrique Amorim, de fato, adjetivou o ministro da Justiça. 2) Também é fato que há conversas adiantadas para que ele deixe a apresentação do Domingo Espetacular (essa matéria fala mais a respeito). As verdades param por aí.

Primeiro ponto: Paulo Henrique Amorim não foi demitido. Se você duvida, ele, inclusive, fez a chamada do Domingo Espetacular dessa semana. O que há são planos de reformulação do programa e a possibilidade de que ele saia. Mas não há, ainda, informações de que ele seria demitido (até porque uma rescisão de contrato, que vence em 2021, poderia não ser o mais interessante para a emissora).

Segundo ponto: a decisão de mudanças no Domingo Espetacular não tem relação direta com as declarações de Paulo Henrique Amorim sobre Moro. A prova disso é temporal. Notícias sobre mudanças no programa já existiam antes da declaração (feita após Moro falar “conje” durante audiência na Câmara dos Deputados). A do print, por exemplo, foi publicada em março desse ano.

Só para não deixar batido, as mensagens que falam em demissão por causa do comentário sobre Moro só existem em redes sociais (não estão em nenhuma fonte confiável) e têm algumas características de boatos como ser vaga, alarmista e ter erros de português.

Resumindo: a história que aponta que Paulo Henrique Amorim foi demitido da Record por chamar o ministro Sérgio Moro de analfabeto é falsa. É mais uma notícia falsa baseada em acontecimentos reais que circula na internet.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)