Nelson Freitas grava áudio sobre pesadelo da posse de Haddad e critica isentões #boato

Boato – O ator global Nelson Freitas gravou um áudio descrevendo como seria o “pesadelo” da posse de Fernando Haddad no dia 1º de janeiro de 2019 para pedir “voto útil” de isentões em Bolsonaro.

É fato. As eleições presidenciais deixaram de ser o pleito do “eleja seu candidato” para ser o do “não deixe o outro candidato se eleger”. Nos últimos dias, os defensores dos candidatos têm, de todas as formas, tentado levantar a bandeira do “voto útil” para derrotar o adversário indesejado. Em meio a isso, é claro que teses e informações falsas não se cansam de aparecer.

A última história que circula online dá conta de que o ator global Nelson Freitas teria gravado um áudio no WhatsApp descrevendo o “horror” do dia 1º de janeiro de 2019. Na gravação, ele descreve Haddad tomando posse, diversos políticos (como Evo Morales e Maduro) na cerimônia, feministas nuas, grupos LGBT, sindicalistas e Lula como “verdadeiro presidente”.

Ao final da gravação, o ator teria dado uma “bronca” nos isentões que desejam votar em João Amoêdo ou em Álvaro Dias e pede o voto útil em Bolsonaro para que a cena seja evitada. “Nelson Freitas Se ele ainda não saiu é provável que vai sair da Lixo Globo depois desse áudio. Parabéns ao ator pela coragem”, diz a mensagem que acompanha o áudio. Leia a transcrição do áudio e escute o arquivo.

Transcrição: Imagine-se no primeiro dia de janeiro de 2019. Neste macabro dia, você está assistindo atônito pela TV de sua casa a posse do Haddad como novo presidente do Brasil. Neste exato momento você percebe que, no mesmo palanque estão: Dilma Rousseff, José Dirceu, Lindenberg, Gleisi, Boulos, Stedile, FHC, Ciro, Marina, entre outros, além de personalidades internacionais como o Maduro e Evo Morales. Abalado, você ouve a primeira declaração do novo presidente, enaltecendo o herói ,Lula, e proclamando sua liberdade e sem sentir o mínimo de vergonha, declara o detento como o novo e verdadeiro presidente do país.

Em rápidos e constantes flashes são noticiadas as festas espalhadas pelo Brasil por pessoas com suas camisetas e bandeiras vermelhas que sorriem e debocham dos vencidos opositores. Feministas dançam nuas pelas ruas com os dizeres “Lula Livre” pintado em seus corpos. A comunidade LGBT e sindicalistas levam carros de som para as ruas e orquestram um tipo de “parada” fora de época.

Com tristeza você relembra de todos os manifestos que participou contra os mandos do governo petista, contra a perpetuação da miséria, contra o aparelhamento total do estado e contra a corrupção. Não se conformando com a volta do poder para as mãos dos grandes compadres do petismo, você, o ISENTÃO ou aquele que, mesmo avisado, votou no AMOEDO , no ALVARO, vai sentir o arrependimento da sua INÉRCIA ou do DESPERDÍCIO do seu voto. Porém, agoraNADAmais pode ser feito! Um viva a república socialista do Brasil. Estão avisados!

Nelson Freitas gravou áudio sobre posse de Haddad em que critica isentões?

É claro que o áudio começou a se espalhar feito pólvora nos grupos do WhatsApp. Mas será mesmo que o ator Nelson Freitas gravou o áudio em que detona Haddad e pede o voto em Bolsonaro para “derrotar” o PT? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Quando a gente vê um áudio surgindo em redes sociais atribuído a algum famoso, a gente fica desconfiado. Com raras exceções (como o áudio de Chico Pinheiro sobre a prisão de Lula e o de Luana Piovani sobre Bolsonaro), esses tipos de arquivos são falsos.

A primeira prova que tivemos da história está no fato do texto (sem o áudio) já ter circulado na internet como um “texto anônimo” antes de “virar gravação”. Alguém famoso pegar e gravar algo que já estava na internet é, no mínimo, falta de criatividade. Não faz muito sentido.

O segundo ponto está na lógica. No áudio, é claro que a pessoa (ao contrário dos exemplos de Chico e Piovani) não fala para uma pessoa e sim para “o público”. Com tantas redes sociais para divulgar isso em vídeo, por que a pessoa escolheria um “áudio do WhatsApp” para “soltar a bomba”? Continua não fazendo muito sentido.

Falando em redes sociais, a gente foi checar a informação nas redes de Nelson Freitas e descobrimos que ela já foi desmentida por ele. Em um vídeo no Facebook (que foi gravado originalmente no Instagram dele), o ator afirmou o óbvio: não era ele e a voz não é dele. Assista ao vídeo e leia a transcrição:

Olá pessoal, Nelson Freitas falando… olha só. Tem um áudio circulando por aí, que às vezes é anexado a uma foto minha sobre um texto que diz sobre “um pesadelo”… na verdade, o texto não é meu, a voz não é minha, não sei quem foi quem construiu isso, talvez tenham achado parecida com a minha voz… mas quem me conhece de verdade sabe que essa voz não é minha.

Então, aqui com os meus amigos no Instagram, eu faço esse protesto para que fique muito claro que nós estamos em um momento muito importante da nossa democracia, a polarização, infelizmente é o que acontece, mas é muito bom para a democracia que tenhamos opções de voto. Então eu desejo a todos uma boa eleição e que a gente consiga escolher bem os nossos representantes. Um abraço.

Resumindo: a história que aponta que o ator Nelson Freitas gravou um áudio descrevendo o pesadelo da posse de Haddad e criticando isentões é falsa. O texto surgiu apócrifo, a voz não se parece com a dele e ele já negou tudo. Balela.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)